XP Expert

XP Morning Call 14/02/2019: Mercados ligeiramente positivos

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Bolsonaro prestes a decidir formato final da Previdência, crise com Ministro Bebianno
  2. PPI deve incorporar mais projetos na área de energia

Internacional

  1. EUA considera prorrogar por 60 dias o aumento de tarifas sobre produtos chineses
  2. Donald Trump pode assinar o acordo para acabar com disputa pela segurança na fronteira
  3. Balança comercial chinesa supera expectativas

Empresas

  1. Petrobras (PETR4): Governo começa a se encontrar com operadores para tratar do leilão da Cessão Onerosa
  2. Vale (VALE3): Salim Mattar diz que empresa deve ser reprivatizada
  3. Azul (AZUL4): Tribunal do Cade aprova JV entre Azul e Correios; Restam TCU e Ministérios

COE News

  1. Cisco: Resultados sólidos do último trimestre mostraram resiliência frente a guerra comercial

Resumo

Mercados ligeiramente positivos 

Mercados ligeiramente positivos nesta manhã de quinta-feira, em meio a notícias de que o presidente Donald Trump estaria considerando prorrogar em 60 dias o prazo para a imposição de tarifas mais altas sobre as importações chinesas. Além disso, Trump disse que as negociações comerciais apresentam bom progresso, ajudando a firmar o sentimento dos investidores sobre potencial acordo.
 
Em paralelo, o Congresso dos EUA pretende acabar hoje com a disputa pela segurança na fronteira com uma legislação que ignoraria o pedido do presidente Donald Trump de US$5,7 bilhões para ajudar a construir um muro na fronteira EUA-México, mas que evitaria outra paralisação parcial do governo.
 
Na China, dados da balança comercial de janeiro vieram melhores que o esperado, com crescimento das exportações de 9,1% A/A, e queda das importações menor do que a esperada. No entanto, tais dados podem ter sido positivamente impactados por fatores sazonais, e o mercado continua a esperar fraqueza pela frente.
 
Nas commodities, destaque para os preços do petróleo tipo Brent que sobem + 1,48% e aproximam-se do limiar de US$ 65 / barril, refletindo principalmente os efeitos do acordo de redução da oferta da OPEP + e outros cortes de produção, liderados pela Arábia Saudita.
 
No Brasil, Jair Bolsonaro teve alta do hospital. Em entrevista, o presidente disse que decide hoje o formato final do projeto da reforma da previdência que enviará ao Congresso. A idade mínima deve ficar entre 62 e 65 anos para homens e 57 e 60 anos para mulheres e alterações para os militares serão replicadas para bombeiros e policiais militares e civis. Sem reforma, afirmou o presidente, o Brasil quebra em 2022 ou 2023.
 
Do lado das empresas, o Banco do Brasil reportou 4T18 com lucro líquido acima do esperado e divulgou projeções para 2019 que reforçam nossa tese positiva para as ações.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Bolsonaro prestes a decidir formato final da Previdência, crise com Ministro Bebianno

  • Jair Bolsonaro teve alta do hospital. Em entrevista, o presidente afirmou que decide hoje o formato final do projeto da reforma da previdência que enviará ao Congresso. A idade mínima deve ficar entre 62 e 65 anos para homens e 57 e 60 anos para mulheres e alterações para os militares serão replicadas para bombeiros e policiais militares e civis. Sem reforma, afirmou o presidente, o Brasil quebra em 2022 ou 2023;
  • Gustavo Bebianno, ex-presidente do PSL e atual ministro da secretaria-geral da Presidência, ao tentar afastar crise gerada pelas candidaturas laranjas, disse que teria falado com o presidente diversas vezes, o que foi prontamente negado pelo filho Carlos Bolsonaro nas redes sociais, em postagem que foi republicada por seu pai. Em entrevista ontem, o presidente disse que Bebianno mentiu. Segundo os jornais, Bolsonaro esperava que o ministro pedisse demissão e o ministro teria dito que só sai se o presidente demiti-lo. Evolução da crise poderia afetar o trâmite da reforma da previdência.
     

PPI deve incorporar mais projetos na área de energia

  • O conselho do Programa de Parcerias para Investimentos (PPI) prevê realizar uma reunião no fim desse mês para incluir novos projetos em sua carteira, como lotes de linhas de transmissão (previsto no segundo semestre com investimentos de R$4 bilhões), a 16ª Rodada de Blocos Exploratórios da ANP e a 6ª Rodada do Pré-Sal;
  • Segundo o Secretário do PPI, Pedro Barros de Souza, a carteira atual do PPI é majoritariamente formada por projetos em estágio maduro da gestão anterior, e o principal projeto na área de energia seria a desestatização da Eletrobras por meio de uma capitalização;
  • Além disso, o PPI estaria tentando incluir leilões de energia nova A-4 e A-6 (que negociam novos contratos para início de fornecimento de energia em 4 e 6 anos), mas essa decisão deve depender da elaboração do calendário do setor.

Internacional

EUA considera prorrogar por 60 dias o aumento de tarifas sobre produtos chineses

  • Segundo a Bloomberg, o presidente Donald Trump está considerando aumentar o prazo para a imposição de tarifas mais altas sobre as importações chinesas em 60 dias, se os dois países estiverem próximos de um acordo. Autoridades chinesas inicialmente propuseram uma prorrogação de 90 dias, mas isso foi rejeitado pelo lado americano, disseram pessoas a par da situação;
  • O presidente Xi Jinping está programado para encontrar os membros da delegação dos EUA, incluindo Robert Lighthizer e Steven Mnuchin (Secretário do Tesouro dos EUA) em Pequim na sexta-feira e se um acordo se materializar, pode criar a possibilidade de uma reunião entre Trump e o presidente chinês para firma-lo.

​Donald Trump pode assinar o acordo para acabar com disputa pela segurança na fronteira

  • De acordo com a CNN, o presidente Donald Trump está inclinado a assinar o acordo de segurança de fronteira para evitar outra parada parcial do governo;
  • Apesar do acordo, que inclui US$ 1,375 bilhão para uma barreira na fronteira, ficar aquém dos US$ 5,7 bilhões que Trump originalmente exigia para o muro, Trump disse que não queria ver um fechamento do governo.

Balança comercial chinesa supera expectativas

  • De acordo com o Financial Times, as exportações chinesas se recuperaram em janeiro, retornando ao crescimento à medida que as quedas das importações diminuíram, no entanto analistas não estejam convencidos de que o salto nas exportações tenha apontado para uma recuperação robusta;
  • De acordo com as estatísticas oficiais divulgadas na quinta-feira, as exportações em dólar subiram 9,1% em relação ao ano anterior, recuperando-se de uma queda de 4,4% em dezembro e superando as previsões de economistas da Reuters de uma queda de 3,2%;
  • ​As importações também superaram as previsões, mas ainda caíram 1,5% no mês passado, devido à persistência de preocupações com o enfraquecimento do investimento doméstico e o consumo.

Petróleo se aproxima de um reequilíbrio, já que a Opep, liderada pela Arábia Saudita, reduz a produção

  • Os preços do petróleo tipo Brent sobem + 1,48% e aproximam-se do limiar de US$ 65 / barril, refletindo principalmente os efeitos do acordo de redução da oferta da OPEP + e outros cortes de produção;
  • A Arábia Saudita, em particular, está liderando o bloco, sendo responsável por 72% dos cortes da OPEP, sinalizando que o país tem a intenção de sacrificar participação de mercado para reequilibrar o mercado de petróleo;
  • Além disso, a queda da produção venezuelana e as perspectivas de um acordo comercial EUA-China estão acalmando temores de excesso de oferta. Os estoques de petróleo bruto dos EUA caíram -1,016 milhão de barris, contra as expectativas de um aumento de 1,441 milhão de barris ontem, uma sinalização positiva para preços

Empresas

Petrobras (PETR4): Governo começa a se encontrar com operadores para tratar do leilão da Cessão Onerosa

  • Segundo a publicação especializada no setor de óleo e gás EPBR, o governo começou a se encontrar com operadores para tratar das regras do funcionamento do leilão dos barris excedentes da Cessão Onerosa. Nessa etapa ainda não são discutidos detalhes como bônus de outorga;
  • Segundo a matéria, como o leilão será de áreas que hoje estão 100% contratadas pela Petrobras no Pré-Sal, a oferta será no regime de Partilha (que é o adotado em outras áreas do pré-sal que não as da Cessão Onerosa), com previsão de unitização dos contratos com as áreas da Cessão Onerosa; 
  • A tendência é que o governo não insista no Projeto de Lei da Cessão Onerosa que tramita no Senado, e realize o leilão no segundo semestre com aval do TCU e após a aprovação do acordo com a Petrobras para renegociação do Contrato da Cessão Onerosa.

Vale (VALE3): Salim Mattar diz que empresa deve ser reprivatizada

  • Salim Mattar, secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do governo Bolsonaro, disse que o modelo de privatização da Vale tem equívocos e precisar ser refeito;
  • Para ele, a mineradora não foi privatizada de fato, uma vez que é controlada por fundos de pensão ligados a empresas estatais. Mattar considera natural que, num período de ~3 anos, as ações da Vale sejam vendidas pelos fundos; 
  • Vale ressaltar que desde a privatização, por meio do acordo de acionistas, a Bradespar e Mitsui tinham poder de veto em qualquer decisão, o que caracterizava a Vale como privada. Além disso, em 2016-17 a Vale passou por um processo de reorganização societária e unificação de ações que a transformou em uma corporation, sem controle definido;
  • O antigo bloco de controle agora tem 40% das ações, sendo que os fundos de pensão tem 21% e o BNDESPar tem 6,7%, dos quais 10,1% e 2,3%, respectivamente, está ainda amarrado por acordo de acionista e não pode ser vendido até 2020.​
     

Azul (AZUL4): Tribunal do Cade aprova JV entre Azul e Correios; Restam TCU e Ministérios

  • O Tribunal do Cade deu ontem aval à operação entre a Azul e os Correios, negando recursos das concorrentes à criação da Joint Venture (JV). Com isso, resta o aval do TCU e dos Ministérios para que a operação seja aprovada;
  • Os números da JV ainda não estão incorporados em nossas estimativas ou nas da empresa. Conservadoramente, nossas estimativas apontam para um ganho adicional de margem com a JV de ~50 bps caso ela estivesse em vigor ao longo de 2018.
     

Weg (WEGE3): Aquisição da Geremia Redutores

  • A WEG anunciou hoje cedo a assinatura de contrato para a aquisição da Geremia Redutores, fabricante brasileiro de Redutores, Motorredutores de Velocidade, Multiplicadores de Velocidade e Componentes para Transmissão Mecânica;
  • ​A empresa atende todo o mercado nacional e internacional, principalmente na América do Sul e América Central. Em 2017 sua receita líquida foi de R$ 57,4 milhões (o que teria representado ~0,6% da receita total da Weg em 2017). Portanto, o impacto da aquisição será limitado.

COE News

Cisco: Resultados sólidos do último trimestre mostraram resiliência frente a guerra comercial

  • A Cisco apresentou resultados em linha com o esperado pelo mercado, registrando forte crescimento nas vendas de equipamentos de rede, roteadores e switches, que apresentaram crescimento de 6% no ano contra ano. A gigante de tecnologia realizou aumento parcial de preços para se proteger do impacto negativo gerado pela continuidade da guerra comercial entre EUA e China;
  • Destaque positivo para a quantidade de pedidos (backlog) que continua saudável, com potencial de continuar crescendo 8% no trimestre atual, e na divisão de produtos e serviços relacionados à segurança da informação que apresentou expressivo crescimento de 18% no último trimestre;
  • A empresa registrou receitas de US$ 12,5 bilhões no trimestre, número 4,7% superior no ano contra ano e em linha com as expectativas de mercado, além do lucro de US$ 2,8 bilhões neste mesmo período. Os dirigentes da empresa também divulgaram suas expectativas de crescimento de 4 a 6% para as receitas neste primeiro trimestre do ano.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.