XP Expert

China e EUA sinalizam progressos sobre a fase 1 do acordo comercial e mercados operam em alta

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA 0,8% | 102.298 Pontos

CÂMBIO -0,16% | 5,61/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Nesta segunda-feira o Ibovespa fechou em alta de 0,77% aos 102.297 pontos puxados pelo cenário externo mais positivo graças a notícias de novos tratamentos para o coronavírus nos Estados Unidos. O noticiário internacional se sobrepôs a desistência do governo brasileiro de anunciar nesta terça-feira o megapacote de medidas econômicas e sociais. O dólar comercial terminou com leve queda de 0,23% a R$ 5,59.  As taxas futuras de juros tiveram a baixa iniciada no começo do dia limitada pelas preocupações com o cenário fiscal e com baixa liquidez dos mercados. O DI jan/21 fechou em 1,94%. DI jan/23 encerrou em 3,94%; DI jan/25 foi para 5,78%; e DI jan/27 fechou em 6,79%.

Nos mercados internacionais, o destaque desta terça-feira é o otimismo expressado pelos governos da China e EUA sobre o acordo comercial. Após conversa na noite desta segunda-feira entre o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer; o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, e o vice-premiê chinês, Liu He, houve divulgação de nota sinalizando a implementação da fase 1 do acordo. Ainda nos EUA, o presidente Donald Trump foi confirmado como candidato republicano à presidência nesta segunda-feira.

No Brasil, as atenções se voltam para o adiamento do Pró-Brasil, programa que englobará as iniciativas para a retomada da economia após a crise. Houve divergências sobre o valor do benefício a ser pago no Renda Brasil, o braço social do programa, além da falta de tempo hábil para a preparação dos atos normativos que oficializariam o programa. Não há nova data para o anúncio. Dessa forma, o governo lançará hoje apenas o novo programa habitacional, com foco na redução da taxa de juros para a inclusão de 1 milhão de novas famílias.

Ontem, o governo prorrogou o benefício emergencial pago pelo programa de manutenção de emprego aos trabalhadores que tiveram redução de carga e jornada ou suspensão dos contratos. Ainda está aberta a definição sobre a prorrogação do auxílio emergencial.

No noticiário econômico, o presidente Jair Bolsonaro tem pedido à equipe econômica que o auxílio emergencial seja estendido até o final deste ano, com um valor de pelo menos R$ 300. Depois de o presidente ter considerado insuficiente a parcela de R$ 247 proposta pelo ministro Paulo Guedes, o governo ainda não tem data prevista para o anúncio do megapacote.

No dia de ontem também ganhou destaque a fala do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, dizendo que o afrouxamento do teto de gastos poderia gerar desequilíbrio nas contas públicas e que esse desequilíbrio fiscal, decorrente do aumento de gastos com a pandemia e da possível frustração das reformas em tramitação, poderia levar o país a “voltar para a situação antiga, com inflação e juros altos”.

Na agenda de indicadores e eventos do dia, os destaques serão a divulgação do IPCA-15 de agosto e da nota do setor externo de julho, com dados de conta corrente e Investimento Direto no País. No exterior, destaque para discursos de dirigentes do Federal Reserve, além do índice de confiança do consumidor dos Estados Unidos.

Pelo lado das empresas, os preços de celulose de fibra curta na China tiveram leve queda na semana (-US$1,6/t), para US$443,36/t. Esperamos uma reação negativa das ações de Suzano e Klabin no pregão de hoje. No longo prazo, acreditamos que os níveis de preço atuais não sejam sustentáveis, na medida em que se encontram há muito tempo abaixo do custo marginal (~US$500/t, em nossa opinião). Adicionalmente, esperamos que uma recuperação da demanda na China seja gatilho para um movimento de recomposição de estoques.

O novo programa habitacional Casa Verde-Amarela, que deve ser anunciado hoje, possui a meta de incluir mais de 1 milhão de brasileiros no sistema habitacional. De acordo com o Jornal Valor Econômico, o programa vai atender maior número de beneficiários devido a redução do valor de prestação e diminuição da taxa de juros, o que aumenta a quantidade de pessoas elegíveis para o programa habitacional. Vemos a notícia como positiva para as incorporadoras de baixa renda, MRV Engenharia (MRVE3) e Construtora Tenda (TEND3).

Tópicos do dia

Agenda de resultados

Temporada de resultados do 2º trimestre – o que esperar?
Calendário da temporada de resultados 2° tri 2020

Coronavírus

O caso para se comprar Brasil: Rumo aos 110 mil
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Internacional

  1. Política internacional: China e EUA expressam otimismo pelo acordo comercial
    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Construção Civil (TEND3, MRVE3): Novo Minha Casa, Minha Vida quer atingir mais de 1 milhão de famílias
  2. Papel & Celulose: Queda no preço da celulose de fibra curta na China
  3. Banco do Brasil (BBAS3): Banco Central autoriza parceria de IB com UBS
  4. Proteínas (JBSS3, MRFG3, BRFS3): exportações de bovinos e suínos seguem em alta


Veja todos os detalhes

Internacional

Política internacional: China e EUA expressam otimismo pelo acordo comercial

  • O destaque desta terça-feira é o otimismo expressado pelos governos da China e EUA sobre o acordo comercial após conversa na noite desta segunda-feira (24) entre o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer; o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, e o vice-premiê chinês, Liu He;
  • Na seara doméstica, o presidente Donald Trump foi confirmado como candidato republicano à presidente nesta segunda-feira, no primeiro dia da convenção do partido realizada na Carolina do Norte. O evento foi realizado de forma majoritariamente virtual, com presença de 300 dos 2.551 delegados republicanos. Em seu discurso, o presidente reafirmou a retórica afrontosa, confirmando conflitos e temas que tem promovido nos últimos meses, como a votação por correio, a importância de uma linha dura com a China, o risco de democratas indicarem ministros à Corte Suprema, entre outros;
  • Segundo o Financial Times, o governo Trump estuda acelerar aprovação de uma vacina contra o Covid-19 para disponibilizá-la nos EUA antes da eleição, que será realizada no dia 3 de novembro;
  • Ainda sobre temas de relevância para a disputa eleitoral, protestos contra o racismo ganharam novo ímpeto em Wisconsin – estado considerado ‘swing’ –  após homem negro não armado ser baleado repetidamente por um policiais no domingo (23). O governador do estado, Tony Evers, convocou ontem a Guarda Nacional e estabeleceu toque de recolher após registro de episódios violentos.

Empresas

Construção Civil (TEND3, MRVE3): Novo Minha Casa, Minha Vida quer atingir mais de 1 milhão de famílias

  • Segundo o Valor Econômico, o novo programa habitacional Minha Casa, Minha Vida (“Casa Verde-Amarela”), que deve ser anunciado hoje, possui a meta de inserir mais de 1 milhão de brasileiros no sistema habitacional e permitir a regularização e pequenas reformas em mais de 1 milhão de unidades habitacionais;
  • De acordo com o Jornal, o programa habitacional vai atender mais pessoas devido à redução do valor da prestação e diminuição dos juros, principalmente nas regiões Norte e Nordeste do país. A taxa que é atualmente 4,75% ao ano passará a ser 4,25% para os beneficiários do Norte e Nordeste e a partir de 4,50% para outras regiões do país;
  • Adicionalmente, foi reduzida a remuneração da Caixa Econômica Federal pelo FGTS, que era paga à vista e passará a ser diluída em quatro anos. Assim, os R$6 bilhões que eram desembolsados à vista irão alavancar novas moradias e permitir a inclusão de aproximadamente 1 milhão de pessoas no sistema habitacional, que não possuíam renda suficiente para participar do Minha Casa, Minha Vida;
  • Vemos essa notícia como positiva para as incorporadoras de baixa renda como a MRV Engenharia (MRVE3) e Construtora Tenda (TEND3) dado a ampliação do espectro de pessoas elegíveis para o programa de habitação popular.

Papel & Celulose: Queda no preço da celulose de fibra curta na China

  • Os preços da celulose de fibra curta tiveram leve queda na semana (-US$1,6/t), para US$443,36/t. No longo prazo, acreditamos que os níveis de preço atuais não sejam sustentáveis, na medida em que se encontram há muito tempo abaixo do custo marginal (~US$500/t, em nossa opinião). Adicionalmente, esperamos que uma recuperação da demanda na China seja gatilho para um movimento de recomposição de estoques;
  • Esperamos uma reação negativa das ações de Suzano e Klabin no pregão de hoje. Temos recomendação de Compra para ambos os nomes, com preço-alvo de R$65 e R$32/ação para Suzano e Klabin, respectivamente.

Banco do Brasil (BBAS3): Banco Central autoriza parceria de IB com UBS

  • O Banco Central autorizou a joint venture entre o Banco do Brasil e o UBS em um banco de investimentos, onde o banco suíço será o controlador;
  • Na nossa visão, o Banco do Brasil possui: i) expertise em renda fixa; ii) distribuição no varejo; iii) grande corretora; iv) relacionamentos no corporate; e v) grande e capitalizado balanço. Porém possui um market share abaixo do justo, parcialmente devido a estrutura de empresa estatal, que possui dificuldade em contratação, demissão e remuneração/retenção;
  • A parceria com o UBS agrega: i) expertise em renda variável; ii) alcance global, que reflete em boas parcerias comerciais; iii) profissionais de mercado; iv) e com o UBS sendo controlador, a possibilidade de contratar, remunerar/reter, demitir pessoas;
  • Sendo assim, consideramos a parceria como positiva, apesar de já esperada devido ao anúncio ainda em 2019. Lembramos ainda que existe uma possível parceria ser feita na gestora de recursos (asset management) do banco.

Proteínas (JBSS3, MRFG3, BRFS3): exportações de bovinos e suínos seguem em alta

  • Confira os destaques do setor no Expresso Alimentos & Bebidas desta semana de 24 de agosto. Às terças, comentamos os dados semanais preliminares de exportação de carnes;
  • Destacamos que as exportações de bovinos e suínos seguem em alta. Esperamos que, em agosto, sejam exportadas 172 mil toneladas de carne bovina (+27% A/A) e 87 mil toneladas de carne suína (+78% A/A);
  • Estes dados são importantes porque as exportações representam uma linha importante de receita para frigoríficos como JBS, Marfrig e BRF. Para mais detalhes, clique aqui.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.