🌎 Mundo em 60 segundos: Queda ou ponto de entrada?

Panorama semanal, análises de cenário internacional e ações globais


Compartilhar:


A realização nas empresas de tech deve continuar? Veremos em breve, mas antes, o que aconteceu na semana:

Setembro trouxe dados positivos de atividade econômica nos EUA erecuperação de emprego, enquanto na China, exportações chegam a níveis pré-crise. Estímulos: Na Europa, € 100bi anunciados por Macron impulsionaram as bolsas. Nos EUA, impasse: republicanos querem US$ 500bi, Trump US$ 1,3tri, democratas US$ 2,2tri e Biden US$ 4tri. Vacina: Estados americanos devem estar prontos para vacinação em 1º de novembro.

Bolsas: Semana de realização; Nasdaq caiu 5% em um movimento puxado pela venda de ações de tecnologia. Compreensível, uma vez que o índice atingiu 12 mil pontos (23% acima de sua máxima histórica e +76% desde o fundo) numa recuperação abastecida pela liquidez trilionária injetada pelos governos e bancos centrais.

Fonte: Bloomberg, XP Investimentos

Somado a isso, investidores de varejo aumentaram sua presença de 10% para 25% no volume do mercado, dando preferência para grandes nomes de tech (FATAMGs – Facebook, Amazon, Tesla, Apple, Microsoft e Google). Além disso, o índice de medo/ganância já registrava 72 pontos (extrema ganância) e o volume anormal de opções de compra gerava pressão altista nas ações. Queda ou ponto de entrada? Num mundo de liquidez ilimitada em que as oportunidades de crescimento e geração de lucro se concentram nas mãos da tecnologia, é difícil apostar contra o setor.

Fonte: Bloomberg, XP Investimentos

Empresas: Desdobramento (split) de ações da Apple (1/4) e da Tesla (1/5) chegaram a elevar o preço das ações em 8% e 13%, respectivamente. Tesla ganhou uma Petrobrás (R$ 300bi) de valor em apenas 1 dia. Zoom superou expectativas e multiplicou por 5x sua carteira de clientes. Peloton quer ser a Netflix dos esportes e sobe 200% desde março. Netflix orça US$ 200 milhões para novo título. China anuncia que pode interferir nas negociações do TikTok e sua possível aquisição por empresas americanas.

Por falar em China, o país demonstrou na última década que a disputa pela hegemonia global veio para ficar. Sua crescente influência na região asiática gera conflitos de fronteira com a Índia, resultando na morte de 20 soldados indianos e no impedimento de 118 aplicativos chineses de acessarem um mercado doméstico de 1,3 bilhão de indianos. Impacto nas empresas: Tencent perdeu 50 milhões de jogadores do PUBG mobile e o TikTok perdeu a chance de viralizar no país.

Não parou por aí: Instituto australiano levantou que governo chinês exerceu política coercitiva 150 vezes desde 2010 contra 27 países, incluindo a União Europeia, restringindo comércio até que as demandas chinesas fossem cumpridas. Para piorar a relação, detenção arbitrária de jornalista australiana no país incrementa a tensão e Huawei é proibida de implementar estrutura 5G na Austrália.

A ascensão da superpotência chinesa e sua presença na economia global são inegáveis: O país rapidamente se tornou a segunda maior economia do mundo e cresceu o PIB em 9% a.a. durante as últimas 2 décadas. No entanto, a política externa agressiva do governo autoritário e evidências de apropriação tecnológica pesam contra a percepção do país no ocidente. Nos mercados, China tem uma representatividade invejável em tecnologia, que como sabemos, tem sido o motor de crescimento do mundo na última década (milênio?).

Bom fim de semana!

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.