Porque você deve investir um parcela do seu patrimônio na Europa? A Jupiter te explica

Esta semana abrimos espaço para uma das nossas gestoras da plataforma, a Júpiter, para falar sobre a tese de investimentos em ações na Europa.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A Jupiter Asset Management é uma gestora britânica fundada em 1985, com sede em Londres e que possui mais de US$ 80 bilhões em estratégias de ações, renda fixa, multimercado e alternativos, sendo um dos flagships da gestora o Fundo Jupiter European Growth que recentemente foi disponibilizado através da XP. 

O investimento em ações europeias

Por muitos anos, as ações europeias foram consideradas o mercado menos amado, não sendo a preferência dos investidores em alocações do portfólio. Após um ciclo de crescimento baixo e uma grande instabilidade política, os analistas acreditam que há motivos para os investidores recuperarem o otimismo em uma das principais regiões econômicas do mundo e diversificarem os portfolios dos clientes em ações europeias.

Por que investir na Europa?

Em primeiro lugar, as valorizações europeias atuais são mais atraentes em relação aos EUA, inclusive os níveis de dívida são mais baixos na Europa do que nos EUA. A economia europeia é poderosa e diversificada e seu mercado de ações é profundo e líquido , sendo menos homogêneo do que os EUA, o que acreditamos ser uma boa região para gerar alfa.

Em termos de paridade de poder de compra, a Europa Ocidental representa uma parcela do PIB mundial quase igual à dos EUA. No entanto, muitos investidores atribuem muito mais peso em seus portfólios às ações dos EUA do que às europeias, mas é notório que os investidores não podem ignorar a Europa na construção de um portfólio bem diversificado.

(*) Fonte: BofA Global Fund Manager Survey – BofA Global Research

Figura 43: % líquida – Alocação de Ativos Digamos que eles tenham overweight em ações dos EUAA alocação em ações dos EUA caiu 2 pontos percentuais, ficando 7% de overweight neste mês. Os investidores FMS têm overweight em ações dos EUA desde março de 2019. As alocações atuais estão acima de sua média de longo prazo.

Figura 44: % líquida – Alocação de Ativos Digamos que eles tenham overweight em ações da Zona do Euro. A alocação à Zona do Euro permaneceu estável em 30% acima da overweight líquida, a maior desde agosto de 2000. A alocação atual está acima de sua média de longo prazo.

A Europa é líder global quando se trata de ESG e sustentabilidade, é uma região reconhecida pelas questões ambientais e onde essas políticas tem mais peso e são mais compreendidas. Nos últimos anos, a União Europeia tomou uma decisão política significativa de estabelecer um pacote de iniciativas e legislação ambiental, social e de governança (ESG) para levar a Europa em direção a vários objetivos de sustentabilidade. Além disso, em relação à “G” do ESG, a Europa também avançou na melhoria da representação de mulheres nos negócios – a Noruega, por exemplo, foi o primeiro pais do mundo em impor cotas para mulheres na diretoria de empresas em 2002, com outros países como a França, Alemanha e Espanha acompanhando a iniciativa logo.

A Europa não foi amada por muitos investidores globais de ações nos últimos anos, por motivos de instabilidade política (ex: Brexit) ou pelo futuro do Euro. Isso fez com que os investidores preferissem os EUA, onde agora vemos valorizações mais altas em comparação com a Europa. Mas recentemente, vimos algumas mudanças na Europa que acreditamos vão trazer oportunidades de exploração:

i. O primeiro é um repensar da política macroeconômica. Os incentivos para o conservadorismo fiscal e monetário, mantendo apertados os cordões da bolsa, foram embutidos no tratado de Maastricht, que criou a moeda comum. Isso mudou nos últimos anos, primeiro com o Banco Central Europeu se tornando menos agressivo e, em seguida, no ano passado, a pandemia afastou qualquer cautela remanescente, já que o Banco Central dobrou as compras de títulos com um novo programa de € 1.85 trilhão.

Do lado fiscal, as rígidas regras orçamentárias da União Europeia foram suspensas por causa da Covid-19. Ao relaxar a política macroeconômica, a União Europeia está seguindo os EUA, onde o FED mudou sua estratégia na direção dovish no verão passado, acreditando que isso seja um ambiente mais favorável para as companhias europeias.

ii. A segunda grande mudança aconteceu em meados de 2020, quando os líderes da União Europeia concordaram com notável rapidez em um fundo de recuperação pós-pandemia de € 750 bilhões e emissão relacionada de novos “eurobonds”.

Este é um importante sinal político que fortalece as perspectivas de uma maior integração e mostra mais uma vez que os decisores da UE querem fazer tudo o que for necessário para preservar a coesão do bloco. Isso deve, em particular, tranquilizar os investidores preocupados com a sobrevivência do Euro no longo prazo.

Do mesmo modo, uma parte significativa dos novos “eurobonds” permanecerá pendente nos próximos 40 anos. Este “ativo seguro” comum ajudará a estabilizar a zona do Euro e também pode levar a agenda da UE a integrar mais seus mercados financeiros.

iii. Em 2020, a Europa se tornou o primeiro grande bloco econômico a adotar metas para emissões líquidas de carbono zero e com essas metas, financiamento, empresas, tecnologia e regulamentação seguiram. A Europa já obtém 57% da sua energia de fontes renováveis, o que trará ruptura e as empresas que tiverem as características certas conduzirão essa mudança ao longo de uma nova série de empresas e setores de alto crescimento. Mas quais são essas características vencedoras?

Como ter exposição global investindo em empresas europeias?

Conforme descrito acima, a Europa é uma das principais regiões econômicas do mundo e é o lar de muitas empresas globais líderes, bem como de uma série de especialistas de pequeno e médio porte. As ações europeias garantem o seu lugar em qualquer portfólio de investimento bem diversificado. Nossa abordagem para investir em empresas europeias reflete a crença de que gestores experientes e ativos podem identificar e explorar as oportunidades encontradas nesta região grande e diversa.

Nosso objetivo é buscar a criação de riqueza de longo prazo, investindo em empresas com modelos de negócios fortes e expostos aos motores do crescimento secular, com retornos sustentáveis sobre o capital e administrados por equipes de gestão de primeira classe. Os retornos serão impulsionados pelas próprias empresas, não por reclassificações de PE de curto prazo e/ou ligações cíclicas.

Nossa abordagem para investimentos

– Queremos entender se uma empresa enfrenta pressão de preços, comoditização ou efeitos de substituição.

– Queremos saber se grupos de clientes ou grupos de fornecedores estão se consolidando.

– O produto ou serviço oferecido representa uma parte pequena ou significativa do custo do produto acabado e desempenha um papel crítico?

Em seguida, investimos tempo investigando se uma empresa pode demonstrar uma vantagem competitiva sustentável. Se esse tipo de vantagem está presente, como foi desenvolvida e quais são os riscos de sua erosão? As marcas vêm e vão, mas o investimento direcionado por trás de uma marca estabelecida e bem definida pode conferir, por exemplo, uma melhor chance de sucesso.

Algumas empresas europeias são líderes mundiais em muitos setores – bens de luxo, bens de consumo, saúde – e nós tentamos escolher as melhores companhias com:

  1. Vantagens competitivas de longo prazo
  2. Exposição a oportunidades de crescimento secular
  3. Fluxo de caixa e taxas de crescimento contínuas  
  4. Capacidade de reinvestir seus lucros a uma taxa de investimento sustentável de longo prazo

A Europa é o lar de empresas globais e líderes mundiais que geram dinheiro de fora da Europa. Abaixo, você encontra a exposição da receita global de nosso portfólio, onde acreditamos que cresça em direção aos mercados emergentes nos próximos anos:

A importância da gestão ativa na seleção de empresas

Acreditamos que o valor do patrimônio das melhores empresas costuma ser mal avaliado. Consideramos que uma análise diligente pode identificar maneiras atraentes de explorar essa anomalia.

A ascensão da visão de curto prazo nos mercados de ações está em total desacordo com o horizonte de investimento das equipes de gestão de negócios e sua ampla base de partes interessadas. Essa incompatibilidade de horizontes de tempo cria uma ineficiência que buscamos explorar.

Acreditamos fundamentalmente que os retornos dos ativos são mais bem compreendidos no nível de cada negócio. A economia das empresas e das indústrias determinará o desempenho relativo de longo prazo, não a macroeconomia dos bancos centrais, políticos e reguladores.

Visamos investimentos em negócios onde identificamos vantagens competitivas sustentáveis e economia industrial atraente. Nosso objetivo é investir junto com esses ativos e permitir que a economia do negócio ofereça um crescimento composto nos retornos aos acionistas em um longo horizonte de investimento.

Nossos princípios-chave

A valorização importa: Investimos em empresas de alta qualidade e procuramos comprá-las com a valorização mais atraente possível.

Longo prazo: Mantemos essas empresas no longo prazo e não investimos em uma companhia a menos que conheçamos a gestão. 

Gestão: Contra a crença de que os retornos das ações são mais bem compreendidos no nível do negócio individual, fatores ambientais, sociais e de governança (ESG) são uma parte intrínseca do processo de pesquisa e investimento e a equipe considera que estes

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.