O que fazer com meus fundos de ações? As visões dos gestores da Occam e do XP Long Term

Escolha de bons gestores é fundamental para atravessar o atual momento


Compartilhar:


Ontem a XP realizou uma live com Carlos Eduardo Rocha, o Duda, gestor dos fundos da Occam Brasil e com Rodrigo Furtado, gestor do fundo XP Long Term. Para eles, é necessário buscar bons times de gestão nesse momento de incertezas.

Fundos da Occam conseguiram se defender contra a queda do mercado

Duda comentou que a equipe de gestão da Occam já vinha desconfortável com o nível do valuation das empresas na bolsa brasileira, por isso já vinha diminuindo as posições desde janeiro e concentrando mais em empresas estrangeiras, principalmente as do setor de tecnologia. Ainda em janeiro, as empresas estrangeiras dos portfólios da Occam apresentaram forte valorização, o que fez com que a gestão diminuísse a exposição a essas empresas.

Além dos preços altos, a Occam não via sinais de que o fluxo para a bolsa poderia ser relevante para manter a tendência de alta. Um sinal disso era que os números de atividade do quarto trimestre de 2019 no Brasil já mostravam um cenário de baixo crescimento, o que não animaria os investidores.

Com isso, durante a fase mais aguda da crise em março, os fundos de renda variável geridos pela Occam conseguiram bons resultados quando comparados ao Ibovespa. No mês, a estratégia Long Only da gestora caiu cerca de 27% e a Long Biased caiu pouco mais de 6%, ambos abaixo da queda de 29,9% do Ibovespa.

Para a Occam, médio prazo é bom para ações

Para Duda, a tendência de médio prazo ainda é de “bolsa pra cima”, porém com muita volatilidade no curto prazo. Ele acredita que os EUA vão conseguir sair melhor da crise pelas políticas monetária e fiscal que estão sendo adotadas por lá. No Brasil, a recuperação deve ser mais lenta pois o governo não tem tanto espaço para aumentar os gastos públicos, situação comum para países emergentes em crises como essa.

Por isso, a Occam tem expandido sua alocação em ações no exterior, com foco em empresas de tecnologia que tenham vantagens comparativas. Tanto lá fora quando no Brasil tem evitado empresas de “segunda linha”. Também não gosta de empresas com resultados muito ligados ao ciclo econômico, como commodities por exemplo. A única exceção é a Vale, que está com um balanço robusto, o preço do minério de ferro não sofreu tanto e a China já está se recuperando.

Visão macro da Occam

O time de economistas da Occam acredita que o PIB do Brasil esse ano cai entre 2,5% e 5%. Já para 2021 é muito difícil dizer. Como o país não tem capacidade fiscal forte, o componente público do PIB vai continuar baixo. Além disso, o componente externo também não vai ajudar, pela recessão que devemos ver na maior parte do mundo.

Equipe do XP Long Term revisou as empresas da carteira para um cenário de stress

Para Rodrigo Furtado, gestor do XP Long Term, o movimento de correção de preços foi muito rápido. O time do XP Long Term percebeu já na segunda semana de quedas que o impacto não seria apenas conjuntural, mas poderia ser a “crise do século”.

Por isso, gestor e analistas fizeram um exercício simulando um cenário de stress em que as empresas da carteira ficariam 6 meses sem receita. Após essa revisão, decidiram sair de empresas alavancadas ou que estavam passando por processos de turnaround. O foco da carteira passou a ser em empresas com balanço forte, que possuem capacidade de ganho de market share e com um time de gestão com experiência necessária para passar pelo atual momento. E como essas empresas de alta qualidade caíram junto com as demais, várias oportunidades surgiram.

XP Long Term com visão de dono nas empresas investidas

Furtado comentou na live que suas teses de investimento tem horizonte de 3 a 5 anos, já que quer ter visão de sócio nas empresas em que investe. Por isso, tem gastado tempo para determinar o que vai acontecer com o resultado das empresas em 2021, 2022 e 2023, e essa análise envolve um estudo minucioso da indústria, quem são os competidores e como estarão após essa crise.

Na opinião de Furtado, Lojas Renner e Localiza são exemplos de empresas que podem ficar até maiores do que antes da crise, liderando movimentos de consolidação dos mercados em que atuam. Assim como Duda, Furtado também acha Vale atrativa no preço atual, pois a empresa desalavancou e possui exposição grande a China que vai ser recuperar antes.

Como sempre, foco no longo prazo

Na opinião dos dois gestores, o momento é de manter a calma e entender que a volatilidade vai continuar alta no curto prazo. Porém, no longo prazo o cenário ainda é positivo para o investimento em ações, com os juros indo às mínimas históricas e com os investidores tendo que tomar mais risco para buscar bons retornos.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.