Fusão Hapvida e NotreDame: quais são e o que pensam os gestores que possuem os papéis

Altas fortes dos papéis podem ter ajudado o retorno de vários fundos de ações


Compartilhar:


Ações de Hapvida e Intermédica disparam com notícia sobre potencial fusão -  Seu Dinheiro

Hoje (08/01), o mercado foi surpreendido com a notícia divulgada na coluna do jornalista Lauro Jardim de que as empresas Hapvida (HAPV3) e Notre Dame Intermédica (GNDI3) estão negociando a fusão de suas operações.

Após a notícia, ambas as empresas divulgaram ao mercado comunicados confirmando as negociações. Segundo o Fato Relevante da Hapvida, a combinação dos negócios será feita através da troca de ações pelo preço médio ponderado por volume (VWAP – volume-weighted average price) das ações da GNDI e da Hapvida na B3 no período de 20 (vinte) dias de
negociação imediatamente anteriores a 21 de dezembro de 2020, acrescido de um prêmio de 10% (dez por cento).

Ainda segundo o Fato Relevante, a transação estará sujeita à aprovação pelos órgãos de administração e pelas bases acionárias das duas companhias.

A nova companhia seguiria com suas ações sendo negociadas no Novo Mercado da B3, sendo que os atuais acionistas da Hapvida passariam a deter 53,1% do capital social e os acionistas do Grupo Notredame Intermédica ficariam com os outros 46,9%.

Com a notícia da possível fusão, as ações de ambas as empresas fecharam com fortes altas o pregão de hoje. As ações ordinárias da NotreDame Intermédica fecharam em alta de 26,6% enquanto as da Hapvida subiram 17,7%, em dia em que o Ibovespa subiu 2,2%.

Para saber quais fundos de ações da plataforma da XP podem ter se aproveitado das fortes altas desses papéis, fizemos um levantamento na plataforma Economatica da última carteira disponibilizada por todos os fundos, setembro de 2020. Isso não é uma garantia de que esses fundos tinham esses papéis hoje, mas há uma boa chance de que a maioria ainda estivesse posicionada.

De 96 fundos Long Only e Long Biased da plataforma (excluindo os fundos espelho, Indexados e Índice Ativos) 37 possuíam em setembro do ano passado pelo menos 1% de ações da NotreDame Intermédica e 27 tinham pelo menos 1% do PL investido em Hapvida. Nas tabelas abaixo estão os 20 fundos com as maiores posições em cada uma das empresas, na carteira de setembro de 2020.

O que pensam as gestoras

Conversamos com alguns dos gestores que possuem posições nas empresas para entender as teses por trás dos investimentos.

A Navi Capital, que possui NotreDame Intermédica em seus fundos, comentou que acompanha com otimismo o segmento das operadoras de saúde verticalizadas, desde antes do IPO das duas empresas em 2018. A gestora acredita que as empresas ajudam a resolver um problema importante da sociedade – saúde privada a custo acessível. A Navi comentou que as empresas já operam com margens elevadas e uma potencial fusão levaria a empresa combinada a uma base de 7 milhões de beneficiários com capacidade de investir na expansão da própria rede.

A Pacífico Gestão de Recursos, que também possui NotreDame Intermédica, vê o setor com um crescimento muito promissor e uma tendência secular de envelhecimento populacional. Para a gestora, o modelo verticalizado de ambas as empresas, é o melhor para o setor de saúde pois permite maior controle de custos e alinhamento de incentivos, o que leva a planos mais baratos. Em relação a Intermédica, a Pacífico citou o histórico exemplar de gestão da companhia, a melhora consistente na rentabilidade, o ganho de market share e as aquisições bem sucedidas. A gestora não tinha a fusão no radar mas vê nessa possibilidade um enorme potencial de geração de valor.

Já a Neo Investimentos, que possui Hapvida, também acredita que a estrutura verticalizada confere eficiência no controle de custos e combate a perdas, resultando em desempenho superior ao de seus pares. A gestora já via a companhia bem capitalizada partindo para expansão tanto orgânica quanto via aquisições. Além disso, a empresa familiar vinha operando um modelo diferenciado, vencedor nas regiões onde atua. Apesar de não colocar na modelagem, a Neo acreditava que um possível M&A entre as duas empresas faria muito sentido e seria um upside risk, principalmente por conta da fragmentação do mercado de saúde suplementar no Brasil além de ser um mercado ainda pouco atendido, onde somente ¼ da população tem aceso a planos de saúde. Além disso, a Neo acredita que deveremos ver grandes sinergias tanto na parte operacional, por conta da otimização dos procedimentos médicos, assim como na parte administrativa.

Também conversamos com a HIX Capital, que possui ambas as empresas em seus fundos. Para a HIX, Hapvida e Intermédica são companhias muito parecidas: as duas tem um modelo de operadora de saúde verticalizada e isso somado a sua escala e capacidade de gestão as colocam em patamares de margens e ROE muito acima de seus pares, mesmo com ticket médio do plano de saúde muito abaixo. Além disso, a gestora gosta muito do setor de saúde suplementar que cresce de forma relevante e tem o envelhecimento da população brasileira como potencial de crescimento ainda maior. A HIX sempre viu a possibilidade dessa fusão pois as empresas são muito complementares, não só em região de atuação como nas competências principais de cada uma. A gestora acredita que o negócio combinado deve gerar um potencial de sinergias enorme, além de um potencial ágio (a depender da estrutura da transação) também importante. Para a HIX, esse é o típico caso que 1+1 = 3 (ou mais).

Mas qual o risco de o negócio não sair?

Navi, Pacífico, Neo e HIX acreditam que a chance do negócio ser barrado por algum órgão regulador é muito baixo. A Pacífico acredita que o risco é baixo pois as empresas atuam juntas em poucas regiões. A Neo compartilha da opinião e acredita que a única região que poderia levar a um questionamento seria Belo Horizonte.

Na opinião da Pacífico, outro ponto positivo para a fusão é que o crescimento das empresas se dá oferecendo planos mais baratos, ou seja, a fusão poderia gerar ainda mais queda nos preços.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.