XP Expert

Aposentadoria: como se planejar?

Alcançar uma boa aposentadoria é uma meta que exige planejamento. Há duas principais formas de se aposentar: via previdência social e via previdência privada, ou mesmo com ambas, complementando uma a outra.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Aposentadoria: como se planejar?

Ter uma boa aposentadoria é a meta de muitas pessoas, principalmente em um cenário pós-Reforma da Previdência.

E o segredo para alcançar esse objetivo passa por começar a poupar o quanto antes. Principalmente se você não quer depender do INSS para ter uma vida boa quando parar de trabalhar.

Ao envelhecer, nossos gastos tendem a ser maiores, principalmente com saúde. Neste cenário, depender exclusivamente da aposentadoria do governo pode não ser a sua melhor opção. Por isso, começar a pensar no futuro o quanto antes é fundamental.

Entender o papel importante da previdência privada neste cenário é igualmente importante. Para te ajudar a entender isso e outros aspectos importantes para se construir uma aposentadoria tranquila, vamos explicar por que é importante planejar bem o seu futuro. Vamos lá?

É melhor se aposentar por tempo de contribuição ou por idade?

Se você busca se aposentar pela contribuição social, já deve ter se perguntado se é melhor se aposentar por tempo de contribuição ou por idade.

Para quem começou a contribuir mais tarde para o INSS, a aposentadoria por idade acaba sendo mais vantajosa. Já para pessoas que começaram a trabalhar muito jovens, a aposentadoria por tempo de contribuição é mais vantajosa.

No entanto, essas regras só valem para pessoas que reuniram os requisitos exigidos até a data da reforma da previdência, ou seja, que começaram a contribuir com o INSS antes de 13 de novembro de 2019.

Além dessas duas formas, você pode optar por investir em uma previdência privada. Desse modo, você poderá simular um valor e não depender do tempo de contribuição ou da sua idade para alcançar uma boa aposentadoria.

Qual a diferença entre previdência social e privada?

Enquanto a previdência social é administrada pelo governo nacional e está sob responsabilidade do Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS, a previdência privada é um serviço que parte de instituições financeiras privadas.

Com relação a quem pode aderir aos planos, na previdência social, apenas trabalhadores com carteira assinada e autônomos que façam a contribuição mensal terão acesso aos benefícios. Por outro lado, na previdência privada qualquer pessoa, independente do vínculo empregatício, pode ter adesão ao plano.

Por fim, uma última diferença se estabelece em relação à fonte de recursos que, na previdência social, vem das contribuições obrigatórias das empresas e dos trabalhadores, enquanto na previdência privada vem das contribuições dos próprios trabalhadores, por meio de investimentos pelas instituições financeiras privadas.

Qual é melhor: previdência social ou privada?

Com a aprovação da Reforma da Previdência em 2019, muitas coisas mudaram para quem quer se aposentar pelo governo. Em especial, os requisitos necessários para receber a aposentadoria pelo INSS.

Um dos maiores motivos da resistência quanto à reforma da Previdência é que as condições para aposentadoria se tornaram mais restritivas. Uma das diferenças mais marcantes, por exemplo, é que foi extinta a aposentadoria exclusivamente por tempo de contribuição.

Além disso, o novo cálculo, potencialmente, reduzirá o valor mensal do benefício. Dessa forma, é mais que natural que as pessoas busquem alternativas para uma boa aposentadoria.

E uma das principais formas de garantir um futuro confortável é através dos investimentos.

Quais os tipos de previdência privada?

A previdência privada é dividida em dois tipos: abertas e fechadas. Os planos fechados de previdência estão disponíveis apenas para colaboradores de uma determinada empresa, por isso, não são livres para qualquer pessoa.

Já os planos abertos, são aqueles em que qualquer pessoa pode investir. Eles são subdivididos em: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre).

A diferença entre os planos abertos estão basicamente em sua tributação: enquanto que no PGBL é possível abater os aportes no imposto de renda (IR) com limite de até 12% ao ano, o IR do VGBL reflete apenas na rentabilidade do ativo.

Casal de idosos vendo os resultados do investimento em previdência privada no sistema em seu notebook.

Qual o valor máximo que o INSS paga de aposentadoria?

Você sabia que existe um teto para pagamento da aposentadoria social? O Teto do INSS é o valor máximo de benefício pago pelo Instituto ao segurado. Esse valor é atualizado anualmente pelo Governo Federal e, neste ano de 2023, o valor está sendo de R$7.507,49.

Nesse sentido, se você busca se aposentar com o valor acima do teto previsto, optar por uma previdência privada para complementar sua renda pode ser uma ótima alternativa.

Como conseguir uma boa aposentadoria?

Você não precisa depender apenas do INSS para garantir uma boa aposentadoria, mantendo o padrão de vida.

Existem inúmeros investimentos de longo prazo que podem ajudar você a atingir esse objetivo, como a previdência privada. Os fundos de previdência privada, por exemplo, podem realizar pagamentos do valor total ou pagar mensalidades após a data de vencimento, como seria com o INSS.

A maior vantagem é que não existe cálculo por tempo de contribuição, idade e teto. Isso significa que você receberá quantias equivalentes ao valor investido ao longo dos anos.

Dessa forma, para traçar planos para chegar a uma boa aposentadoria, é importante seguir três dicas básicas. Confira a seguir.

Qual o momento ideal para pensar na aposentadoria?

Não deixe para começar amanhã algo que você pode fazer ainda hoje. Isso significa que você precisa parar de adiar a decisão de pensar no seu futuro.

Tenha em mente que quanto mais cedo você começar a investir na sua aposentadoria, mais terá em retorno no longo prazo.

Qual o melhor investimento para aposentadoria?

Como estamos falando de planos para um prazo mais longo, é preciso pesquisar bastante e optar por ativos que tenham uma boa rentabilidade ao longo do tempo.

Tão importante quanto poupar um valor mensal é saber onde aplicá-lo. Neste sentido, a previdência privada e o Tesouro Renda+ são ótimas alternativas.

O Tesouro Renda+ é um título público que oferece uma rentabilidade híbrida, com parte dos rendimentos formada por uma taxa fixa e a outra parte atrelada à inflação (IPCA).

Como investir para aposentadoria sem erros

O primeiro erro a ser evitado é o não acompanhamento dos investimentos. Como é o seu dinheiro e seu futuro que está em jogo, você precisa criar o hábito de acompanhar sempre e estar de olho em caso de prejuízos.

Cuidado também ao fazer resgates antecipados de investimentos de longo prazo, já que isso pode dificultar o seu plano de uma aposentadoria tranquila.

Tenha sempre uma reserva de emergência para usar naqueles momentos de dificuldade. Assim, você evitará que precise tirar dinheiro de investimentos menos líquidos, como a previdência privada.

Não se proteger de possíveis riscos também é um erro a ser evitado. Se você quer se proteger, fique de olho nos seguintes riscos: de mercado, de liquidez, de crédito, operacional e legal.

Agora que você já sabe tudo sobre ter uma boa aposentadoria, não deixe de acompanhar outros conteúdos sobre o tema em nossa trilha sobre previdência privada!

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

Você está na trilha:

Como investir para a sua aposentadoria

Total relatórios

Aprenda Investir - Leitura recomendada

7 relatórios

Duração total

Aprenda Investir - Duração total

69 minutos de leitura

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.