Perguntas e respostas mais comuns sobre seguro de vida

O que é um seguro de vida? O seguro de vida é uma ferramenta de proteção que busca, através do pagamento de uma indenização, restaurar o equilíbrio econômico perturbado, seja pela ausência prematura de um pilar financeiro ou por incapacidade funcional decorrente de acidente. O que é um seguro de vida inteira resgatável? O seguro […]


Compartilhar:


O que é um seguro de vida?

O seguro de vida é uma ferramenta de proteção que busca, através do pagamento de uma indenização, restaurar o equilíbrio econômico perturbado, seja pela ausência prematura de um pilar financeiro ou por incapacidade funcional decorrente de acidente.

O que é um seguro de vida inteira resgatável?

O seguro Vida Inteira tem por característica, gerar uma proteção vitalícia ao segurado, com o diferencial da escolha do prazo de pagamento. Outra característica é a garantia do pagamento da indenização e manutenção do valor acordado, independente de alterações no quadro de risco do segurado e aumento de idade, além de todo o valor aportado nesta estrutura gerar um resgate total e corrigido após um determinado período.

Como funciona o reenquadramento etário?

Para seguros que possuem reenquadramento, existe um ajuste no preço periodicamente devido ao agravamento do risco. Esse período geralmente é anual ou a cada 5 anos.

Qual é a vantagem de uma análise prévia de risco?

Com uma análise prévia do risco, as apólices se tornam incontestáveis, ou seja, no caso de sinistro, haverá invariavelmente o pagamento do benefício.

O que é um seguro de vida temporário?

O seguro de vida temporário possui um prazo de vigência pré-definido, que corresponde ao período de pagamento. Existem diferentes opções de pagamento, permitindo adaptação ao perfil do cliente. Como todo seguro, em caso de sinistro, a pessoa indicada recebe uma indenização.

O que é um seguro de vida temporário decrescente?

O temporário decrescente funciona da mesma forma que o temporário convencional com a característica de decréscimo anual do capital segurado ao longo da vigência. Isso faz com que o prêmio pago seja menor, sendo ideal para cobrir despesas que decrescem ao longo do tempo, como a educação dos filhos, dívidas e financiamentos.

Qual é a melhor idade para contratar um seguro? O seguro de vida é recomendado para pessoas idosas ou mais jovens?

O seguro de vida é vantajoso tanto para pessoas mais velhas quanto para mais jovens. A vantagem de se contratar um seguro mais cedo é que, como o custo do seguro é diretamente dependente da idade do segurado, ele será mais barato, além de oferecer proteção no período de acumulação do contratante e preservação do seu patrimônio.

Quanto custa um seguro de vida?

O custo do seguro de vida varia de acordo com as coberturas escolhidas. Além disso, são consideradas as características da pessoa que deseja contratar o seguro, como idade, saúde e estilo de vida.

Se eu desistir da cobertura, existe a possibilidade de devolução do dinheiro gasto?

Alguns seguros permitem o resgate parcial ou total dos valores pagos. A possibilidade de resgate, bem como seu valor, são definidas pelo plano contratado.

Posso contratar mais de um seguro de vida ao mesmo tempo?

Sim, de acordo com a legislação, é permitida a contratação de mais de um seguro de vida para uma mesma pessoa. Não havendo, inclusive, limite para o valor da indenização.

Qualquer pessoa pode contratar um seguro de vida?

Qualquer pessoa pode submeter uma proposta de contratação a um seguro de vida, estando dentro da faixa de idade de aceitação da seguradora. Entretanto, a aprovação da proposta fica a critério da dela. Em caso de interesse na contratação para um terceiro é necessário que se prove o interesse do contratante quando este não é a pessoa coberta pelo seguro.

O que é beneficiário? Quem pode ser indicado?

Beneficiário é a pessoa indicada para receber o benefício do seguro em caso de sinistro. De acordo com a legislação, qualquer pessoa pode ser indicada, desde que comprovada relação entre esta e o segurado.

É possível alterar o beneficiário?

Sim, os beneficiários e seus direitos ao benefício podem ser alterados a qualquer momento pelo dono da apólice.

O que é prêmio?

Prêmio é o valor pago à seguradora para que esta ofereça a cobertura por um determinado risco.

O que é sinistro?

Pela definição da SUSEP, sinistro é a ocorrência do risco coberto, durante o período de vigência do plano de seguro.

Como eu declaro sinistro?

A declaração de sinistro varia para cada seguradora, entretanto, existem alguns documentos necessários em comum como o formulário de aviso de sinistro, carteira de identidade do segurado, CPF do segurado e comprovante de residência.

O que é considerado morte acidental?

A SUSEP entende acidente pessoal como: O evento com data caracterizada, exclusivo e diretamente externo, súbito, involuntário, violento, e causador de lesão física, que, por si só e independente de toda e qualquer outra causa, tenha como consequência direta a morte, ou a invalidez permanente, total ou parcial, do segurado, ou que torne necessário tratamento médico. (Eventos inclusos e exclusos podem ser observados na Resolução CNSP 117/04)

O que é considerado invalidez?

Invalidez pode ser, de acordo com a Circular SUSEP 302/05:

  • Invalidez permanente por acidente que é a perda, redução ou impotência funcional definitiva, total ou parcial, de um membro ou órgão por lesão física, causada por acidente pessoal coberto;
  • Invalidez funcional permanente total por doença, que é a perda da existência independente do segurado a ocorrência de quadro clínico incapacitante que inviabilize de forma irreversível o pleno exercício das relações autonômicas do segurado, comprovado na forma definida nas condições gerais e/ou especiais do seguro;
  • Invalidez laborativa permanente total por doença, aquela para a qual não se pode esperar recuperação ou reabilitação, com os recursos terapêuticos disponíveis no momento de sua constatação, para a atividade laborativa principal do segurado.

O que é DIT?

A sigla DIT significa Diária por Invalidez Temporária. O objetivo desta cobertura é garantir a manutenção da renda do segurado no caso de perda temporária da capacidade laborativa. O pagamento do benefício é feito através de diárias equivalentes ao período de afastamento.

Como é feita a migração de um plano para outro?

Nem sempre é possível a migração, mas nos casos onde é permitida, é necessário preencher os formulários de alteração de cobertura e de residência fiscal. Dependendo de quanto tempo restante haja no plano, pode ser necessário o envio de uma Declaração Pessoal de Saúde (DPS).

As seguradoras distribuídas pela XP Corretora de Seguros são sólidas o suficiente para arcar com suas responsabilidades?

De acordo com a Resolução CNSP n° 321/15 e a Circular SUSEP n°517/15, existem normas sobre as provisões técnicas, bem como testes de adequação de passivos que são exigidos das seguradoras para garantir que existe capital para o pagamento dos benefícios em caso de sinistro.

Por quanto tempo preciso pagar o meu seguro?

Para os seguros de vida inteira, os pagamentos mais comuns são os realizados em 10, 20 e 30 anos. Já no seguro temporário o prazo de pagamento é igual à vigência do seguro. Esses pagamentos podem ser realizados de forma mensal, anual ou prêmio único e geralmente por meio de débito em conta, por boleto ou por cartão de crédito.

Quais são as opções de recebimento da indenização?

O benefício pode ser recebido em forma de renda ou pagamento único. Dependendo da cobertura contratada, pode existir restrição a uma dessas formas.

O seguro de vida cobre morte por suicídio?

A morte por suicídio é coberta pelo seguro de vida, sendo considerada acidente pessoal. Entretanto, de acordo com a legislação, há um período de carência de 2 anos para que este evento esteja coberto.

Qual a idade limite para a contratação de um seguro de vida?

A idade mínima para contratação de um seguro de vida é de 14 anos, quanto à idade máxima, geralmente as restrições são impostas pelas seguradoras, não havendo idade limite máxima pela legislação.

Após rejeição do pagamento para emitir a apólice, o que acontece?

A Seguradora informa que o pagamento foi recusado e solicita autorização para relançamento de cobrança. O assessor fica responsável por autorizar uma nova cobrança.

Após a emissão da proposta, como funcionam os demais pagamentos?

O lançamento do débito é feito todo mês ou ano no mesmo dia escolhido pelo cliente na proposta. Se a opção for via cartão de crédito os prêmios são lançados mês a mês, o que não compromete o limite do cartão.

Se o cartão for roubado, bloqueado ou alterado a data de validade, como resolver?

O cliente precisará entrar em contato com a Administradora e providenciar um novo cartão. Em média o mesmo chega ao cliente em até 7 dias úteis.

Com o novo cartão, o cliente pode fazer a alteração no site da seguradora ou por meio de formulário de alteração.

Se a seguradora debitar sem autorização, como funciona o estorno?

A Seguradora realiza o estorno em até 7 dias úteis ou o valor cobrado é utilizado para o pagamento do próximo prêmio.

Em paralelo, é feita uma análise detalhada do motivo que gerou o estorno para garantir resposta ao cliente.

Após rejeição do pagamento de uma apólice ativa, o que acontece?

A Seguradora faz nova tentativa de débito durante os próximos 15 dias úteis após o dia do vencimento.

Caso o pagamento não seja efetuado após completar 20 dias úteis é possível pagar por boleto ou relançar novo débito no próprio cartão de crédito.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM