CRA Vamos – JUN/2027

CRA Vamos – JUN/2027

  • Vencimento 15/06/2027
  • Rentab. -
  • Liquidez -
  • Juros -
  • Rating -
  • Risco (0 - 100) 24 Risco Médio

    A nova pontuação de risco leva em consideração critérios de risco, mercado e liquidez. Para saber mais, clique aqui.

  • Preço Unitário R$ 1.000,00

Análise do Emissor

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A Simpar é a garantidora das dívidas das empresas JSL, Movida e Vamos. Sendo assim, enxergamos que o risco dessas emissões seja, em última instância, o risco da Simpar.

A Simpar é a holding que controla seis empresas independentes, fruto da reestruturação societária do Grupo JSL: JSL, Movida, Vamos, CS Brasil, Original Concessionárias e BBC Leasing. A empresa possui um forte perfil de negócios e portfólio de serviços diversificado, o que permite que apresente desempenho operacional constante mesmo em ciclos econômicos distintos. Em 2020, a companhia acumulou receita líquida de R$ 9,8 bilhões, crescimento de 1,2% ante 2019 e EBITDA de R$ 2,2 bilhões (crescimento de 9,6% a.a.), com margem de 23%. No mesmo período, a dívida líquida cresceu 12% para R$ 8,5 bilhões, mas o forte crescimento do EBITDA levou à redução da alavancagem para 3,5x, o que confere à empresa relativo conforto em relação ao seu covenant de alavancagem de 4,4x.

Destaques positivos

  • Portfólio de negócios diversificado.
  • Líder no setor de logística brasileiro.
  • Sólida posição de liquidez.
  • Geração de caixa robusta.

Pontos de atenção

  • Posicionamento agressivo da companhia com alta demanda de capital.
  • Alavancagem relativamente alta.

Quem é a Simpar?

Histórico

A Transportadora Julio Simões Ltda. (hoje JSL) foi fundada em 1956 pelo empresário português Julio Simões para o transporte de produtos agrícolas de Mogi das Cruzes para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

No mesmo ano, a companhia passou a prestar serviço de transporte para a indústria de papel e celulose, e, em sequência, passou a fazer o transporte de “cargas pesadas”, especializando-se neste segmento. Na metade da década de 1960, já tinha sua sede e uma filial, em Santos (SP).

A Júlio Simões realizou sua primeira aquisição em 1970, ao adquirir a Transcofer, transportadora três vezes maior do que ela própria, especializada no setor siderúrgico, o que acelerou o crescimento da empresa. Com a aquisição, a frota da companhia alcançou 42 caminhões.

Na década de 1980, o Grupo iniciou a diversificação de suas atividades, por meio da locação de veículos leves e fretamento para transporte de colaboradores. Já em 1995, adquire a concessionária Volkswagen Original, o que marcou o início da comercialização de veículos leves, e, em 1999, a Transcel, empresa de transporte coletivo.

Nos anos 2000, a empresa tornou-se uma sociedade anônima, alterando sua razão social para Júlio Simões Logística S/A. Sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), atingiu R$ 494,5 milhões, e a empresa estreou na bolsa de valores de São Paulo em 2010, no segmento Novo Mercado, o mais alto nível de governança corporativa da instituição.

Em 2011, a companhia alterou sua razão social mais uma vez para JSL S/A, ao unificar a marca com as empresas Lubiani e Grande ABC, adquiridas nos anos de 2007 e 2008, respectivamente. No ano de 2013, a JSL adquiriu a Trans Rio Sergipe, concessionária da Volkswagen em Aracaju-SE, e a empresa de locação de veículos Movida.

Entre 2015 e 2018, a JSL passou por uma reestruturação e foi dividida em cinco empresas independentes, cada uma em um ramo de atuação diferente: (i) JSL Logística e CS Brasil; (ii) Vamos, Vamos Seminovos, Seminovos JSL e concessionárias Transrio, Volkswagen e Valtra; (iii) Concessionárias Original Volkswagen, Avante Ford e Ponto Fiat; (iv) Movida Locação de Veículos e Movida Seminovos e (v) JSL Leasing.

Em julho de 2020, a companhia passa por uma nova reestruturação ao criar a holding Simpar para consolidar as participações acionárias e a equipe corporativa do grupo, atividade até então realizada pela própria JSL.

Atuação

A Simpar é a holding que controla um grupo de seis empresas independentes, fruto da reestruturação societária do Grupo JSL, as quais encontram-se citadas abaixo:

JSL: maior empresa de operações logísticas do Brasil, incluindo serviços de Transporte Rodoviário de Cargas, Logística Dedicada de Cargas Rodoviárias, Logística de Commodities, Serviços de Armazenagem, Distribuição Urbana, Logística Interna e Fretamento. A companhia atua no atendimento a diversos setores da economia, como papel e celulose, automotivo, alimentício, siderurgia, bens de consumo, energia elétrica, químico e mineração.

Movida: uma das maiores companhias de locação de veículos do Brasil em tamanho de frota, suas atividades se dividem no segmento de locação de veículos e gestão e terceirização de frotas. Em 31 de dezembro de 2020, a Companhia possuía uma frota total de 118 mil carros e 194 pontos de atendimento.

Grupo Vamos: empresa líder no setor de locação de caminhões, máquinas e equipamentos do Brasil, contando com frota de 15.128 ativos locados em 31 de dezembro de 2020. O principal negócio é a locação de longo prazo (média de 5 anos) de ativos que asseguram a disponibilidade de frotas.

CS Brasil: consolida todos os serviços para agentes públicos realizados pelo Grupo. Nas áreas de Transportes de Passageiros e Serviços Ambientais. Tem sede no município de Mogi das Cruzes.

Original Concessionárias: divisão de concessionárias da Simpar, possui 14 lojas divididas em três bandeiras de diferentes montadoras: Original VW, Fiat Ponto e Ford Avante. As unidades encontram-se distribuídas no estado de São Paulo e possuem portfólio de serviços de pós-venda e de seguros por meio da Madre Corretora de Seguros.

BBC Leasing/Digital: financeira do conglomerado, a BBC Leasing financia os clientes nos canais de vendas das concessionárias de automóveis e de caminhões. Já a BBC digital foi criada em 2019, constituindo uma plataforma de serviços digitais para caminhoneiros e motoristas de aplicativo.

Destaca-se que as empresas com teses mais estruturais são Movida, Vamos e CS Brasil, que possuem negócios com fluxos de caixa mais estáveis e previsíveis, ainda que concentrem suas operações em atividades de capital intensivo. Enquanto isso, os negócios da JSL, BBC e Original Concessionárias são mais cíclicos, ou seja, possuem maior correlação com o desempenho da economia nacional, embora sejam leves em ativos (asset light).

Principais fatores do crédito

Para melhor entendimento, esclarecemos que a nomenclatura “4T20” significa “quarto trimestre de 2020”. Suas variações também se aplicam (ex: 3T20 seria o terceiro trimestre de 2020).

Fonte: XP Investimentos, Simpar.

Destaques financeiros

Receita líquida e EBITDA

A receita líquida da Simpar atingiu R$ 2,9 bilhões no quarto trimestre de 2020, expansão de 0,7% em relação ao registrado no mesmo período do ano anterior e de 1,8% frente ao 3T20. Já o EBITDA ajustado acumulou R$ 700 milhões no trimestre, avanço de 14,5% ao ano.

Os números apontavam que o pior momento para o setor de transportes e logística no Brasil poderiam ter ficado para trás, como consequência do relaxamento das medidas de restrição de deslocamento adotadas ao fim de 2020 como resposta à pandemia da covid-19.

Contudo, os lockdowns decretados pelo país por conta da piora dos casos da doença a partir do começo de 2021 indicam que o momento pede cautela para confirmar a trajetória de recuperação.

No exercício de 2020, a Simpar acumulou receita líquida de R$ 9,8 bilhões, crescimento de 1,2% em comparação com os R$ 9,7 bilhões registrados em 2019. No mesmo intervalo, o EBITDA cresceu 9,6% para R$ 2,2 bilhões, com margem de 23%.

Nesse período, as controladas Vamos, Movida e BBC foram responsáveis pelo crescimento da rentabilidade da holding, efeito parcialmente compensado pela contração nas receitas de JSL, CS Brasil e Original Concessionárias.

Como destaques recentes, elenca-se a aquisição das transportadoras Fadel e Transmoreno pela JSL, assim como seu IPO, por meio da captação de R$ 694 milhões em oferta 100% primária.

Endividamento e alavancagem

Ao fim de dezembro de 2020, a Simpar registrou endividamento bruto de R$ 14,5 bilhões, expansão de 26,8% ante o saldo de R$ 11,4 bilhões do fim de 2019. O maior endividamento em maior parte é justificado pela decisão da empresa de reforçar a posição de caixa em meio ao cenário de incertezas relacionadas à crise da covid-19.

Nesse sentido, a posição de caixa e aplicações financeiras registrou crescimento de 55,7% para R$ 6 bilhões em comparação com o saldo de 2019. Apesar disso, a dívida líquida cresceu 12% para R$ 8,5 bilhões em 2020.

As atuais disponibilidades são suficientes para o cumprimento do cronograma de endividamento até meados de 2023. Além disso, nota-se que os vencimentos de curto prazo representam apenas 13,9% do endividamento bruto, reduzindo pressões de refinanciamento. O prazo médio da dívida é de 4,3 anos.

Por fim, a alavancagem medida pela dívida líquida sobre o EBITDA reduziu de 3,6x no 4T19 para 3,5x, mesmo realizando R$ 2,9 bilhões em investimentos líquidos no ano. A empresa possui cláusulas restritivas (covenants) nas suas emissões que requerem alavancagem máxima de 4,4x.

Pontos de atenção

Posicionamento relativamente agressivo da companhia com alta demanda de capital

A estratégia de expansão adotada pela Simpar foi derivada de diversos fatores, tais como: busca pela captação de novos clientes ou aumento da receita com clientes existentes; financiamento de investimentos para crescimento de frota e avanço da capacidade operacional. Portanto, seu crescimento acelerado teve alta demanda de capital.

Atividades de capital intensivo dependem, muitas vezes, da capacidade de captação de recursos para realizar investimentos e concluir aquisições, o que nem sempre pode ser garantido.

Eventos adversos como a própria crise recente direcionada pela pandemia da covid-19 ou um possível aumento significativo das taxas de juros praticadas no mercado podem fazer com que os financiamentos necessários sejam obtidos a custos elevados, o que pode afetar a flexibilidade financeira da companhia .

Como exemplos de consequências de eventual inaptidão na captação de recursos citam-se o envelhecimento da frota de automóveis para acima da média de mercado ou a incapacidade de pagamento de despesas ou dívidas.

Ressaltamos, no entanto, que não esperamos que tal risco se concretize no médio a longo prazo, dentro de condições esperadas de mercado, uma vez que a Simpar possui bom relacionamento com bancos e acesso ao mercado de capitais.

Alavancagem relativamente alta

A Simpar registrou alavancagem de 3,5x ao fim de 2020, considerada relativamente alta em comparação com os pares no mercado.

Destacam-se também os covenants da companhia: no caso da alavancagem, deve permanecer abaixo do limite de 4x dívida líquida/EBITDA, patamar que a empresa já atingiu em exercícios anteriores. Um eventual aumento da alavancagem, como consequência da estratégia de expansão da Simpar, poderá pressionar os covenants da empresa, o que limitaria a flexibilidade financeira da holding.

O risco é atenuado em parte pela robusta geração de caixa observada no histórico da companhia, pela flexibilidade financeira acima da média e pela sólida posição de liquidez, o que reduz os riscos de financiamento num horizonte próximo.

Anexo

Estrutura societária

Fonte: Simpar

Fonte

Simpar

Em atendimento à Resolução CVM nº20/2021, informamos que a XP Investimentos CCTVM S.A. e/ou suas afiliadas (“”XP Investimentos”” ou “”XP””) mantém relacionamento comercial com a sociedade Vamos, inclusive prestando serviços de assessoria com interesses financeiros e comerciais relevantes. Assim, o leitor deve ter ciência de tal informação e fazer sua própria análise e julgamento sobre eventual existência de conflito de interesses ou sobre a imparcialidade deste relatório. Cabe ressaltar que, opiniões emitidas anteriormente sobre a sociedade não estão abarcadas pelo posicionamento vigente. A cobertura da companhia emissora está suspensa por ora, mas o que foi publicado até então não perde sua validade ou eficácia. A XP Investimentos, expressamente, se limita e reserva o direito de recursar-se a atender qualquer solicitação baseada no conteúdo de informações especulativas sobre o relacionamento com a referida sociedade.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.
Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.