XP Expert

Resumo Diário de Política 28/10/2019: Alberto Fernández foi eleito presidente da Argentina

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Alberto Fernández foi eleito presidente da Argentina em 1° turno, como era esperado após a vitória nas prévias (https://glo.bo/2pUrJZM). O presidente Maurício Macri reconheceu a derrota e prometeu uma transição pacífica. Os dois (Macri e Fernández) vão tomar café da manhã hoje na Casa Rosada para discutir o período de transição (http://bit.ly/31Oi4Rv). O presidente eleito toma posse no dia 10 de dezembro. Logo após a eleição, o Banco Central argentino anunciou limite de compra de US$ 200 por pessoa por dia (http://bit.ly/2WkeUUq), em uma tentativa de controlar o valor do dólar.

De Abu Dhabi, Jair Bolsonaro não teve a mesma atitude de seu favorito na eleição, Macri. O presidente brasileiro disse que não vai parabenizar Fernández (http://bit.ly/2WmbwbD), mas que também não pretende se indispor com o presidente eleito. Bolsonaro lamentou o resultado e criticou a foto que Fernández compartilhou ontem ao ex-presidente Lula (http://bit.ly/2WmbCjv). A praxe é que o presidente brasileiro sempre cumprimente, por nota e por ligação telefônica, o vencedor da eleição na Argentina (http://bit.ly/2qSBk3J).

Após mais de uma semana de protestos no Chile, o presidente Sebastián Piñera viu sua impopularidade disparar (http://bit.ly/2WiIKZA). Só 14% aprovaram o presidente*, menor número desde a redemocratização do país, enquanto *mais de ¾ desaprova o governo. Para 80%, as reformas anunciadas por Piñera (https://glo.bo/2pWmj0k) são insuficientes. O presidente chileno anunciou no fim de semana que vai remontar todo o seu governo para atender às demandas populares (http://bit.ly/2JtsEXO).

A equipe econômica trabalha em um projeto de lei para incentivar prefeitos e governadores a entrarem nas regras da Nova Previdência. A Lei de Responsabilidade Previdenciária, como tem sido chamada, vai estabelecer que estados e municípios terão de apresentar um plano de equacionamento do déficit atuarial de seus sistemas de aposentadoria (http://bit.ly/2WlzQdG). Aqueles que aderirem ao novo regime de Previdência terão mais tempo para apresentar esse plano, o que seria uma vantagem. O deputado Silvio Costa Filho (Republicanos) encabeça essa proposta junto ao governo federal. A ideia é apresentar um texto em novembro.

Depois das mensagens vazadas de integrantes da Lava Jato, o alvo da vez é o mais conhecido ex-assessor de Flavio Bolsonaro, Fabrício Queiroz. A mídia divulga desde sexta (25) áudios de Queiroz pelo WhatsApp. No último, ele se diz abandonado e que o Ministério Público está “com uma pica do tamanho de um cometa para enterrar na gente”_ (http://bit.ly/2JtsIXy). Também diz: “Eu não vejo ninguém mover nada para tentar me ajudar aí. Ver e tal… É só porrada”. Em outro áudio, Queiroz ainda diz querer assumir o PSL caso se livre das denúncias de corrupção para “lapidar” o partido (http://bit.ly/32RN9Ff). Por fim, o terceiro áudio dá conta de que o presidente Bolsonaro tratou com Queiroz sobre a demissão de uma funcionária do gabinete de seu filho Carlos (http://bit.ly/2paEbVg). Não só a funcionária era acusada de ser uma “fantasma” no gabinete do vereador, o áudio também mostra que Jair detinha controle das indicações dos gabinetes de seus filhos.
Governo prepara um projeto de lei complementar para atualizar a avaliação do funcionalismo público atual (http://bit.ly/2BP8kMr). A ideia da equipe econômica é melhorar os critérios para concessão de promoções e, assim, *tornar a progressão salarial mais lenta que atualmente*, o que aliviaria a atual folha de pagamentos. O projeto de lei deve ser enviado somente após o governo anunciar sua reforma administrativa, mudança que vai alterar todo o funcionalismo público.

Curtas: Procuradores da Lava Jato levaram STF a manter empresários presos para conseguirem delação premiada (http://bit.ly/2pltvmv). Prefeito de SP, Bruno Covas, é diagnosticado com *tumor* no trato digestivo (http://bit.ly/2BMtcUw). Uma prova de como o PSL está na mão de Luciano Bivar: seu diretório nacional tem candidatas laranjas, parente do presidente do partido e recepcionista (http://bit.ly/2JuzQTB).
 
Internacional: eleição no Uruguai deve ter segundo turno entre Daniel Martínez e Luis Lacalle Pou (http://bit.ly/2JqrsEQ). Bolsonaro diz a empresários dos Emirados Árabes que está de “coração aberto e mãos estendidas” (http://bit.ly/2PnReNG).
 
Hoje é o 301º dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 343 dias para as eleições municipais.

Faltam 373 dias para as eleições nos EUA.

XP Política

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.