XP Expert

Resumo Diário de Política 25/08/2020: Governo adia lançamento do Pró-Brasil

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Sem definições sobre valores e estratégias, o governo adiou o lançamento do Pró-Brasil, plano de retomada da economia cujo anúncio estava previsto para esta tarde — tanto pior pela expectativa que havia se criado em torno do “Big Bang Day”, que marcaria a reafirmação de Paulo Guedes como condutor da agenda do governo (https://bit.ly/3gp7rMl e https://bit.ly/32jb8hE).

Houve divergências sobre o valor a ser anunciado para o Renda Brasil, dificuldades para conectar as diversas medidas e, ainda, indefinição sobre as obras que entrariam no eixo de infraestrutura. Além do fato de que boa parte dos atos normativos ainda não estava pronta_pela manhã, o governo ainda falava em fazer um anúncio com mais Power Point que Diário Oficial, mas desistiu_. Não há nova data marcada, e parte do governo argumenta que soltar as medidas aos poucos pode ser mais produtivo.

O governo, no entanto, manteve de pé o anúncio do novo programa habitacional para esta manhã (https://glo.bo/31vVBMt). A ideia é reduzir juros para atrair 1 milhão de famílias, com taxas mais atrativas para regiões com maior deficit habitacional, além de facilitar a regularização fundiária. O Casa Verde e Amarela será bancado pela redução e parcelamento dos pagamentos do FGTS à Caixa. 

Nas discussões sobre a prorrogação do auxílio emergencial, casada com o novo Renda Brasil, Bolsonaro tem defendido internamente o valor de R$ 300 (https://bit.ly/2FWsNnR).

O que já foi para o D.O. foi o decreto prorrogando por mais 60 dias o programa de manutenção do emprego que prevê o pagamento de benefício aos trabalhadores com redução de jornada/salário ou suspensão de contrato (https://bit.ly/34v5Yln).

Seguem as repercussões do episódio do fim de semana, em que Bolsonaro ameaçou dar uma porrada na boca de um jornalista que o questionou sobre repasses de recursos de Fabrício Queiroz à primeira-dama. Ontem, ele chamou jornalistas de “bundões” (https://bit.ly/3aTGQ96), reforçando dúvidas sobre a manutenção do estilo paz e amor adotado desde o fim de junho.

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 23.311.719 casos confirmados e 806.410 óbitos (https://bit.ly/3ge3REZ). 

O destaque do dia é o otimismo expressado pelos governos da China e EUA sobre o acordo comercial após conversa na noite desta segunda-feira (24) entre autoridades dos dois países (https://glo.bo/3gzXX17). 

Na seara eleitoral, Donald Trump foi confirmado como o candidato republicano a presidente. Em seu discurso, o presidente reafirmou a retórica afrontosa, confirmando conflitos e temas que tem promovido nos últimos meses, como a votação por correio, a importância de uma linha dura com a China, o risco de democratas indicarem ministros à Corte Suprema, entre outros (https://on.wsj.com/34Hhquv). 

Segundo o Financial Times, o governo Trump estuda acelerar aprovação de uma vacina contra o Covid-19 para disponibilizá-la nos EUA antes da eleição, que será realizada no dia 3 de novembro (https://on.ft.com/2CVMhb7). 

Ainda sobre temas de relevância para a disputa eleitoral, protestos contra o racismo ganharam novo ímpeto em Wisconsin — estado considerado ‘swing’ —  após um homem negro não armado ser baleado repetidamente por policiais no domingo (https://bloom.bg/3aROxwo).

Hoje é o 603° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 167° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 82 dias para as eleições municipais.

Faltam 70 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.