XP Expert

Resumo Diário de Política 24/04/2020: Discussões sobre a permanência de Sergio em destaque

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A quinta-feira, que começou com ruídos entre Paulo Guedes e a ala militar do governo (https://bit.ly/2KxKb1o [email.xpsecurities.streetcontxt.net]), terminou com discussões sobre a permanência de Sergio Moro na Esplanada – discussões que se acentuam hoje com a decisão do presidente Jair Bolsonaro de exonerar o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo (https://bit.ly/3az97jx [email.xpsecurities.streetcontxt.net]), pivô da crise deflagrada ontem. Informado sobre a disposição para a troca, Moro chegou a colocar o cargo na mesa para evitar a nomeação de alguém com quem não tem relação. A assessoria de imprensa do ministro divulgou que ele fará um pronunciamento às 11h.

O nome de preferência de Bolsonaro para a PF é o de Alexandre Ramagem, diretor-geral da Abin (https://glo.bo/2yDekcM [email.xpsecurities.streetcontxt.net]). O noticiário rememora que a PF conduz investigações sobre o entorno do presidente (https://bit.ly/2Y0QAdl [email.xpsecurities.streetcontxt.net]).

Moro é o ministro mais popular do governo. É difícil prever o tamanho exato da quebra na popularidade de Bolsonaro que sua eventual saída pode representar, mas seguem alguns dados que podem ajudar. Segundo a pequisa XP Ipespe de dezembro de 2019 – a última divulgada com atribuição de notas a personalidades políticas -, 36% dos que avaliam o governo como ótimo ou bom atribuem notas melhores a Moro do que a Bolsonaro. Ou seja, dos 35% de aprovação à época, 12,5 p.p. preferem o trabalho do ministro ao do presidente.

Somado o imbróglio com Moro às questões com seu outro superministro e à aproximação concreta com partidos de centro no Congresso (ingrediente, aliás, da mesma crise com Moro), Bolsonaro terá muito o que explicar a seus apoiadores.

No supremo, o ministro Celso de Mello deu dez dias ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para que apresente informações sobre um pedido de impeachment de Bolsonaro (https://glo.bo/2KxWQBb [email.xpsecurities.streetcontxt.net]).
E, na agenda legislativa, como esperado, deputados falam em elevar o auxílio aos trabalhadores formais no programa de manutenção de emprego (https://bit.ly/351b3jD [email.xpsecurities.streetcontxt.net]).

Internacional
Coronavírus: a OMS computa 2.544.792 casos confirmados no mundo e 175.694 óbitos (https://bit.ly/3aCsjga). A Universidade John Hopkins registra 2.719.522 casos e 191.228 mortes (https://bit.ly/2V4ySme). 

Remdesvir, remédio considerado promissor contra Covid-19, falhou primeiro teste clínico na China. A droga não reduziu a presença do vírus no sangue dos infectados, segundo documentos publicados acidentalmente pela OMS na quinta-feira (https://glo.bo/2Vwa8EO).

Nos EUA, a Câmara aprovou pacote de estímulo de USD 484 bilhões. O projeto já foi aprovado pelo Senado e deve ser sancionado pelo presidente Donald Trump nesta sexta-feira (https://bloom.bg/2VRmXsk).

Na União Europeia, continuam as negociações sobre o melhor jeito de distribuir pacote de EUR 1 trilhão (https://bloom.bg/3bABPlh)

Hoje é o 480° dia do governo Jair Bolsonaro.
Hoje é o 44° dia da pandemia de Covid-19.
Faltam 163 dias para as eleições municipais.
Faltam 193 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.