XP Expert

Resumo Diário de Política 24/03/2020: Barbeiragem marca envio de MP com foco na legislação trabalhista

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Os jornais de terça dão destaque à repercussão negativa da barbeiragem que marcou o envio da primeira medida provisória de combate aos efeitos econômicos da crise do coronavírus com foco na legislação trabalhista (https://bit.ly/3boelzuhttps://glo.bo/2Ug4LJh). O governo publicou o texto na noite de domingo, prevendo a possibilidade de suspensão de contratos de trabalho por até quatro meses, sem compensação. O Congresso reagiu, afirmando que o combinado é que as medidas de compensação fossem enviadas ao mesmo tempo (https://bit.ly/2wxNdPH). Bolsonaro inicialmente defendeu o texto, para depois sustar esse trecho (https://bit.ly/3dnB2W9). Rodrigo Maia tachou o texto de “capenga” – adjetivo consagrado na política em 2017, com a lista “chocha, capenga, manca, anêmica, frágil e inconsistente…” 

Além do recuo, ficou, para o governo, a imagem de que o sacrifício no enfrentamento da crise será cobrado dos trabalhadores, o que pode ampliar no Congresso a disposição de alteração nas medidas do Executivo.

Depois da confusão, uma live entre Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes acabou cancelada. No fim do dia, o secretário de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal, afirmou que a nova medida provisória será editada ainda esta semana (https://bit.ly/39fSJnx), prevendo possibilidade de redução de até 67% do contrato, com pagamento de seguro-desemprego – isso, sim, na linha do que já havia sido anunciado pela equipe econômica.

O presidente também recuou no bate boca público com governadores (https://bit.ly/2WFeDh2 e https://bit.ly/2wzxpMb). Depois de encontro virtual com os representantes dos estados do Nordeste e do Norte, anunciou pacote de R$ 88,2 bilhões que inclui suspensão das dívidas com a União, ampliação dos repasses aos fundos dos estados e aporte no fundo de saúde, entre outros pontos (https://glo.bo/2xgLf6h)

Enquanto isso, o Congresso segue cobrando um plano de ação maior. Ontem, Rodrigo Maia falou na necessidade de gastos na ordem de R$ 400 bilhões para conter a epidemia e seus efeitos (https://glo.bo/3bnLfjw). Maia articula também a instituição de um “orçamento de guerra”, paralelo, que seja mais flexível com gastos e segregue o rombo fiscal deste ano, impedindo a perenização de parte dos gastos emergenciais (https://bit.ly/2UcppK9).

Curta: O Tribunal de Justiça do Rio liberou investigação sobre Flávio Bolsonaro (https://glo.bo/3dqg3Cd).

Internacional
Coronavírus: Segundo último relatório da OMS, são 332.930 casos no mundo e 14.510 óbitos. Dos 40.788 novos casos, a maioria foi registrada na Europa (20.131) e nas Américas (17.331) (https://bit.ly/3bpbAxA).

Democratas no Senado americano impediram mais uma vez o avanço do pacote de estímulo de USD 2 trilhões, mas hoje jornais destacam que líderes dos partidos estão muito perto de fechar um acordo (https://wapo.st/33ER4qm). Em meio às negociações, a democrata Nancy Pelosi, Presidente da Câmara dos Representantes, apresentou seu próprio pacote de estímulo de USD 2,5 trilhões (https://bloom.bg/3dpQml4).

Hoje é o 449° dia do governo Jair Bolsonaro.
Faltam 194 dias para as eleições municipais.
Faltam 224 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.