Resumo Diário de Política 23/07/2020: Comissão mista vai retomar debates sobre a tributária

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


O presidente da comissão mista da reforma tributária, senador Roberto Rocha, afirmou que vai reinstalar o colegiado na próxima quinta-feira para retomar o calendário de audiências públicas a partir de 4 de agosto — ainda restavam quatro encontros quando a pandemia interrompeu os trabalhos do grupo (https://bit.ly/2OR9v4x).

Com o debate em foco, ganham destaque também as reclamações sobre a proposta: o setor de serviços ameaça travar a reforma (https://bit.ly/2WRv2yu e https://glo.bo/30BNso0), com queixas pontuais do setor de educação (https://glo.bo/2WQpXWW) e da Febraban (https://bit.ly/30CS7G9) — enquanto o centrão reclama de tratamento diferenciado para o setor financeiro (https://glo.bo/3fUrxP5). Na manchete do Valor, “consumidor pagará conta do aumento de impostos” (https://glo.bo/2E5V3mY).

Ontem, Rodrigo Maia afirmou que apoiará o candidato à sua sucessão que ajudar a aprovar a reforma (https://bit.ly/30DCoqh). A mistura da sucessão com a reforma tributária, aliás, já está explícita: ontem, Arthur Lira defendeu votar o PL do governo direto no plenário antes de setembro, ignorando a PEC 45 — que é justamente o instrumento que o grupo mais próximo de Rodrigo, com Aguinaldo Ribeiro à frente, pretende usar para se cacifar na disputa. O sucesso da reforma pode ser definidor para a disputa.

Os dois pontos de alerta de que tratamos neste espaço ontem — a tentativa de alterar a destinação de parte do Fundeb e a possibilidade aventada pelo governo de excluir investimentos do teto — acabaram criticados por Maia (https://bit.ly/2ZQC20g), que questionou a preocupação do Planalto com o teto de gastos.

No Legislativo, Paulo Guedes está descontente com a articulação política do governo, segundo O Globo (https://glo.bo/3hwrKbU). Ele “chegou a dizer que o ‘casamento’ do presidente Jair Bolsonaro com o líder informal do centrão, Arthur Lira, em nada adiantou já que o governo não montou uma base aliada para aprovar votações de interesse no Congresso”, escreveu o diário carioca. Outras matérias vão na mesma linha e abordam as dificuldades da articulação do governo e de seu suposto grupo na Câmara.

Ainda assim, o Planalto quer correr para aprovar a autonomia do Banco Central no Senado na primeira metade de agosto (https://glo.bo/39np4dE).

Por fim, Flávio Arns será o relator do Fundeb no Senado e não deve fazer alterações no relatório (https://glo.bo/3f0cPVK) para acelerar a aprovação da matéria. E a Câmara prorrogou a ajuda do governo federal aos Estados e municípios, mas ainda dentro do orçamento original de R$ 16 bilhões (https://glo.bo/3jqTHDw). A medida ainda precisa de votação no Senado.

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 14.765.256 casos confirmados e 612.054 óbitos (https://bit.ly/2CUlLOW).

Tensões entre os EUA e a China permanecem em alta após determinação do governo Trump de fechar o consulado do país asiático em Houston, Texas. Ele disse também que o fechamento de outros consulados estaria sendo avaliado. Beijing promete retaliar (https://reut.rs/3jvlwL1).

Na seara doméstica, democratas e republicanos do Congresso americano permanecem divididos em relação aos detalhes de um novo pacote de estímulo, ampliando o risco de não chegar a um acordo antes da expiração de benefícios para desempregados no fim do mês. Nesse contexto, a Casa Branca estuda a possibilidade de uma extensão de curto prazo dos benefícios (https://bloom.bg/30AzF0M).

E o Reino Unido perdeu a esperança de fechar acordo comercial com EUA ainda este ano (https://on.ft.com/2ZSjeOl).

Hoje é o 570° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 123° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 115 dias para as eleições municipais.

Faltam 106 dias para as eleições nos EUA.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM