Resumo Diário de Política 22/08/2019: Senado aprova MP da Liberdade Econômica

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O Senado aprovou na noite de ontem (21) a medida provisória da Liberdade Econômica. O texto sofreu uma única alteração: a supressão do trecho que falava sobre o trabalho aos domingos. Com isso, a MP voltará ao Planalto para ser sancionada por Jair Bolsonaro (https://glo.bo/2HmpUKK).

Depois de uma notícia boa como essa para o governo, há alguns ruídos no Congresso que precisam ser resolvidos. Uma parte da bancada do PSL tem reclamado na imprensa sobre as decisões de Bolsonaro (http://bit.ly/2HkWkFL). A ala, mais ligada à pauta do ministro Sergio Moro, cobra que o presidente tenha o empenho que demonstra nas mudanças no Coaf e para a indicação de Eduardo a embaixador no pacote de medidas de segurança de Moro.

O próprio Bolsonaro disse ontem que foi eleito “para interferir mesmo” (http://bit.ly/2HkqtVk), se referindo ao caso de interferência no comando da Polícia Federal, na Receita e no Coaf (agora UIF).

As queimadas na Amazônia foram o assunto mais comentado no Twitter durante a tarde de ontem (http://bit.ly/2Hkll3D). O protesto contra o aumento no desmatamento não partiu apenas de celebridades e influenciadores brasileiros, como Caetano Veloso, Anitta e Whindersson, mas também de diversos estrangeiros, como Demi Lovato e Ariana Grande. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi vaiado em evento do qual participou em Salvador (https://glo.bo/2HhXVMw).

Curtas: Câmara aprovou projeto que permite o porte de armas de fogo em propriedades rurais (http://bit.ly/2HgLH6v). PSDB arquivou pedidos de expulsão contra Aécio Neves (http://bit.ly/2HlGg6r). Economista Elena Landau diz que programa de privatizações do governo “é tímido e sem impacto fiscal relevante” (http://bit.ly/2HeFhoH).

Bastidores de Brasília

Líderes se reuniram com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ontem durante a tarde para discutir uma minirreforma política. Maia esteve ausente do plenário durante quase toda a tarde. Não houve consenso sobre todos os pontos, mas há uma vontade do presidente da Câmara de levar à pauta da próxima terça algumas alterações na legislação, como distribuição de recursos entre candidatas.

Deputados alertam o governo para as privatizações que dependem do Congresso. Segundo alguns parlamentares, há pendências do Planalto em relação às emendas extra orçamentárias prometidas na votação da reforma da Previdência. A demora em fazer os pagamentos faz com que cresça um olhar de desconfiança em relação ao governo e futuros compromissos. Será preciso o apoio dos congressistas para que a privatização da Eletrobras e dos Correios sejam levadas adiante.

A agenda deste 22 de agosto

O presidente Jair Bolsonaro participa da cerimônia Dia D da Transformação Digital, às 16h, e, em seguida, às 17h, recebe a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, no Palácio do Planalto.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, viaja a São Paulo para Congresso Brasil Competitivo 2019, às 18h.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, recebe o presidente da Confederação Nacional de Municípios, Gladimir Aroldi, às 10h30, na residência oficial do Senado.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa da cerimônia da transformação digital no Palácio do Planalto, às 16h. Antes disso, às 10h, recebe o embaixador de Israel, Yossi Shelley. O secretário da Receita, Marcos Cintra, também tem audiência com Guedes, às 11h.

Hoje é o 234º dia do governo Jair Bolsonaro.
A reforma da Previdência está há 14 dias no Senado.
Faltam 408 dias para as eleições municipais.
Faltam 438 dias para as eleições nos EUA.

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.