Resumo Diário de Política 17/11/2020: Pauta Fiscal em Destaque

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


O noticiário político de terça-feira ainda é dominado pela ressaca do primeiro turno da eleição municipal, mas a agenda do Congresso vai reconquistando seu espaço.

Nessa linha, o governo ainda discute com o relator Márcio Bittar qual o melhor caminho para a construção do programa de transferência de renda dentro da PEC Emergencial (https://glo.bo/36Gt4F3) — o senador tem encontro no Planalto ainda esta semana e só topa apresentar medidas austeras se houver apoio do Planalto. Os líderes do governo na Câmara e no Senado deixaram claro ontem que a decisão deve ficar para depois do segundo turno (https://bit.ly/3pDFwyf) .

Ontem, Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, disse que a decisão será a de um Bolsa Família reformulado, sem novos recursos (https://glo.bo/3nwtrsO) a ser anunciado em dezembro, na direção do que defende a equipe econômica e do que já ouvimos dentro da Casa Civil. Esse plano, no entanto, precisará vencer resistências no Congresso, que tende a aumentar a pressão por um programa maior.

A IFI divulgou estudo em que calcula em R$ 15 bilhões o custo de uma eventual prorrogação do auxílio emergencial durante quatro meses de 2021, para metade do contingente atual (https://glo.bo/36GAybf).

Em linha com nossa informação da semana passada, com o pouco tempo para discutir a PEC neste ano, uma ala do governo quer incluir gatilhos no PLP 101, que trata do ajuste fiscal dos estados (https://bit.ly/3nubc7e), ao que se opõem tanto o autor do projeto, deputado Pedro Paulo, quanto o relator, Mauro Benevides.

No Senado, líderes se reúnem às 11h para definir a pauta da semana — o governo defende prioridade para a votação da lei de falências.

E Rodrigo Maia questionou se o governo tem coragem de enfrentar a agenda fiscal (https://bit.ly/32SMjKr) e disse que não podia cair na armadilha de votar projetos “bonitos”, mas que não resolvem problemas estruturais — ele citou nominalmente o marco da cabotagem.

A virada do segundo turno deve escancarar também outra discussão que já está em curso: a da sucessão de Maia e Alcolumbre (https://glo.bo/2IKHPi1), mais um ingrediente a contaminar a pauta nas próximas semanas, o que, aliás, já está acontecendo, como Maia demonstrou acima.

Por fim, como alertamos ontem, o desempenho de Bolsonaro na disputa municipal já cobra seu preço (https://bit.ly/3fbb8Gr).

Nas redes
O bolsonarismo continua sofrendo na esteira da eleição municipal, segundo o monitor XP-Conatus. O período está sendo marcado por críticas dentro do grupo pelo desempenho eleitoral, com destaque para usuários como Olavo de Carvalho e @oiluiz, que questionam a “falta de plano” do grupo.

Internacional
Nos EUA, Donald Trump trabalha contra o tempo em diversas frentes para deixar sua marca final na política. Ele tenta garantir, por exemplo, direitos de exploração de petróleo e reduzir o deslocamento de soldados americanos para o Iraque e Afeganistão antes da posse de Biden. Na política externa, o governo construiu o que chama de “muro de sanções” contra o Irã nos últimos meses para punir Teerã com base nos direitos humanos e no terrorismo. As novas sanções têm como objetivo frustrar os planos de Biden de entrar novamente no acordo nuclear de 2015 com o Irã, que Obama assinou e Trump desfez.

O governo ainda deve anunciar novas sanções à China contra a repressão em Hong Kong e prepara uma proposta para reduzir o preço de medicamentos.

Os republicanos do Senado ainda tentam aprovar Judy Shelton para o Fed, para que o novo presidente não possa preencher a vaga.

A Pfizer Inc. iniciou um programa piloto de imunização Covid-19 em quatro estados dos EUA para refinar o plano para a entrega e implantação da vacina, que está sendo desenvolvida em conjunto com a BioNTech SE. No Reino Unido, Boris Johnson foi aconselhado a considerar o aumento das restrições regionais depois de a Inglaterra sair de seu segundo lockdown nacional no mês que vem. Na Índia, o número de novos casos na capital voltou a aumentar, mesmo com a queda dos números gerais do país. Na França, bares e restaurantes permanecerão fechados até o meio de janeiro. A Coreia do Sul aumentou as restrições de distanciamento social na grande Seul.

E, de acordo com o jornal The Sun, o chefe britânico das negociações do Brexit, David Frost, disse a Johnson que um acordo comercial com o bloco europeu pode ser anunciado até a próxima terça-feira. Apesar da falta de consentimento em alguns pontos, as autoridades da UE estariam prontas para encontrar uma “solução criativa”.

Hoje é o 687° dia do governo Jair Bolsonaro.
Hoje é o 251° dia da pandemia de Covid-19.
Faltam 12 dias para o segundo turno das eleições municipais.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.