XP Expert

Resumo Diário de Política 17/07/2020: Paulo Guedes deve entregar reforma tributária na próxima terça-feira

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O ministro Paulo Guedes confirmou que irá pessoalmente entregar a primeira etapa da reforma tributária na próxima terça-feira ao presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (https://bit.ly/32rzKGH), como havíamos escrito ontem à tarde. A visita é parte de um armistício costurado entre os dois e Rodrigo Maia para tentar criar momento para o avanço da proposta — depois de pressão feita por Maia com o reinício das discussões na comissão da Câmara. Depois de entregue, a proposta do governo deve ser enviada à comissão mista (https://glo.bo/2Wvs0Q7).

A ideia do governo é focar neste primeiro momento “o que há de convergência” entre sua proposta e as discutidas pelo Congresso — a unificação de tributos federais — e deixar para outros momentos pontos como a taxação de renda e a criação de um imposto sobre pagamentos, ideia que segue firme na cabeça da equipe econômica (https://glo.bo/3fDLwS9). 

Enquanto isso, a base governista não conseguiu retirar de pauta proposta que estendia o auxílio emergencial para profissionais do esporte (https://glo.bo/2CbwEMs), e a Câmara aprovou o projeto. A derrota do governo tem impacto de R$ 1,6 bilhão.

E cresce também o ambiente contra os vetos do governo ao marco regulatório do saneamento (https://glo.bo/2Wvs2Yf).

Fabrício Queiroz finalmente depôs no caso das rachadinhas no gabinete de Flávio Bolsonaro (https://bit.ly/2WvTPaW). A quebra de sigilo do ex-assessor mostra que um depósito feito por ele ajudou a mulher de Flávio a quitar a parcela de um imóvel (https://bit.ly/2ZEVVrf).

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 13.378.853 casos confirmados e 580.045 óbitos (https://bit.ly/3eCKxQA).

Em um dia com menos notícias sobre o atrito entre os Estados Unidos e a China, aumentam as tensões com a Rússia: segundo os Estados Unidos, o Canadá e o Reino Unido, hackers do país teriam tentado roubar tecnologia para a vacina contra Covid-19 (https://bloom.bg/3j5cFPU). O Reino Unido também acusou Moscou de interferência na eleição de 2019 (https://bloom.bg/2DLia65).

Os EUA alertaram que investidores em projetos de gasodutos russos poderão ser alvo de sanções como parte da política de conter a influência da Rússia sobre a Europa e a Turquia (https://glo.bo/2C9XEMh).

No lado da política doméstica dos EUA, Donald Trump disse que só aprovaria um novo pacote de estímulo se a folha de pagamentos fosse desonerada em contrapartida, o que deve dificultar ainda mais as negociações entre parlamentares democratas e republicanos (https://bloom.bg/3fD2nEC).

E, na Europa, líderes da UE devem se reunir pessoalmente pela primeira vez desde o início da crise para negociar plano de recuperação econômica de EUR 750 bilhões (https://bloom.bg/2WsPw0g).

Hoje é o 564° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 117° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 121 dias para as eleições municipais.

Faltam 112 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.