Resumo Diário de Política 16/08/2019: Projeto de abuso de autoridade coloca presidente Bolsonaro numa encruzilhada

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Com a chegada para sanção do projeto de abuso de autoridade, um grupo quer usar a indicação de Flávio Bolsonaro para pressionar o presidente a fazer um veto amplo no texto (http://bit.ly/2Pf8VAL). Jair está numa sinuca de bico política: se vetar desagrada uma parte importante de apoio ao filho, e corre o risco de ser desmoralizado com a derrubada do veto mais tarde. Se não vetar vai angariar insatisfação dos lavajatistas. Esse imbróglio pode interferir no andamento de outros temas na Casa, como Previdência e pacto federativo.  

Mais um problema do governo é a chuva de emendas à MP do FGTS que pode desfigurar o modelo previsto. Parlamentares querem elevar o saque de R$ 500 para R$ 3mil, o que consumiria boa parte do fundo (https://glo.bo/2H6CXQj). 

Na fila de abacaxis está também o orçamento de 2020. O resultado do Corte de verbas e dos contingenciamentos anunciados recentemente por Bolsonaro se traduziu na falta dinheiro para tocar ações de governo. Ganha importância o orçamento de 2020, primeiro a ser apresentado pela gestão Bolsonaro, e que pode não trazer aumento real para o salário mínimo (http://bit.ly/2z6rQ5u). 

Já começaram os “ajustes” de calendário da reforma da Previdência no Senado. Simone Tebet anunciou ontem atraso de uma semana na tramitação na CCJ por falta de acordo para os senadores se reunirem às segundas e sextas. A única certeza sobre previsões de calendário é que vão sofrer mudanças (http://bit.ly/2z3c7nT). 

O Senado discute também mudança na ordem de pagamento do bônus do megaleilão de petróleo previsto para novembro. A intenção é votar na CCJ até final de agosto. (http://bit.ly/2ZcX0qy). 

Curtas: Gerou ruídos na PF a troca de comando da Superintendência do Rio de Janeiro (http://bit.ly/2TFQIur); Ex-presidente da OAS diz ter liberado propina para Doria (http://bit.ly/2MkNegi).

Bastidores de Brasília

A correlação de forças no Senado obrigará o governo a negociar com partidos que não estão entre os protagonistas na Câmara. PP e PL, que deram mais trabalho na Câmara, tem bancadas modestas no Senado. O tradicional MDB, PSD e o novo partido Podemos têm, juntos, 31 senadores. O clima é positivo para a aprovação, mas essas siglas representam força capaz de atrasar ou impor dificuldades ao governo (para, quem sabe, vender uma facilidade).

Relator do projeto do novo marco do saneamento, o deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) está na reta final de seu texto. Já tem mandado uma versão a parlamentares e começa uma visita às bancadas para apresentar seu parecer. A proposta deve figurar em breve na pauta de votações oferecida por Rodrigo Maia.

Deputados envolvidos com a reforma tributária veem uma dificuldade de comunicação com a população sem a ajuda da máquina do governo. Não há recursos para que eles façam campanhas, como o Planalto fez com a Previdência, e estabeleçam uma narrativa perante a sociedade. Eles veem ainda muita confusão nos textos publicados na imprensa, que não resumem a linha que veem no projeto: segurança jurídica, facilitador do ambiente de negócios, melhora no custo Brasil, aumento do PIB e cenário possível de redução da carga tributária no futuro.

A agenda deste 16 de agosto

O presidente Jair Bolsonaro recebe o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, às 9h. Mais tarde, às 14h, recebe medalhistas dos jogos Pan-Americanos.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, participa de painel de encerramento de evento do grupo LIDE, em São Paulo, às 11h.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reúne-se com o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, às 12h. Depois, recebe o presidente da Firjan, Eduardo Eugênio, às 15h, e o presidente da Toyota Brasil, Rafael Chang, às 16h. Tudo no escritório do Ministério no Rio de Janeiro.

  • Hoje é o 228º dia do governo Jair Bolsonaro.
  • A reforma previdência está há 8 dias no Senado.
  • Faltam 414 dias para as eleições municipais.
  • Faltam 445 dias para as eleições nos EUA. 

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.