XP Expert

Resumo Diário de Política 10/12/2019: Segue a disputa entre Planalto e Congresso

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Escrevemos recentemente sobre o ânimo do governo com o efeito da recuperação econômica na aprovação do governo no final do ano. Na ocasião, reiteramos que o cenário mais provável era de estabilidade. Desde então, tivemos a divulgação do Datafolha, que confirmou nossa expectativa e até o final da semana veremos se seremos surpreendidos pela nossa própria pesquisa, que está em campo desde ontem.

Agora as notícias são de um renovado entusiasmo do entorno bolsonarista: “Os indicadores da economia e o viés de alta do governo nas pesquisas de avaliação estão orientando uma nova leitura do cenário: Jair Bolsonaro será grande cabo eleitoral das disputas municipais e precisa de um partido próprio” (http://bit.ly/2PwXvVz). Com essa afirmação, concordamos em partes. Há justificativa para otimismo, mas longe da “euforia” citada no artigo. A tendência é de recuperação econômica, mas é consenso que a aceleração do crescimento em 2020 não se traduzirá de maneira rápida e intensa em queda da taxa de desemprego. E é este indicador, em dupla com a inflação, que são relevantes para a aprovação presidencial. Outro ponto é que salve algumas capitais, as eleições municipais tendem a ser disputas locais em que pesam também fatores tradicionais como dinheiro do partido e, onde aplicável, tempo de TV.

Rodrigo Maia afirmou que deve levar o texto do novo marco do saneamento a plenário ainda nesta semana. Busca-se um acordo para formação de uma maioria segura que viabilizaria a votação hoje ou amanhã. Caso os líderes não apoiem o texto, a contagem será feita voto a voto e a previsão é que o projeto seja apreciado apenas quando houver segurança de sua aprovação (http://bit.ly/38pY4cH e http://bit.ly/2sgMVdi).

Mesmo sem acordo, CCJ do Senado aprecia hoje projeto para prisão após condenação em segunda instância (http://bit.ly/35ioZoV).

Responsável pela articulação com o Congresso, General Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, pode ser substituído no início de 2020 por Alberto Fraga, aliado de longa data de Bolsonaro (http://bit.ly/38rd2Pk)

Jornais seguem na cobertura da possível greve de caminhoneiros na semana vem. Segundo reportagem, a categoria não está unida e o “Palácio trabalha com hipótese pequena de a greve ser deflagrada” (http://bit.ly/38qRVNm).

Reformas: Governo e parlamentares trabalham em novas mudanças para as regras trabalhistas. Com o ressurgimento dessa discussão, o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, falou ontem sobre a aventada volta da contribuição sindical e reiterou que “Em nenhum momento defendemos no passado, defendemos agora ou defenderemos no futuro a volta dessa obrigatoriedade” (http://bit.ly/2RBVE4D). Sobre a reforma administrativa, Paulo Guedes defendeu ontem que a estabilidade deve ser condicionada à avaliação dos pares e também da população (https://glo.bo/2segcW2).

Curtas: Depois de Lula o ter colocado em uma chapa com Marta Suplicy para disputar a prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad afirmou que não tem pretensão de disputar o cargo em 2020 (http://bit.ly/36pFHCR); segundo Datafolha, 54% entenderam como justa a soltura de Lula (http://bit.ly/35k7NyY); os destaques saíram ontem no jornal, mas segue o link para o podcast do Globo com o Rodrigo Maia, divulgado hoje (https://spoti.fi/2YzJYRf).

Hoje é o 344º dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 299 dias para as eleições municipais.

Faltam 329 dias para as eleições nos EUA.

XP Política

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.