XP Expert

Resumo Diário de Política 06/01/2022: Impactos da pressão do funcionalismo e o giro de Moro no Nordeste

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Jornais desta quinta mantêm foco nos temas do início da semana, entre eles os possíveis desdobramentos da prorrogação da desoneração da folha de pagamentos. Segundo a Folha, um pedido da Secretaria de Macroavaliação Governamental do TCU, feito em dezembro, precisará ser respondido pelo governo até 31 de janeiro, comprovando o cumprimento da LRF em todas as renúncias de receita instituídas em 2021 (https://bit.ly/3FWoR0q). Bolsonaro, ontem, reconheceu possibilidade de “implicações jurídicas” se houve erro na sanção (https://bit.ly/330DCkh).

Também cresce a pressão por reajustes do funcionalismo federal (https://bit.ly/3mW71mT). Agora, auditores-fiscais do trabalho avisam que entregarão cargos de chefia (https://bit.ly/32Olzya), enquanto servidores da Receita querem ir à Justiça para que as exonerações pedidas sejam efetivadas por superiores (https://bit.ly/3zwJcaj). O noticiário começa a registrar impactos de operações-padrão, sentidos em postos da Receita em Santos e em Roraima (https://bit.ly/3HVBidJ).

E ontem o BNDES afirmou em audiência pública que está mantida a previsão de conclusão da capitalização da Eletrobras em abril deste ano (https://glo.bo/3qTeLqT), apesar do atraso na aprovação da operação pelo TCU.

Os jornais também dão destaque para a operação da Polícia Civil de São Paulo contra o ex-governador Márcio França, em investigação sobre possíveis desvios na área da saúde (https://bit.ly/3eT8vK8), o que pode respingar na construção da filiação de Geraldo Alckmin ao PSB para compor a chapa com Lula (https://bit.ly/3HGI5aM). O petista, aliás, se solidarizou com França (https://bit.ly/3JM2ZHu), contra “espetáculos midiáticos desnecessários contra adversários políticos em anos eleitorais”.

Ainda na dinâmica eleitoral, Sergio Moro desembarca na Paraíba para iniciar hoje giro pelo Nordeste, em tentativa de avançar em uma região dominada por Lula (https://glo.bo/32YeE5g). Ele deve visitar até fevereiro Ceará, Piauí e Sergipe.

Na série de artigos dos times econômicos dos candidatos, hoje é a vez de Affonso Celso Pastore apresentar “as bases para um programa de governo” de Moro (https://bit.ly/3pYF0wL).

E Brasília vive ambiente de pressão sobre a ministra Flávia Arruda, da Secretaria de Governo (https://bit.ly/3q7Od6h), criticada por não conseguir atender demandas parlamentares por mais recursos. Bolsonaro e Valdemar Costa Neto, dirigente do PL – partido da ministra –, saíram ontem em sua defesa (https://glo.bo/3G7RWGw).

Por fim, com a alta de Bolsonaro, o médico do presidente dá entrevista ao Globo em que fala sobre seu quadro (https://glo.bo/3qMlYsA).

Nas redes

Redes dominadas pelas discussões sobre o coronavírus. Os destaques são a autorização da vacinação infantil, o debate sobre a eficácia da vacinação e a reação a supostos sinais de lockdown/restrições impostas por alguns estados. Em outra frente, repercute texto de Guido Mantega. Adversários de Lula apontam que ele “resgatou” o responsável pela “maior recessão da história”, enquanto petistas e apoiadores evitam tratar o ex-ministro como escolha de Lula para a Economia, e enfatizam apenas partes do texto.

Hoje é o 1102° dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 269 dias para as eleições presidenciais.

Hoje é o 666° dia da pandemia de Covid-19.

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.