Resumo Diário de Política 01/12/2020: Política volta a Brasília

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


A política vai voltando a Brasília depois do segundo turno das eleições municipais ainda sem a desejada (mas não esperada) tração das propostas que atacam as questões fiscais e com a equipe econômica reconhecendo a dificuldade de avanços neste ano (https://glo.bo/3ms5UsS e https://bit.ly/2HV99tP) – a inação do governo foi cobrada por Rodrigo Maia ontem (https://bit.ly/36pUWOZ). Nesse contexto, a prioridade da Economia passa a ser a aprovação da LDO.

Na mesma entrevista, o presidente da Câmara voltou a descartar a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial por meio da extensão da calamidade (https://bit.ly/36pUWOZ) — ponto importante, porque eleva o custo de uma eventual decisão do governo nesse sentido. Vale lembrar que, nesse cenário, a prorrogação da calamidade passa necessariamente pelo Congresso.

Cresce também a expectativa com a decisão do Supremo, em julgamento que começa na sexta-feira, sobre a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado. Maia disse concordar com a avaliação de Michel Temer (https://bit.ly/3fXWYJ9) de que poderia disputar a reeleição, mas afirmou que prefere construir uma candidatura de consenso, de um nome que ainda não presidiu a Câmara (https://bit.ly/37oNjYf). A partir da decisão do Supremo, na próxima semana, e se não houver a definição de um nome no grupo até lá, a possibilidade de que Maia tente se tornar ele mesmo essa “candidatura de consenso” deve ficar mais presente. Do outro lado da praça, o Planalto dobra a aposta na vitória de Arthur Lira (https://glo.bo/3mqH7Fx). 

E Maia insistiu na estratégia de direcionar o debate para a reforma tributária – ele diz acreditar que tem 320 votos, mesmo sem ajuda do governo (https://bit.ly/2Jweh8c). Maia tem feito seus acenos à esquerda no texto (que ainda não está fechado), o que amplia o potencial de votos, mas o caminho para a aprovação até o fim do ano ainda precisa ser desobstruído.

Depois de alerta do TCU, o governo decidiu alterar a LDO e vai propor uma meta fixa de déficit para o ano que vem (https://bit.ly/2VkNH4D).

Por fim, destaque para a decisão do governo de São Paulo, anunciada um dia depois da eleição de Bruno Covas, de retomar a bandeira amarela no estado, ampliando restrições (https://glo.bo/3lom84Y).

Nas redes

O monitor XP-Conatus registrou destaque para a notícia de que Sérgio Moro assumiu cargo de diretor em empresa de consultoria em SP. O tema repercutiu fortemente entre militantes de esquerda e, em menor escala, entre bolsonaristas – os dois grupos criticam o ex-ministro. 

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 62.363.527 casos confirmados 1.456.687 óbitos (https://bit.ly/3ge3REZ).

Vacinas continuam sob os holofotes: a farmacêutica Moderna pediu autorização para uso emergencial de sua vacina contra a Covid-19 nos Estados Unidos e Europa (https://bloom.bg/39uGcjG). 

Destacamos ainda que documentos obtidos pela CNN indicam que a China escondeu informações sobre o avanço da doença, tema que pode gerar maiores tensões entre Beijing e Washington (https://cnn.it/36pIcI4). 

No lado da política doméstica dos EUA, com a certificação dos resultados em Arizona e Wisconsin, os seis estados mais importantes confirmaram a vitória de Joe Biden, o que dificulta a possibilidade de Donald Trump de reverter os resultados da eleição (https://bloom.bg/33vFQFR). 

No Congresso do país, o orçamento de 2021 ainda não foi aprovado, tema que precisa ser resolvido até 11 de dezembro para evitar shutdown. Parlamentares aliados ao presidente Trump apresentam resistências (https://bloom.bg/39uGcjG). 

Ressaltamos também que Biden confirmou a nomeação de Janet Yellen para ser a próxima secretária do Tesouro dos EUA (https://bloom.bg/3lxpanC).

Hoje é o 701° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 265° dia da pandemia de Covid-19.

XP Política

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.