Resumo Diário de Política 01/08/2019: Declarações de Bolsonaro não devem ter impacto significativo na votação da reforma

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

As declarações recentes de Bolsonaro não devem ter impacto significativo na votação do segundo turno da reforma da previdência na próxima semana (http://bit.ly/2LTm6Vl). A continuidade na liberação de recursos, a distribuição de cargos (http://bit.ly/2LTVxPE) e a baixa resistência encontrada pelos parlamentares em seus redutos durante o recesso contribuem para o ambiente positivo. Ver Bastidores de Brasília com nossa apuração e possíveis impactos em agenda posterior.

Para quem tem saudades de ouvir Dilma Rousseff, como o autor desse texto, recomendamos a escutar a íntegra de entrevista concedida ao UOL e publicada ontem. Durante 1h 12min, Dilma falou sobre seu governo, o de Bolsonaro e teve até a piada com erros de português de Sérgio Moro. Link para o Youtube: http://bit.ly/2LTCOUr e para o especial, com um resumo em texto publicado pelo site: http://bit.ly/31hSo03.

Curtas: Apesar do newsfeed ser de política, o noticiário é dominado pela queda de juros nos EUA e no Brasil (comunicados do FED http://bit.ly/2LTY50a e do BCB http://bit.ly/2LT3g0v); Estados chegam a consenso para ficar com 50% do novo IVA e excluir Receita Federal do comitê gestor do novo imposto a ser criado (http://bit.ly/3173ftt). Reforçamos o que já escrevemos. Falta combinar com os russos, no caso, o Planalto; Laptop de hacker tem pastas com nomes de Cid Gomes (PDT-CE), Wilson Witzel (PSC), Luiz Fernando Pezão (MDB), Flávio Britto (desembargador do TRE-DF), Luciana Lóssio (ex TSE) e Abílio Diniz. Não se sabe ainda se houve acesso às mensagens dessas pessoas (http://bit.ly/2LTsOdW).

Internacional: Ontem ocorreu o 2º dia do debate dos candidatos democratas. Alguns links com resumos e análises: https://reut.rs/2LSLR8n, https://cnn.it/2M0RXnh, https://53eig.ht/2LU1f4q https://n.pr/2LTMH4K (podcast); No Paraguai, oposição tenta impeachment do presidente após acordo com o Brasil (https://glo.bo/31eZzWN

Bastidores de Brasília – Bolsonaro, previdência e agenda legislativa posterior

As repercussões políticas da série de falas de Jair Bolsonaro turvam o ambiente às vésperas da volta do recesso, mas, no nível em que estão hoje, deixam como alternativa mais clara a Rodrigo Maia a de reafirmar o papel da Câmara de ser o lado moderado da história e o condutor das reformas.

A estratégia é efetiva, mas, como temos dito, tem suas lacunas: é difícil disputar com o Poder Executivo o protagonismo do sucesso da agenda política para colher seus frutos, e, entre as várias razões que levaram Bolsonaro a disparar a metralhadora recentemente, não se pode descartar que esteja o conforto causado pelo avanço de agendas positivas para o país, entre elas a reforma da Previdência.

Caberá a Maia convencer seus pares de que o caminho da moderação e da continuidade das reformas continua sendo o mais positivo para os deputados.

Maia continua trabalhando nessa linha. Tem evitado compromissos que poderiam tirá-lo de Brasília no início da semana que vem e pediu a aliados que deixem para depois do segundo turno da reforma da Previdência a discussão sobre outros assuntos.

Isso porque há ainda pendências nos acordos feitos pelo governo com partidos de centro, e a turbulência dos acontecimentos recentes pode ser inflada por conta disso. Há destaques perigosos que exigem coesão para serem derrubados e são alvo fácil de pressão, caso dos que tratam do abono e de pensões.

Se ajustadas essas questões dos acordos pré-recesso e Rodrigo conseguir convencer os deputados da necessidade do avanço dessa agenda, o impacto na votação do segundo turno da reforma da Previdência tende a não ser grande. Mas levará o Congresso a reforçar a agenda de restringir espaços do Executivo e segurar temas caros à agenda bolsonarista propriamente dita.

  • Hoje é o 213º dia do governo Jair Bolsonaro.
  • Faz 162 dias que Jair Bolsonaro entregou projeto da previdência à Câmara.
  • Faltam 430 dias para as eleições municipais.
  • Faltam 462 dias para as eleições nos EUA.

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.