XP Expert

Resumo Diário de Política 01/06/2020: Tensões entre o Executivo e o Judiciário em destaque

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Desde a divulgação do vídeo da reunião ministerial de Bolsonaro, na sexta-feira da semana anterior, a maioria das edições da nossa newsletter matinal começa mais ou menos da mesma maneira: escalada das tensões entre o Executivo e o Judiciário.

Foi assim com o tuíte do presidente que sugeria abuso de autoridade de Celso de Mello pela publicação do vídeo, com as “consequências imprevisíveis” de general Heleno, com o “acabou”, no dia seguinte à operação de combate às fakenews. E é assim hoje, com a repercussão da participação de Jair Bolsonaro — desta vez de helicóptero e a cavalo — em atos que voltaram a atacar o Supremo (https://bit.ly/2MgXAeO), e com a reposta ao momento do decano, Celso de Mello, que comparou o Brasil à Alemanha de Hitler (https://glo.bo/2TVKxDO).

No sábado, o próprio Bolsonaro apontou o cerco se fechando, ao tuitar que “tudo aponta para uma crise”, citando os desafios que enfrenta no Judiciário: inquérito sobre interferência na PF, inquérito das fake news e ações na Justiça Eleitoral (https://glo.bo/2XML6Rz) — estas últimas ganham cada vez mais destaque no noticiário (https://glo.bo/2XRU0NR).

O endosso de militares a parte dessa escalada despertou preocupação na cúpula do Congresso (https://bit.ly/3dooCNk), mas o vice, Hamilton Mourão, deu entrevista ao Valor em que, entre outras coisas, diz que a escalada é apenas “retórica inflamada” (https://glo.bo/2XokNlY) e não terá consequências.

Destaque também para o registro dos primeiros protestos contra o governo, em São Paulo e no Rio, ainda em meio ao período de isolamento social — ação coordenada, em São Paulo, por torcidas organizadas. O quebra-quebra (https://bit.ly/3dnFfJc) ao final atrapalha a amplitude dos movimentos, mas o início deles é significativo (https://bit.ly/2TYRaFB e https://glo.bo/2ySqA9V).

Saindo dessa esfera (mas nem tanto), a participação do centrão no governo se acentua: agora, a presidência do Banco do Nordeste deve ser entregue ao PL (https://bit.ly/3dyKBkE).

Na agenda econômica, a equipe de Paulo Guedes tenta espaço no debate sobre a implementação de um programa de renda mínima, discutido no Congresso como saída para o auxílio emergencial (https://bit.ly/2XlHNSr).

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 5.934.936 casos confirmados e 367.166 óbitos (https://bit.ly/2Bg0n5O).

No lado internacional, o fim de semana foi marcado pelo sexto dia de protestos nos Estados Unidos após a morte de um homem negro por um policial branco. Episódios de violência levaram mais de 30 cidades a decretar toque de recolher e ao acionamento da Guarda Nacional em 11 estados (https://nyti.ms/2AnGIRd e https://bit.ly/2AqV6rI).

As tensões entre os EUA e a China permanecem em destaque após o pronunciamento do presidente americano, Donald Trump, na sexta-feira. A Casa Branca afirma que o status especial de Hong Kong deve ser revogado e anunciou a criação de um grupo de trabalho para estudar a eliminação de benefícios dados a Hong Kong em matéria comercial (https://glo.bo/2Xj7P8L). Vale lembrar que hoje Hong Kong não é afetada pelas mesmas tarifas que a China.

Hoje é o 518° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 72° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 125 dias para as eleições municipais.

Faltam 155 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.