Resumo Diário de Política 17/05/2019

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Relatórios do COAF continuam gerando constrangimento a Flávio Bolsonaro. Fabrício Queiroz teria recebido depósitos fracionados e realizado saques de R$ 611 mil em 18 meses. Para os promotores, isso evidencia a suspeita de que ele recebia parte do salário dos demais assessores e distribuía parte do dinheiro (http://bit.ly/2Wdp5MW). As quebras de sigilo bancário e fiscal de 95 pessoas ligadas ao filho do presidente podem levar ainda a novas linhas de apuração, inclusive sobre a primeira dama e o PSL (http://bit.ly/2W7nng1).

Dos EUA, o presidente reagiu aos avanços recentes da justiça em direção a Flávio: “Estão fazendo um esculacho em cima do meu filho”. E provocou: “Querem me atingir? Venham pra cima de mim. Eu abro o meu sigilo, não vão me pegar” (http://bit.ly/2Wc1QTB).

No Congresso, Joice Hasselmann estaria trabalhando para substituir o líder Major Vitor Hugo. Os cotados seriam Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Cláudio Cajado (PP-BA), João Campos (PRB-GO), João Roma (PRB-BA) e Marco Feliciano (Pode-SP). Falta um detalhe: acertar com o “01” – como a líder costuma chamar o presidente – que ainda não se convenceu da necessidade da troca (http://bit.ly/2W9pNej). A mesma coluna traz a preocupação do governo com os prazos para votação da reforma da previdência na Câmara ainda no primeiro semestre. É algo limitado ao Planalto. Salvo melhora substancial das relações políticas, algo fora do radar hoje, a votação deve ficar para depois do recesso. 

E registramos hoje a quebra de uma barreira. Um jornal trouxe a palavra impeachment à tona, ainda que sem grande destaque (http://bit.ly/2WdrMy2).

Curtas: Outro relatório do COAF tem potencial para atrapalhar o governo. O Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), movimentou R$ 1,96 milhão de fevereiro de 2018 a janeiro de 2019. Valor incompatível com sua capacidade financeira (http://bit.ly/2WbLFpj); Zé Dirceu teve recurso negado e pode ser preso novamente (http://bit.ly/2W3Ufqh); o presidente do INEP foi demitido pediu para sair depois de 18 dias no cargo (https://glo.bo/2WcS57u).

Bastidores de Brasília

Enquanto estava em Nova York, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fez um pedido aos deputados da bancada do DEM para votar a medida provisória do saneamento básico. Maia falou da importância que ele acredita que a medida tenha e pediu que os parlamentares não a deixasse caducar. Na próxima semana, o presidente da Câmara deve fazer um esforço para votar MPs no plenário da Casa.

O Centrão já avisou o governo: o bloco aceita votar o quanto antes a medida provisória da reforma administrativa. A condição é que o governo cumpra com o acordo e aceite o texto que foi aprovado na comissão mista. Para alguns líderes do Centrão, o principal ponto é a volta do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Economia. Os parlamentares do grupo também exigem que Bolsonaro controle a bancada do PSL na Câmara e ordene que eles revejam a atitude ofensiva desta última semana.

A agenda deste 17 de maio

O presidente Jair Bolsonaro chegou a Brasília por volta de 6h. À tarde, às 14h, ele recebe o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, cumpre agenda em Brasília pela manhã e deve viajar ao Rio de Janeiro à tarde, onde participa do 91° Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC), às 14h.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, também participa do Palestra no 91° Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC), no Rio de Janeiro.

  • Hoje é o 137º dia do governo de Jair Bolsonaro.
  • Faz 86 dias que Jair Bolsonaro entregou projeto da previdência à Câmara.
  • A Câmara teve sete sessões que contam como prazo para comissão especial da Reforma da Previdência.
  • Placar Valor/Atlas – Favor (100); Apoio parcial (114); Indefinidos (155); Contra (144).
  • Placar Estadão – Favor (72); Apoio parcial (123); Indefinidos (201); Contra (117).

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.