Resumo Diário de Política 08/04/2019

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Datafolha mostra aprovação de Bolsonaro em 32%, a mais baixa depois de 100 dias já registrada para um presidente em primeiro mandato (http://bit.ly/2WRdboT). Levantamentos do Ibope (34% em março) e XP-Ipespe (35% em abril) haviam antecipado a tendência.

O presidente disse que não iria perder tempo para comentar a pesquisa. Entretanto redes sociais, postou um gráfico que mostrava que Lula e Dilma eram considerados mais inteligentes que ele e riu (http://bit.ly/2WUFfb0).

Previdência: Jair Bolsonaro disse a jornalistas que o regime de capitalização pode ser adiado caso haja resistência do Congresso ao projeto (https://glo.bo/2WVk9cp). O tema tem sido um ponto resistência relevante. E depois da promessa de compensações, militares pedem apoio de governadores à reforma (http://bit.ly/2WZbeH7). 

Após primeira rodada de encontro com partidos, o presidente investirá na criação de uma coalizão informal, em torno de projetos (https://glo.bo/2WOHgVS). Entre terça e quarta feira, Bolsonaro receberá presidentes e líderes de Podemos, Solidariedade, Novo, Avante, PSL e PR (http://bit.ly/2WTqh4N). Para ajudar a azeitar as relações, Maia e Onyx trabalham para liberar R$ 2,95 bilhões em emendas parlamentares (https://glo.bo/2WXdn67).

Curtas: Possível saída de Velez gera disputa pelo comando do MEC (http://bit.ly/2WU2yBO); Plano de Equilíbrio Fiscal (PEF) dos Estados pode ir ao Congresso nos próximos 20 dias (http://bit.ly/2WQEjUR); há quem veja a tramitação da reforma tributária em paralelo com a previdência como uma pauta positiva (http://bit.ly/2WVTCvp). Devido a consequente soma de resistências, continuamos acreditando que isso dificulta a aprovação de ambas as matérias. 

A semana de 8 a 14 de abril

  • Relator da reforma da Previdência apresenta parecer sobre a PEC na CCJ
  • Bolsonaro recebe presidentes de mais seis partidos no Planalto
  • Presidente decide se demitirá ministro da Educação

Relator da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG) apresenta nesta terça-feira (9) relatório sobre a PEC*(https://glo.bo/2FKWlAS). A CCJ é o primeiro passo da tramitação da Nova Previdência na Câmara. É na comissão que será analisado se a proposta se adequa à Constituição Federal. O relator deve apresentar um parecer pela constitucionalidade integral da PEC (https://bit.ly/2YIefwU). O calendário estipulado pelo presidente do colegiado, deputado Felipe Francischini, que a reforma seja votada em 17 de abril pela CCJ. Se for aprovada, segue para avaliação de uma comissão especial na Câmara, onde terá prazo de 10 a 40 sessões do plenário da Casa para entregar um parecer sobre a PEC. Também nesta semana, o Senado deve instalar na quarta-feira (10) a comissão de acompanhamento da reforma da Previdência. A ideia do colegiado é adiantar as discussões sobre a emenda constitucional para que sua tramitação no Senado seja mais rápida.

O presidente Jair Bolsonaro recebe no Palácio do Planalto presidentes e líderes de mais seis partidos: Podemos, Solidariedade, Novo, Avante, PSL e PR (https://bit.ly/2UAkh3u). É a segunda leva de dirigentes partidários que Bolsonaro recebe em seu gabinete. As reuniões devem ser realizadas na terça (9) e quarta (10). O presidente se mostra mais disposto a dialogar com os políticos e abandonar a aversão à “velha política” à qual ele se refere quando fala sobre esses caciques. A primeira rodada de conversa com os dirigentes foi positiva e um importante aceno do presidente à formação de sua base de apoio no Congresso.

O presidente Jair Bolsonaro deve decidir hoje (8) se mantém ou não no cargo o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez. O professor está na corda bamba por uma série de polêmicas envolvendo o MEC. Em café da manhã com jornalistas na sexta (5), Bolsonaro indicou que demitiria o ministro hoje (https://glo.bo/2uSQlkx).

Hoje é o 98º dia do governo de Jair Bolsonaro.

  • Placar Valor/Atlas – Favor (93); Apoio parcial (79); Indefinidos (198); Contra (143).
  • Placar Estadão – Favor (69); Apoio parcial (129); Indefinidos (220); Contra (95).

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.