XP Expert

Inflação no centro das preocupações do governo | Resumo Diário de Política 10/06/2022

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A semana começou e acabou com a inflação no centro das preocupações: Bolsonaro e Paulo Guedes pediram ontem a supermercados para segurarem preços nos próximos meses (http://glo.bo/3mBbpa9 [glo.bo], https://bit.ly/39mo65F [bit.ly] e https://bit.ly/3xflGOi [bit.ly]). “Agora é hora de dar um freio nessa alta de preços, é voluntário, é pelo bem do Brasil”, disse o ministro. A resposta do setor foi um pedido ao presidente para isenção de impostos sobre os produtos da cesta básica e a desoneração da folha de pagamentos (https://bit.ly/3zup1M1 [bit.ly]). Pedido similar já havia sido feito por Bolsonaro no passado e as falas de ontem ilustram o peso que a questão tem nas perspectivas de reeleição do presidente. Ainda assim, há uma distância entre o discurso e a implementação de um tabelamento formal de preços.

Na questão dos combustíveis, especialistas veem possíveis irregularidades nas transferência voluntárias de recursos para estados e municípios (https://bit.ly/3MFEWu6 [bit.ly]), mas o alerta não deve ser suficiente para frear a decisão do governo nessa direção.

Depois da divulgação dos textos das PECs e do parecer do PLP 18, o calendário do governo prevê a votação do projeto de lei pelo Senado na próxima segunda-feira, com a tentativa de avanço das PECs na sequência – fala-se em avançar com uma delas na própria segunda. Nosso cenário base permanece o da aprovação final das propostas pelo Legislativo ainda antes do recesso.

As desonerações do governo devem girar na casa dos R$ 35,2 bilhões segundo o relator (http://glo.bo/3aLYeAP [glo.bo]) – há pressão de governadores para ampliar os repasses previstos na PEC dos Combustíveis, que vai compensar governos estaduais que levarem a zero o ICMS sobre diesel e GLP a 12% sobre o etanol.

E, sobre o reajuste de servidores, Guedes ontem reafirmou que o governo “não conseguiu dar aumento” (http://glo.bo/3QahUOS [glo.bo]).

Depois de ver frustrada a tentativa de nomear apenas Caio Paes de Andrade para a presidência da Petrobras, o governo fez ontem a indicação de seu nome junto com o de outros integrantes do conselho de administração da companhia (https://bit.ly/3MMh08w [bit.ly]), em sua maioria nomes ligados ao Ministério da Economia e à Casa Civil.

E a oferta de ações que resultou na privatização da Eletrobras foi realizada ontem, movimentando $ 33,7 bilhões, com o preço de cada papel em R$ 42 (https://bit.ly/3MDsn2n [bit.ly]).

Na seara eleitoral, Bolsonaro tem revés com a decisão da primeira-dama Michelle de não participar de sua propaganda partidária (https://bit.ly/3HakfVM [bit.ly]) – a ex-ministra Flávia Arruda foi escalada para seu lugar. O presidente se encontrou com o americano Joe Biden e, entre vários enunciados no noticiário, disse que “quando deixar o governo será de forma democrática” (https://bit.ly/3Qb8dQj [bit.ly]).

Na campanha petista, o trecho das diretrizes do programa de governo sobre a reforma trabalhista deve ser alterado para contemplar aliados e evitar o termo “revogação” (http://glo.bo/3aFMeRb [glo.bo]). Novos textos passarão pelo crivo de Lula e Alckmin antes da divulgação (http://glo.bo/398ZbT6 [glo.bo]).

Ontem, o PSDB aprovou a aliança com o MDB na eleição presidencial (https://bit.ly/3My0Ijm [bit.ly]), mas nenhum dos dois partidos deve ter unidade na defesa da senadora (https://bit.ly/3OoxUeD [bit.ly]).

Em São Paulo, Rodrigo Garcia tenta neutralizar ameaça de rebelião do PP e vai nomear um indicado para a Secretaria de Transportes (https://bit.ly/3xhL6uJ [bit.ly]). E dirigentes do União Brasil no estado egressos do DEM dizem manter apoio ao governador independentemente da posição do partido (https://bit.ly/3Haku38 [bit.ly]).

Seu rival Tarcísio de Freitas sofre com ações que questionam seu domicílio eleitoral (https://bit.ly/3H8BerP [bit.ly]), mas a Procuradoria Regional Eleitoral já arquivou um dos pedidos (https://bit.ly/3O8bP3K [bit.ly]). Já Sergio Moro não recorreu da decisão do TRE e seguirá com domicílio eleitoral no Paraná — (http://glo.bo/3O8rzUs [glo.bo]).

Internacional

Nos Estados Unidos, o comitê que investiga a invasão ao Capitólio apresentou suas conclusões em audiência televisionada em horário nobre. Parlamentares acusaram o ex-presidente Trump de ignorar evidências e coordenar esforços para tentar anular o resultado das eleições de 2020. Seis audiências adicionais estão marcadas (https://bloom.bg/3mCJd6M [bloom.bg]).

No lado do conflito no leste europeu, as tensões entre a União Europeia e a Rússia podem ser intensificadas na semana que vem. A expectativa é que o braço executivo da UE recomende que a Ucrânia receba o status de candidato, um passo fundamental para eventual adesão ao bloco. A recomendação, que precisa ser debatida e adotada pelo colégio de comissários da UE, viria com condições ligadas ao estado de direito e à legislação anticorrupção (https://bloom.bg/3toKmTd [bloom.bg]).

Hoje é o 1254º dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 114 dias para as eleições presidenciais.

Hoje é o 819º dia da pandemia de Covid-19.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.