XP Expert

Comentário Internacional: 04 de fevereiro de 2020

CENÁRIO GLOBAL As bolsas na Ásia e Oceania fecharam em alta, movidas pela injeção de liquidez do PBoC. Os futuros nos EUA também seguem subindo, junto com o dólar e petróleo. As ações na Europa operam amplamente em campo positivo, com 18 dos 19 setores subindo, sobretudo mineração e energia. Coronavírus continua se espalhando pela […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

CENÁRIO GLOBAL

As bolsas na Ásia e Oceania fecharam em alta, movidas pela injeção de liquidez do PBoC. Os futuros nos EUA também seguem subindo, junto com o dólar e petróleo. As ações na Europa operam amplamente em campo positivo, com 18 dos 19 setores subindo, sobretudo mineração e energia.

Coronavírus continua se espalhando pela China, com mais de 20 mil casos de infecção e 425 mortes, sendo que 20 outros países além da China também registraram casos da doença. Vale destacar que nenhum caso foi registrado na América Latina, e que os casos de recuperação de pacientes também tem acelerado.

China: Autoridades avaliam se a meta atual de crescimento para 2020 permanecerá em 6% A/A e se aumentará os gastos fiscais. Outro ponto importante é a possibilidade de o país buscar alguma flexibilização com os EUA sobre o aumento de compra de produtos do acordo Fase 1.

Dados Macro: Eleições nos EUA, Sanders aparentemente na frente em Iowa, mas os mercados aguardam os resultados finais. Atividade industrial (ISM) da economia americana acima do esperado com 50,9 pts contra o consenso de 48,5. BC da Austrália decidiu manter sua taxa básica de juros na mínima histórica de 0,75%, mas alertou que ficará atento ao impacto dos incêndios florestais e coronavírus.

EMPRESAS

Temporada de resultados: Até o momento 66% do S&P 500 reportou 4T19 – sendo que 61% das empresas apresentaram crescimento de lucro maior que o consenso (nos últimos 3 anos 71% das empresas superaram o consenso). Destaques de ontem: Google (negativo), Julius Baer (negativo) e Panasonic (positivo); Hoje: Sony, British Petroleum, Pandora, Ferrari, Ralph Lauren, Chubb, Disney, Snapchat, Ford, Chipotle Mexican, Prudential e Capcom.

Alphabet (Google) -4,2% no After Mkt: Investidores reagiram negativamente após a divulgação de resultados do 4T19, com a inédita divulgação da quebra das receitas por linhas de negócios como YouTube e computação em nuvem, que performaram abaixo das expectativas de mercado. Receitas de US$ 46bi (+17% A/A) e lucro operacional consolidado de US$ 9,3bi, ambos abaixo do consenso. Vale destacar que esta é a nona vez em dez trimestres que o grupo não atende as expectativas de lucro. O grande destaque negativo esteve concentrado em sua principal linha de negócios, publicidade online (83% das receitas). História de crescimento mudando: ao longo de boa parte dos últimos 21 anos, o grupo apresentou forte crescimento oriundo de sua principal linha de negócio. Olhando para o longo prazo, passará a depender cada vez mais do crescimento de outras linhas de negócios como YouTube e computação em nuvem. Vale lembrar que este é o primeiro anúncio de resultados anual de Sundar Pichai, atual CEO da holding Alphabet, após o cofundador Larry Page ter se aposentado. No lado positivo, o aumento de transparência na apresentação dos resultados foi elogiado pelo mercado. Apesar de possível desaceleração do crescimento, o grupo mantém uma posição competitiva invejável.

Panasonic +8,6% na abertura: Resultados positivos no 4T19. Receitas de JPY 1,9tri (-8% A/A) e lucro operacional foi de JPY 95bi (-1% A/A), acima do consenso, mesmo com o ciclo de investimento perdendo tração e demanda automotiva na China desacelerando. Destaque para as divisões de eletrodomésticos e baterias automotivas. Houve melhora na geração de caixa, considerando o capital de giro mais efetivo dado a considerável redução de estoques e menor necessidade de investimentos. Segundo os dirigentes do grupo, o impacto do coronavírus ainda é difícil de prever, e sua fábrica de baterias para a Tesla se tornou lucrativa no 4T19, ponto chave para sustentar o crescimento e lucratividade no médio prazo.

Outras informações:


Tesla: Quase 20% de alta, e acumula alta de 86% no ano. O aumento expressivo do preço das ações nos últimos 5 dias é o mais forte movimento desde maio de 2013 quando anunciou seu primeiro lucro trimestral. Parte deste movimento pode ser explicado pela revisão positiva de alguns analistas, e divulgação dos resultados da Panasonic que apresentaram aumento significativo na venda de baterias automotivas. Na semana passada, o grupo havia divulgado seus resultados do 4T19, com destaque positivo para o aumento de 23% A/A das entregas, atingindo 112 mil veículos no trimestre. Além disso, o grupo revisou suas expectativas para 2020, podendo entregar mais de 500 mil unidades contra 367 mil em 2019. Vale destacar que as ações ainda tem significativa posição vendida e seu preço atual, US$ 780,00, encontra-se 67% do preço-alvo da média de mercado.

Goldman Sachs: Após 18 anos, o famoso “trader-coder” Adam Korn, conhecido por ser um dos propulsores da plataforma de trading eletrônico Marquee e que que supervisiona mais de 5.000 engenheiros, deixará o banco. Sua saída segue a de Martin Chavez, um tecnólogo e ex-executivo que saiu no final do ano passado. Mais recentemente, o presidente David Solomon contratou do Vale do Silício dois estrangeiros, o veterano da Amazon, Marco Argenti, e o ex-executivo do Yahoo, Atte Lahtiranta, para ajudar a liderar os esforços de tecnologia da Goldman.

COMENTÁRIOS DO MERCADO

Trades da eleição: Ações do setor de Saúde e de Tech (positivo com Trump, negativo com Sanders/Warren), de Infraestrutura (beneficiadas caso o “plano de gastos com infraestrutura” do Trump seja aprovado). Em geral, na média das 10 últimas eleições presidenciais, o P/E do S&P 500 teve ligeira alta após os eventos.

ESG: Depois da BlackRock declarar seu foco em ESG (investimentos em empresas ecologicamente sustentáveis), agora foi a vez da Oaktree, de Howard Marks, recomendar investimentos em ESG. Segundo a Oaktree, o potencial para ESG em mercados emergentes é ainda maior, devido as maiores ineficiências de mercado.

E-commerce: Continuidade da tendência de e-commerce ganhando mercado frente lojas físicas, em especial com o enfraquecimento e possível extinção das lojas de departamento nos EUA, sendo que nem todas as marcas tradicionais serão impactadas da mesma forma. Será importante identificar quais empresas estão sendo bem sucedidas na migração do formato “brick-and-mortar” para online – a Nike vem sendo um dos grandes destaques, se adaptando ao novo modelo e reforçando a rentabilidade e longevidade da marca.

Para mais análises sobre mercados internacionais, siga:

@ggiserman
https://twitter.com/ggiserman?lang=en
http://instagram.com/ggiserman

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.