Volta ao mundo com os gestores – Estados Unidos

Abrimos espaço para que a Wellington, gestora internacional parceira da nossa plataforma pudesse comentar sua visão de cenário para Estados Unidos.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Inauguramos no dia de hoje mais um dos nossos relatórios com nossos parceiros distribuídos na plataforma: Volta ao mundo com os gestores. Nossa ideia aqui é de que os gestores tenham espaço na plataforma para dividir com os investidores sua visões de cenário, de acordo com a geografia de cobertura destas instituições. Começaremos pelo cenário da Wellington, sobre Estados Unidos:

O mercado de ações americanos subiu pelo sexto mês consecutivo, no mês de julho fechou em +2,4%.

O mercado foi diretamente influenciado por temas bem estabelecidos, incluindo o avanço da distribuição e eficácia da vacina, condições financeiras, tendências de liquidez monetária e resultados fortes das empresas. As ações de crescimento superaram as ações de valor, em meio a preocupações com o pico de crescimento dos índices, diminuição das expectativas de inflação, diminuição do estímulo fiscal e temores de que a variante Delta pudesse desacelerar a recuperação econômica. A rápida propagação do vírus dominou as manchetes, com infecções diárias nos EUA excedendo 100.000 no final de julho.

No entanto, economistas e estrategistas se mostram otimistas sobre os riscos econômicos do vírus, dada a eficácia da vacina, as altas taxas de vacinação entre as populações mais vulneráveis ​​e a relutância entre as autoridades estaduais e locais em impor novas restrições. O presidente do Federal Reserve (Fed) dos EUA, Jerome Powell, afirmou que o Fed discutiu a redução do programa de compra de ativos, mas não forneceu detalhes sobre o momento ou ritmo.

Com 59% das empresas no Índice S&P 500 relatando resultados de lucros do segundo trimestre, 88% dessas empresas relataram lucros que excederam as previsões em uma média de 17,2%. A taxa combinada de crescimento de ganhos ano a ano para o índice no segundo trimestre foi de 85,1%, e o índice preço / lucro de 12 meses ficou em 21,2. Além disso, o Senado votou pela aprovação de um pacote bipartidário de infraestrutura de cerca de US $ 1 trilhão, iniciando o processo de debate e emenda do projeto.

O crescimento americano e seus impactos

Os dados econômicos divulgados em julho indicaram um crescimento consistente da economia dos Estados Unidos em meio a um rápido aumento da inflação. O crescimento do emprego acelerou significativamente acima das expectativas em junho, à medida que as folhas de pagamento não-agrícolas aumentaram em 850.000, com ganhos consideráveis ​​no setor de lazer e turismo. Isso marcou o maior crescimento do emprego em 10 meses, sugerindo que as empresas estão tendo mais sucesso no recrutamento de funcionários.

A inflação subiu a um ritmo mais rápido em 13 anos, com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subindo 0,9% em junho, bem acima das projeções de 0,4%. Os aumentos de preços superdimensionados foram, em grande parte, impulsionados por uma recuperação em setores ligadas à reabertura da economia, incluindo hotéis, aluguel de carros, roupas e passagens aéreas, reforçando a visão do Fed de que a inflação será transitória. No entanto, os mercados permaneceram cautelosos com aumentos de preços potencialmente maiores e mais duradouros, os quais, combinados com o forte crescimento econômico, poderiam forçar o Fed a reduzir as compras de ativos e restringir as configurações de política mais cedo e mais agressivamente do que o esperado.

O Conference Board informou que a confiança do consumidor permaneceu estável em 129,1 em julho, significativamente acima das previsões de 123,8, sinalizando que os gastos do consumidor podem permanecer vigorosos no curto prazo. O PIB dos EUA cresceu a uma taxa anualizada de 6,5% no segundo trimestre, abaixo das expectativas de 8,4%, à medida que as restrições da cadeia de suprimentos ofuscaram o maior aumento nos gastos do consumidor em décadas. Os dados do mercado imobiliário foram mistos em junho em meio a uma demanda historicamente forte, alta nos preços das casas, estoques limitados e construção civil residencial estável.

O que dizem os dados econômicos?

A manufatura dos EUA expandiu em um ritmo sólido, embora mais moderado em julho, com o Índice de Manufatura do Instituto para Gerenciamento de Fornecimento (ISM) caindo para 59,5, de 60,6 em junho, enquanto empresas e fornecedores lutavam para atender a níveis mais altos de demanda em meio a oferta limitada. gargalos da cadeia e escassez de insumos. O setor de serviços permaneceu firmemente em território expansionista em junho, embora o Índice de Serviços ISM tenha caído para 60,1, de uma alta histórica de 64,0 em maio. Escassez de materiais e funcionários, inflação e gargalos de logística foram citados como os principais entraves à atividade empresarial.

Dados preliminares de julho indicaram que a atividade do setor de serviços diminuiu para 59,8, em meio a novos aumentos nos custos e alta demanda por aumento de vagas para trabalhadores. A confiança na economia impulsionou o Índice de Otimismo da Federação Nacional de Empresas Independentes para Pequenas Empresas em 2,9 pontos, para 102,5 em junho, apesar das dificuldades generalizadas para preencher as vagas de emprego.

Entre os setores, os retornos das ações americanas foram mistos. Nove dos 11 setores do Índice S&P 500 (+ 2,4%) apresentaram resultados positivos. Saúde (+ 4,9%) teve o melhor desempenho, com equipamentos e materiais para saúde (+ 7,2%) liderando o setor. O setor imobiliário (+ 4,6%) manteve o forte desempenho, avançando pelo nono mês consecutivo. Tecnologia da informação (+ 3,8%) cresceu, com tecnologia de hardware, armazenamento e periféricos (+ 6,0%) impulsionando o setor. Os serviços de comunicações (+ 3,6%) foram positivos, apoiados pelo grupo de meios e serviços interativos (+ 6,6%). Energia (-8,6%) foi o setor com pior desempenho no período. Consumidores discricionários (+ 0,5%) também tiveram um desempenho inferior, com internet e varejo de marketing direto (-3,4%) liderando a queda.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.