Volta ao mundo com os gestores – China

Nesta publicação, trazemos uma visão da JP Morgan Asset Management sobre o cenário para investimentos na China


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Por JP Morgan Asset Mangement

O aumento da renda na Ásia provavelmente será a história econômica mais relevante da década. A Ásia abriga 60% da população mundial, com China e Índia representando, cada uma, cerca de 18% dos habitantes do globo. Espera-se que a classe média asiática cresça em cerca de 1,2 bilhão de pessoas até 2030, o que influencia significativamente o ritmo do consumo. Como resultado, a Ásia torna-se uma oportunidade de investimento simplesmente grande demais para ser ignorada.

O maior case de sucesso: China

Um dos temas mais atuais para Ásia é a China. A contribuição do país ao crescimento global aumentou de 2% em 1990 para cerca de 16% em 2020. Além disso, o país é hoje responsável por 35% da demanda mundial por artigos de luxo.

Embora nem todas as regiões na China possam ser consideradas tão proeminentes como Xangai, a urbanização está avançando rapidamente e já poderemos ver um aumento de produtividade e desenvolvimento. A China deve apresentar crescimento real de 4,4% ao ano, em média, na próxima década. Também se espera que o PIB e a renda sejam cerca de 50% maiores até 2030, o que significa que a China passará de um país de renda média, para um país de alta renda. Um aumento esperado na renda, somado aos números absolutos da população, nos dão a dimensão do tamanho da oportunidade para setores distintos de consumo, como alimentos, saúde, comércio online.

Outro ponto para se destacar é o tamanho do universo de investimentos Chinês. Conforme o gráfico abaixo (ilustração 1), hoje a China representa aproximadamente 13% do mercado de renda fixa e 16% do mercado de ações globais, enquanto o Brasil representa 2% e 1%, respectivamente. Existem inúmeras oportunidades de retorno.

Ilustração 1:

Universo de investimento chinês x brasileiro

Fonte: J.P. Morgan Asset Management; BIS, IMF, ANBIMA, World Federation of Exchanges. Dados de 30 de setembro de 2020. Fatia do PIB global baseada na paridade do poder de compra conforme calculada pelo FMI para 2019, e é uma estimativa. A fatia do valor de mercado de renda variável é baseada na capitalização de mercado em USD e é calculada pelo World Federation of Exchanges – inclui dados da B3 – Brasil Bolsa Balcão para Brasil e bolsas de Shenzhen, Shanghai, Hong Kong e Clearing para China em junho de 2020. A fatia do valor de mercado de renda fixa é baseada em valores do BIS para países individuais para o total da dívida em aberto em dólares. *Alocação média do investimento é determinada utilizando o relatório resumido “Investment Fund” da ANBIMA para AUM na categoria offshore, de julho de 2019. A soma dos valores percentuais pode não atingir 100% devido a arredondamento.

Por que China? 5 razões para investir

  • 2a maior economia do mundo: Em 2010, a China ultrapassou o Japão e se tornou a segunda maior economia do mundo, contribuindo para um terço do crescimento global.
  • 2o maiores mercados do mundo: A China possui o 2o maior mercado de renda variável e o 2o maior mercado de renda fixa do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.
  • Potencial para dobrar a renda per capita: Mais interessante que o tamanho de sua economia, é o potencial da China em dobrar a renda per capita de sua população na próxima década: de USD10.000 para USD20.000, o que a qualifica como um país de alta renda. Mais de meio bilhão de chineses devem ingressar na classe média no mesmo período.
  • Foco em inovação: A China está focando sua economia em novos fatores de crescimento, como inovação tecnológica, serviços e demanda interna. Talvez nem todos investidores saibam que há uma década atrás as exportações na China representavam 35% do PIB e hoje esse valor é apenas 18%. Ao invés de ser retratada como a fábrica do mundo, deverá ser vista daqui pra frente como um país de consumidores e inovadores globais.
  • Mercados mais acessíveis para investidores globais: Investidores globais agora podem acessar os mercados domésticos de renda variável e renda fixa da China.  Esses mercados oferecem potencial para maior retorno, renda e diversificação.

Conheça os fundos de investimento da gestora, especializados na região da Ásia:

Renda Variável

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.