Vieses comportamentais e os investimentos sistemáticos

Convidamos a Kadima, para falar sobre vieses comportamentais e como eles combinam com os investimentos sistemáticos.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail


Por Rodrigo Maranhão, sócio e gestor da Kadima Asset Management


Será que somos tão racionais quanto pensamos?

No mundo perfeito idealizado pela teoria econômica clássica, o ser humano é um agente totalmente racional, que sempre toma decisões “maximizando” a utilidade esperada. Contudo, qualquer pessoa com um mínimo de bom senso sabe que apesar de bonita, esta teoria não é muito aderente à realidade.

Em 1955, Herbert Simon cunhou o conceito de racionalidade limitada, que se refere justamente à busca por soluções que sejam boas o suficiente para resolver um problema, mas não obrigatoriamente ótimas. Hoje em dia entende-se que o ser humano toma suas decisões utilizando as chamadas heurísticas, que são simplificações que nos permitem escolher o que fazer quase de maneira automática. Um exemplo de heurística (fornecido pelo Andrew Lo, do MIT) é quando abrimos nosso guarda-roupa e, ao invés de avaliar todas as combinações possíveis de camisa, calça e sapato, decidimos entre um pequeno subconjunto de opções.

Apesar de práticas, as heurísticas muitas vezes nos levam a cometer erros de julgamentos, que nos levam a tomar decisões irracionais. Em alguns casos essas decisões irracionais ocorrem de forma repetida e previsível em determinadas circunstâncias. São os chamados vieses comportamentais (ou cognitivos).

Há muitas heurísticas e vieses documentados que influenciam inclusive nos investimentos. Por exemplo: a heurística de ancoragem é aquela tendência de as pessoas avaliarem um investimento em relação a um valor nominal previamente conhecido, que nem sempre tem relevância. O valor de uma ação, por exemplo, deveria refletir a expectativa futura de resultados trazidos a valor presente, mas não raramente as pessoas optam por comprar simplesmente porque o preço está X% abaixo de um preço que ela atingiu anteriormente.

Outros exemplos de heurísticas e vieses que podem atrapalhar os investidores: viés de aversão à perda, viés de enquadramento (“Framing”), excesso de confiança e lacuna de empatia quente-frio. Os vieses não se limitam a estes e, você pode encontrar vários materiais descrevendo-os (a CVM inclusive tem um material gratuito bastante completo sobre isso no site dela).

E como ficam os investimentos sistemáticos em relação a estes vieses?

De forma geral, os investimentos sistemáticos são uma boa forma de fugir de diversos destes erros. Ao sistematizar a tomada de decisões, conseguimos ter critérios objetivos, que deixam as emoções de lado. Ao fazer uma pesquisa de boa qualidade, o gestor quantitativo pode de fato criar o processo de investimento que mais se adeque aos riscos desejados.

Por exemplo: ele terá testado previamente a regra de stop-loss mais conveniente (evitando a falta de empatia quente-frio) e, como há uma automatização das execuções, evitará ficar tentado a não executar o stop no momento correto (como poderia ocorrer por conta da aversão à perda).

O gestor quantitativo pode ainda pesquisar modelos que se aproveitem dos vieses nos demais investidores. Por exemplo: a ancoragem leva ao chamado dividend-effect nos mercados, onde os preços das ações caem menos do que seria esperado no evento de pagamento de um dividendo por uma ação. O gestor quantitativo pode realizar um backtest pra verificar a veracidade deste efeito, decidir os melhores critérios de entrada e saída de posições e, automatizar as execuções para tentar obter ganhos em cima deste fenômeno.

Na Kadima a eficiência de alguns dos nossos algoritmos podem ser justificados (parcialmente) justamente pela existência de alguns dos vieses comportamentais. Todos nós somos seres humanos e, como tais estamos sujeitos às emoções e irracionalidades que descrevemos aqui neste pequeno texto. Por este motivo, nossa filosofia de investimentos é bastante ortodoxa no sentido de evitarmos ao máximo tomar decisões discricionárias, que podem ser afetadas por essas falhas de julgamentos. Somos uma gestora quantitativo tradicional e, como tais, optamos por investir usando mais dados e menos emoções.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.