Horizonte de investimentos – O que é o longo prazo para um multimercado?

Muito se fala do “longo prazo” na discussão sobre o período de investimento em um fundo multimercado, mas esse conceito pode parecer pouco objetivo, abrindo margem para diferentes interpretações e até mesmo podendo gerar frustrações para os investidores.

access_time 07/05/2019 - 19:52
format_align_left 3 minutos e 19 segundos de leitura

Muito se fala do “longo prazo” na discussão sobre o período de investimento em um fundo multimercado, mas esse conceito pode parecer pouco objetivo, abrindo margem para diferentes interpretações e até mesmo podendo gerar frustrações para os investidores. Afinal, o longo prazo corresponde a quanto tempo? Do ponto de vista de análise de fundos, seria inadequado tentar definir um prazo específico que servisse para a indústria inteira, dado que esse período de investimento depende da forma como a gestão de cada fundo é realizada e da estratégia de cada gestor. No entanto, é possível analisar dados históricos para verificar um tempo mínimo de permanência nos fundos acima do qual a probabilidade de o investidor obter retornos acima do CDI seria mais alta.

Com dados retirados da plataforma Economatica, esse estudo foi conduzido da seguinte forma: no conjunto formado pelas 15 maiores estratégias do Índice de Hedge Funds ANBIMA (IHFA) com mais de 36 meses de histórico, foi calculado o número percentual de janelas móveis de “X” meses (X variando entre 6, 12, 24 e 36 meses) que superam o retorno do CDI, ao longo dos últimos 5 anos (ou desde o início do fundo, caso o fundo fosse mais jovem). O resultado pode ser considerado como a probabilidade de o retorno superar o CDI, dada a permanência mínima de “X” meses no fundo. Por exemplo, se o percentual de janelas móveis de 6 meses é 70%, significa que, para 70% dos casos, o investidor que permaneceu pelo menos 6 meses no fundo superou o CDI. Observa-se que, à medida que o horizonte mínimo de permanência é ampliado, o percentual de janelas acima do CDI também aumenta significativamente. Para esse mesmo exemplo, o percentual de janelas móveis de 36 meses acima do CDI sairia de 70% para cerca de 97%, ou seja, para 97% dos casos, o investidor que permaneceu pelo menos 36 meses no fundo superou o CDI. O exercício foi feito também para valores de 115% CDI, 130% CDI e 140% CDI, todos com a data final de 14/05/2019. Confira os resultados médios:

Frequência de janelas móveis que superam o CDI ao longo do tempo

Com os resultados médios, fica perceptível que, quanto maior o período investido nos fundos, mais elevada é a probabilidade de o retorno superar o CDI. Além disso, é possível verificar que o período ideal de investimento deveria variar entre 24 e 36 meses, no mínimo.

Ainda que existam fundos com perfil mais dinâmico ou tático, com teses de investimento com maturação menor do que 6 meses, a ocorrência de períodos de perdas (“drawdowns”) pode ser bastante frequente, principalmente em fundos com alta volatilidade. Os investidores de fundos com essa característica que mantiverem suas aplicações pelo período mínimo adequado terão uma probabilidade alta de obter ganhos mais satisfatórios. Se investirem em janelas de tempo mais curtas (e inadequadas), no entanto, a probabilidade maior é que haja decepção com os resultados.

Confira o lista dos fundos envolvidos no estudo e a respectiva representatividade no IHFA:

Fonte: XP Investimentos / Economática




* Foi considerada o % total, incluindo fundos espelho.
Fonte: XP/ANBIMA

Disclaimer:

As informações contidas nessa mensagem têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Corretora de Seguros Ltda. e qualquer outra empresa do grupo XP se eximem de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. Leia o prospecto, o formulário de informações complementares, lâmina de informações essenciais e o regulamento, quando aplicável, do fundo antes de investir. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. Fundos de investimentos não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou do Fundo Garantidor De Créditos – FGC. Para avaliação da performance de um fundo de investimento, é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. As informações presentes neste material técnico são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido. Descrição do tipo ANBIMA disponível no formulário de informações complementares. Os produtos de seguros e previdência do grupo XP são comercializados pela XP Corretora De Seguros Ltda., com código SUSEP n° 10062846-8 e inscrita no CNPJ sob o n° 10.558.797/0001-09 (“XP SEGUROS”). Todos os produtos distribuídos pela XP Seguros proveem de seguradoras registradas na SUSEP. O segurado poderá consultar a situação cadastral desta corretora pelo site www.susep.gov.br, por meio do número de registro na SUSEP, razão social ou CNPJ. Os recursos dos planos de previdência são aplicados em fundos de investimento que não possuem garantia de rentabilidade podendo, inclusive, ter rentabilidade negativa. O registro do plano na SUSEP não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização esta instituição é aderente ao código ANBIMA de regulação e melhores práticas para atividade de distribuição de produtos de investimento no varejo. Os dados mencionados neste material foram extraídos de fonte externa e podem apresentar distorções, não se comprometendo a XP Seguros. Com a veracidade dessas informações. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações aqui veiculadas. O presente material não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito da XP Seguros. Para informações, ligue para 4003-3710 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-880-3710 (demais localidades). Para clientes no exterior o contato é 55-11-4935-2701. Para reclamações, utilize o SAC 0800 77 20202. E se não ficar estiver satisfeito com a solução, favor entrar em contato com a Ouvidoria: 0800 722 3710. Para deficientes auditivos ou de fala favor ligar para 0800 771 0101 (todas as localidades).