XP Expert

Rodrigo Maia e a Bolsa no Brasil: Segundo dia da Expert 2019

Presidente da Câmara dos Deputados foi destaque no maior evento de investimentos do mundo, enquanto gestores reforçaram a Bolsa como melhor opção do momento.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

No segundo dia da Expert, tivemos o excelentíssimo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reforçando seu comprometimento com a agenda de reformas no Brasil, enfatizando o foco em acelerar ao máximo a aprovação da reforma da previdência na Câmara, e com muito a ser feito depois.

“Estou confiante em aprovar em dois turnos até o dia 17.” O que seria muito bem recebido pelo mercado.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados.

Tivemos também uma série de painéis com gestores de fundos de ações, que foram praticamente unânimes em reforçar que nesse ambiente de reformas no Brasil, a Bolsa é o melhor ativo para se investir, o que nós concordamos!

Por último, em um painel bastante informal, grandes nomes do empresariado brasileiro focaram na agenda econômica e política do Brasil. Destaque especial para o Secretário de Desestatização, Salim Mattar, que reforçou que a agenda de privatização do Governo seguirá a todo vapor.

Mattar foi nominal ao atacar o principal problema da economia brasileira: “governo grande, carga tributária alta e burocracia excessiva”.

Assim, reforçou que seu compromisso principal é fomentar um ambiente de negócios próspero para que as novas gerações empreendedoras possam gerar riqueza para o país.

Confira os principais destaques do segundo dia da Expert 2019

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados.

O líder da Câmara trouxe dois grandes destaques para a Expert 2019. Primeiro, a Reforma da Previdência e os passos até sua aprovação. O segundo os passos após a Previdência.

Reforma da Previdência

Ao abordar o tema, ele destacou pragmatismo em aprovar o que é possível, mostrando satisfação com uma proposta que deve chegar à plenária próxima a R$ 1 trilhão (a grosso modo, o dobro do que estava em pauta no fim do governo Temer).

Além disso, demonstrou clara urgência em relação à aprovação do calendário. A vontade do presidente da Câmara é de aprovar a Reforma da Previdência antes do recesso do dia 17, o que seria muito bem recebido pelo mercado.

Em relação à inclusão de Estados e municípios, afirmou que foi tentado ao máximo incluir todos. Porém, sem o apoio de todos os governadores, Maia acredita ser improvável a inclusão nesse estágio da aprovação.

O Brasil após a Previdência

Ao abordar a agenda após a Reforma, destacou que trabalha com dois eixos de prioridade:

  1. Atuar em todas as pautas que reduzam gastos públicos;
  2. Focar em pautas que aumentem a segurança jurídica para o investidor.

Maia ainda garantiu compromisso com a reforma política e mencionou que está endereçando a reforma administrativa da Câmara.

Bolsa: O que os maiores gestores de fundos estão pensando

Durante a Expert, diversos gestores de fundos de renda variável compartilharam sua visão otimista para o momento atual, destacando Bolsa como o melhor ativo do Brasil. Abaixo os principais destaques:

Reforma da Previdência e a Economia

A Reforma da Previdência é a condição necessária para o aumento de confiança no Brasil, que por sua vez destravará o ciclo de crescimento econômico.

A Reforma vem avançando mais rápido e com uma economia maior do que a esperada. Mas a falta de articulação política ainda preocupa.

Após o aumento da confiança, a segunda onda será o aumento de investimentos e consumo.

Momento da Bolsa

Com as empresas trabalhando nos níveis mínimos de utilização de capacidade, elas deverão se beneficiar de forte alavancagem operacional.

Ou seja, com as vendas acelerando, os custos fixos serão diluídos e os lucros crescerão em um ritmo mais alto que as vendas.

A alavancagem financeira, por conta de juros mais baixos por mais tempo, deve ser o segundo fator determinante para a Bolsa. Esse processo já está em curso.

A expectativa é de um crescimento de 15-20% dos lucros das empresas em 2019, mesmo com a baixa atividade econômica atual, podendo superar os 20% em 2020 e se manter acima da média por alguns anos subsequentes.

Investimentos em Bolsa

Com juros mais baixos por mais tempo, uma porcentagem maior dos ativos dos fundos deverá ser investido na Bolsa (quando comparado a renda fixa), enquanto que as pessoas físicas também devem aumentar sua exposição a Bolsa.

Uma combinação importante de fluxo potencial para vir para a Bolsa.

A recompra de ações por parte das empresas deve ganhar força ao longo dos próximos anos, assim como aconteceu nos últimos anos nos EUA, com baixo endividamento e lucros crescentes.

Quando olhamos para o mundo, poucos países tem uma história de juro caindo e crescimento acelerando como o Brasil. Após a reforma, o país deve ficar atrativo aos olhos dos investidores globais.

Importante o fato de termos voltado a falar ao longo do último mês de cortes de juros no mundo. Países emergentes ganham destacam nesse cenário, e o Brasil se beneficia.

Em quais empresas investir

Este é o momento mais favorável para se investir em estatais em vários anos, não só em casos de potenciais privatizações, mas por melhorias operacionais também.

É importante monitorar casos em que empresas desenvolvem novos negócios e novas fontes de lucro, que ainda não estão precificadas. Destaque para novas tecnologias ou linhas de negócio que derivam delas (como e-wallets, carteiras digitais).

Empresas cíclicas domésticas serão beneficiadas. Histórias de dividendos em um contexto de queda de juros também.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.