XP Expert

Perspectivas e o futuro do mercado de capitais no Brasil

Na Expert 2020 Gilson Finkelsztain, Henrique Bredda e Ana Carla Abrão falaram de uma perspectiva otimista para renda variável até os fundamentos que fazem que a bolsa de valores se descole da economia real.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Para falar sobre as perspectivas e o futuro do mercado de capitais no Brasil, tivemos neste quarto dia de expert a presença de Gilson Finkelsztain, CEO da B3, Henrique Bredda, portfolio manager da Alaska Asset Management, e Ana Carla Abrão, market leader da Oliver Wyman e conselheira da B3.

Os painelistas abordaram desde uma perspectiva otimista para renda variável até os fundamentos que fazem que a bolsa se descole da economia real, mas deram grande destaque para as medidas que podem realmente impulsionar o Brasil. Reformas, gravidade da situação fiscal e um pedido de socorro pelo fim da desburocratização, liberdade econômica e empreendedorismo foram pontos chaves da conversa com os líderes entrevistados no terceiro dia da Expert 2020.

Mais otimistas com a alocação em renda variável. Vivíamos um país onde a alta taxa de juros fazia com que o Brasil fosse um país “anormal”. Impulsionado pela baixa taxa de juros, os painelistas estavam otimistas que investidores serão obrigados a se sofisticar e tomar risco para melhorar retorno. Estão também otimistas com essa nova geração de jovens investidores que começam a poupar e diversificar mais cedo (“fator XP”), como demonstrado pela demografia e número de novos investidores da bolsa.

Economia vs. Bolsa. Henrique Bredda destacou que na bolsa temos a elite das empresas brasileiras que inclusive podem se beneficiar no pós-crise de um ganho de market share, o que explica parcialmente a diferença entre o que está acontecendo com a economia e as expectativas de mercado. Além disso, o mercado costuma antecipar a economia e não como ela está, o que dá fundamento para a bolsa ir bem mesmo se a economia, no momento, estiver indo mal.

Reformas devem ajudar. Desde as reformas já aprovadas, como a reforma trabalhista, a das estatais, previdência, até as reformas a virem, temos oportunidades de alavancar o Brasil no longo prazo. Nossos painelistas acreditam que essa agenda deve impulsionar o número de empresas brasileiras que querem investir e podem se financiar através da entrada na bolsa de valores.

Mas acreditam que o problema fiscal ainda é grave. Reforma da previdência ajudou, mas o custo da máquina pública possui um impacto grande e negativo na economia que só pode ser tratado com uma boa reforma administrativa. Nossos painelistas lembraram que a discussão também deve ser tratado a nível estadual e isso gera complexidade. Mas destacaram que, sem resolver esses pontos, o cenário ainda é negativo. Por fim, destacaram que até mesmo a recuperação da economia (se em “V” ou não) pode depender da resposta do governo a essa agenda reformas, uma vez que a questão fiscal poderá determinar nossa capacidade de crescimento.

Por fim, uma esperança pela desburocratização, liberdade econômica e empreendedorismo. Nossos painelistas destacaram a estrutura atual como sendo perversa no orçamento público, e que o estado precisa ser eficiente para gerar um país melhor e com oportunidades mais equilibradas. O consenso parece ser de que, enquanto o orçamento público estiver capturado por grupos de interesse em vez de grandes temas como educação de qualidade e segurança pública, essa missão será difícil.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.