XP Expert

“Quem faz o Brasil acontecer são os empreendedores”, diz Guilherme Benchimol

Com a intermediação da jornalista e escritora Cristiane Correa, Carlos Alberto Sicupira, Guilherme Benchimol, Fabricio Bloisi e Pedro Franceschi discutiram sobre o futuro do Brasil em painel da Expert 2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Por que buscar o contato com pessoas de diferentes gerações?

Para a geração mais antiga, uma boa forma de se atualizar é aprendendo com quem está participando do novo. Na outra ponta, para a geração mais nova, cercar-se de pessoas que já erraram e já aprenderam economiza muito tempo – o jeito mais fácil de aprender é conversar com quem já passou pelo que você vai passar.

Gerações de empresários visionários se encontraram hoje no painel “Transformando o Futuro do Brasil”, o primeiro desta quarta-feira, 3, na Expert 2022. Com a intermediação da jornalista e escritora Cristiane Correa, quatro feras se reuniram no palco: Carlos Alberto Sicupira, fundador da 3G Capital, Guilherme Benchimol, fundador e presidente do conselho do grupo XP Inc., Fabricio Bloisi, presidente do iFood, e Pedro Franceschi, cofundador e co-CEO da Brex.

“A minha grande inspiração foi justamente a história do Beto, contado no livro da Cris. Eu pensei: se eles fizeram dá para fazer também!”, afirmou Bloisi, referindo-se a Carlos Alberto Sicupira.

Na visão de Benchimol, existe muita assimetria de informação no mercado, em diferentes temas, então estar perto de gente que já fez a coisa acontecer faz toda a diferença. Segundo ele, às vezes é um detalhe que faz toda a diferença e muda a sua trajetória. “Sempre dá para tirar coisa boa das conversas.”

Cristiane Correa, Guilherme Benchimol, Fabricio Bloisi, Pedro Franceschi e Carlos Alberto Sicupira em painel da Expert XP 2022
Cristiane Correa, Guilherme Benchimol, Fabricio Bloisi, Pedro Franceschi e Carlos Alberto Sicupira na Expert XP 2022. Crédito: Divulgação/ Marco Pinto

Manter a “fome” de fazer acontecer

Como sustentar uma cultura de startups em empresas que já estão longe de serem startups? Nesse tema, Guilherme Benchimol vai direto ao ponto: a empresa que fica grande demais corre o risco de não ter ownership: “Ninguém sabe quem faz o que e, no final, tudo se perde”. De acordo com ele, é preciso ter os líderes certos, alinhados dos com o mindset da empresa, com os valores certos.

Benchimol destaca que é importante ter agilidade e que todo mundo sinta que pode fazer diferença. Isso engaja e conecta.

Sicupira explicou: nada impede que você tenha uma empresa grande, mas com cultura de dono e atitude de startup. “É preciso manter a humildade para saber o que você precisa de novo e o que você não sabe. A XP é um bom exemplo disso, ela é administrada como um negócio pequeno, e de dono”, afirmou.

Como saber a hora de passar o bastão?

Segundo os empresários, temos que pensar o que é melhor para o negócio. O que vale são as coisas novas! E para isso, a fila tem que andar. Os líderes têm que procurar ter uma estrutura de sucessão, alguém melhor para todos os cargos da empresa.

Benchimol, que deixou o cargo de CEO na XP recentemente, após 20 anos, disse que na vida de um CEO existem ” rituais”, e que alguns deles não necessariamente mexem o ponteiro. “Existe uma agenda comercial intensa, fora o acompanhamento do dia a dia. Com isso, estava cada vez menos focado no que mais importa: as pessoas!”

Saúde Mental: como lidar com o estresse e a pressão?

O trabalho tem uma carga emocional muito forte, segundo os empresários. Franceschi destacou que a rotina de um empreendedor é parecida com a de um atleta, e por isso ele precisa ter hábitos que o permita ter uma boa condição mental. Isso ajuda a dar condições para alcançar a sua melhor performance.

E o que falta para o Brasil ser o país do futuro?

De acordo com Sicupira, o problema do país continua o mesmo: “A gente não tem oportunidades iguais para todo mundo. A capacidade de aproveitar as oportunidades vem da educação. Precisamos de acesso a educação para ser o país do futuro!”

Além de concordar com o importante papel da educação para o futuro do país, Benchimol lembrou das oportunidades geradas pelos empreendedores brasileiros. “Quem faz o Brasil acontecer são os empreendedores”, disse. Segundo ele, educação, empreendedorismo e uma cultura de excelência são os fatores principais no processo de desenvolvimento.

Franceschi reforçou: “Você ter algumas referências que formam pessoas melhores gera um efeito de juros compostos. Ao longo do tempo, elas constroem mais empresas e formam mais pessoas”.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.