XP Expert

Gestores debatem setores financeiro e varejista em painel do Stock Pickers

Dahlia, Occam e XP Asset representadas na abertura do quarto dia da Expert XP 2020

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Preço, qualidade, ambiente macro e assimetrias foram os grandes temas do primeiro painel do quarto dia de Expert XP 2020, que contou com a presença dos gestores Sara Delfim, da Dahlia Capital, Carlos Eduardo Rocha (o Duda), da OCCAM e Marcos Peixoto, da XP Asset, com apresentação de Thiago Salomão e Renato Santiago, do Stock Pickers.

Para começo de conversa, eles revelaram partes de suas estratégias de gestão à frente dos fundos que tocam. Na Dahlia, o foco é combinar ambiente macro global ao micro assimétrico: “é como se o Warren Buffett encontrasse o George Soros”, disse Sara.

Já Peixoto se define como um gestor “sem preconceitos e que me adapto às condições de mercado”. Na gestora da XP, preço importa: “minha forma de gestão é ter um preço para comprar e um para vender. Vou olhar tudo e quantificar se está caro ou barato”.

Por sua vez, a Occam tem um estilo de gestão com “foco no simples e essencial, buscando gerar alfa [ganho superior ao mercado] em qualquer cenário”. A filosofia da empresa é só investir em ativos com histórico de crescimento de geração de caixa acima de 10% e retorno acima de 15%, além de gestores exemplares.

Bancos: comprar ou passar longe?

Os gestores discordaram sobre a tese do setor bancário no país. Duda e Sara preferem ficar longe das ações de grandes instituições financeiras, considerando um cenário desafiador pela frente, com a transformação digital no setor e novos competidores.

Para Peixoto, o momento é oportuno, justamente pelo preço atual. “Sou cético com bancos, sei que ainda vão sofrer muito, mas o Banco do Brasil, por exemplo, está negociando abaixo do valor patrimonial”, cita. Ele defende que os fundamentos mais que compensam a compra neste momento em específico, mesmo considerando os riscos de disrupção e a possibilidade de novos tributos – que devem cair no bolso dos clientes.

E-commerce: Magazine Luiza ou B2W?

O Magazine Luiza trouxe retornos impressionantes aos acionistas nos últimos anos. No painel, a dúvida foi: continuar apostando na empresa da família Trajano ou migrar para outro papel de e-commerce?

Para Peixoto, chegou a hora de apostar no “patinho feio” B2W que, de dois anos para cá, atingiu outro patamar em gestão e capilaridade.

Sara e Duda estão comprados em MGLU3. Para a Dahlia, a decisão se baseia na simplicidade da estrutura da companhia: “é uma única empresa. Na B2W, a Lojas Americanas é acionista, ambos têm participação na Ame Digital. Tenho dificuldade em compreender se a divisão dos economics é justa”, explica. Já a OCCAM avalia que ainda há frutos a colher para o Magalu como companhia que concebeu a omnicanalidade e o mindset tecnológico no varejo do país.

Otimismo

Os três gestores têm menos posições vendidas do que sua média histórica atualmente, o que indica otimismo com as bolsas.As proteções estão mais focadas em moedas, ouro e ativos com muita liquidez.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.