XP Expert

Expert XP 2021: Transição da economia real para economia digital

Neste painel, Jeremy Gleeson, gestor de ativos de Estratégia para a Economia Digital, Eunhak Bae, gestora da Wellington e Fabiano Cintra, responsável por Fundos Internacionais da XP discutem sobre a transição da economia real para a digital.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

No palco Investimentos, Jeremy Gleeson, gestor de ativos de Estratégia para a Economia Digital, Eunhak Bae, diretora de gerenciamento sênior, sócia e analista da indústria global da Wellington, uma das mais renomadas gestoras independentes do Mundo e Fabiano Cintra, responsável por Fundos Internacionais da XP Investimentos, discutem sobre a transição da economia real para a economia digital. No painel, fica claro que a essa transição foi potencializada pela pandemia, mas que ainda tem muito à acontecer com o avanço da tecnologia.

Conheça o Expert Pass XP, tudo sobre investimento em um só lugar com a visão dos maiores Experts do mercado. Retire agora o seu voucher de 30 dias grátis.

Neste painel, mediado por Fabiano Cintra, foi discutido a transição da economia real para a digita. Confira abaixo os principais insights desta conversa:

Economia digital como uma tendência global

Eunhak Bae inicia explicando que a economia digital é guiada por tecnologias atuais de mais alto impacto, como o blockchain e computação em núvem. Ela afirma que pode-se considerar uma tendência pois a cada dia, a internet tem sido utilizada por mais pessoas e este novo comportamento tem impulsionado os serviços digitais. Porém, salienta que a transformação pode trazer riscos, como a questão da segurança de dados, à medida que as pessoas se encontram cada vez mais conectadas no mundo digital. Jeremy Gleenson acrescenta que a economia digital está cada dia mais presente na vida dos cidadãos para conectar usuários globalmente. E isso tem um grande impacto na economia, dado que consumidores e empresas podem se beneficiar das ferramentas tecnológicas.

Os participantes também mencionaram que as tecnologias fundamentais que estão permitindo essa transição de mundo são: os semicondutores e computação em nuvem. No caso do primeiro, Eunhak relembra que essas mini ferramentas estão disponíveis em importantes coisas que utilizamos em nosso dia-a-dia, tais como, o celular, computador e até mesmo nos carros mais modernos. Porém, destaca também sobre os desafios à serem enfrentados, um deles é a desbancarização da população e falta de acesso à internet. No mundo de hoje, ainda existe muita desigualdade econômica, bem como, ainda há uma barreira por parte de algumas pessoas para adentrar nesse mundo digital e usufruir dos benefícios que disponibiliza.

Além disso, um outro tópico mencionado é se existe alguma tecnologia sub-estimada nesse mundo de transição. Quando Fabiano questiona os participantes, Jeremy logo afirma a tecnologia 5g. Segundo ele, as pessoas possuem um pensamento: para que eu vou precisar de uma nova tecnologia se a 4g funciona? Qual o benefício da 5g? Ele conclui afirmando que a novidade possibilitará uma maior rapidez ao uso da internet, beneficiando até a Internet das Coisas. Além disso, Eunhak adiciona que a 5g pode possibilitar um maior consumo digital em tempo real, e também pode ser mais uma descontinuidade tecnológica. Ela cita, inclusive, a história da Apple, que ao lançar o seu primeiro smartphone, criou um novo padrão de tecnologia, desafiando outras companhias e mudando o futuro da sociedade.

O que esperar para os próximos 5 à 10 anos

Meta-verso, sem hesitar, essa foi a primeira palavra mencionada por Eunhak. Segundo ela, tudo o que é possível realizar no mundo físico, será possível fazer no mundo digital. A gestora inclusive, menciona o desenvolvimento do jogo Fortnite, que antes tinha poucas funcionalidades, e hoje é super conectado com outras plataformas e também oferece uma vida real ao personagem, até mesmo shows.

Para Jeremy Gleenson, as machine-learnings (máquinas inteligentes) dominarão o futuro. Embora a computação em nuvem tenha recursos fantásticos, o gestor afirma que o desenvolvimento da tecnologia proporcionará um crescimento para as companhias, que poderão adquirir de forma mais acessível máquinas mais potentes, inteligentes e mais rápidas.

Pontos-chaves para os investidores

Jeremy inicia afirmando que os eventos da pandemia que trouzeram essa tranformação rápida que estamos vivendo, já iniciou antes mesmo de 2020, a pandemia foi apenas uma impulsionadora desses eventos. Ele recomenda que as companhias e os investidores que mergulharem no mundo tech, terão liderança em seus setoresm poderão estabelecer uma presença maior junto aos clientes, atrair novos leads, e ressalta que, companhias que não tiverem uma estratégia digital poderão perder participação no mercado.

A transformação digital que estamos vivendo teve início antes de 2020, a pandemia apenas impulsionou isso.

Jeremy Gleeson, Portfólio manager of the Digital Economy Strategy

Eunhak, sócia da gestora Wellington, afirma que o setor de tecnologia foi um dos que mais performaram nos últimos 8 anos, junto com múltiplos de ganho que cresceram de forma positiva, e dessa forma, espera-se que o setor seja o que mais criará valor aos investimentos. Porém, Eunhak conclui que é de extrema importância que os investidores mirem no longo prazo, dado a volatilidade à que o setor está exposto, mas também ressalta que prevê grandes ganhos aos investidores que miram no futuro quando falamos em transição para o mundo da tecnologia.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.