XP Expert

Expert XP 2021: Os rumos da Economia Brasileira

No primeiro dia da Expert 2021, Caio Megale recebeu Elena Landau e Ana Carla Abrão para discutir rumos da economia brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

No primeiro dia da Expert 2021, Caio Megale recebeu Elena Landau e Ana Carla Abrão para discutir rumos da economia brasileira. Para as economistas, o desarranjo no arcabouço fiscal é o principal desafio para a economia à frente.

Conheça o Expert Pass XP, tudo sobre investimento em um só lugar com a visão dos maiores Experts do mercado. Retire agora o seu voucher de 30 dias grátis.

É hora de transformar o serviço público brasileiro

Passado pouco mais de um ano do início da pandemia, as economistas consideram que os programas de auxílio foram inevitáveis, tendo sido implementados ao redor do mundo. Porém não precisam significar a volta de um Estado demasiadamente grande. Para elas, agora é hora de voltar a focarmos em serviços essenciais eficientes e começar uma transformação no serviço público brasileiro – o que inclui, mas vai além da reforma administrativa.

Ana Carla Abrão citou a dificuldade por começar o processo de mudança no serviço público por meio de uma emenda constitucional, como é o atual texto da reforma administrativa. Isso porque o longo processo de tramitação pode dar espaço a interesses corporativistas. Para isso, entende ser importante um conjunto de mudanças em leis infraconstitucionais primeiro. A economista também afirmou ainda que vê como risco os reajustes dos salários de servidores no próximo ano, após descongelamento por motivo da pandemia. Não avalia também que congelamento de salários e pausa nos concursos seja uma boa alterativa à mudanças mais profundas na estrutura do serviço público, por não enfrentar a raiz dos problemas do setor e atacar apenas o curto prazo.

Abertura comercial

Elena Landau abordou também a questão da abertura comercial brasileira. Criticou o dito discurso nacional-desenvolvimentista, que alega que não estaríamos prontos para abrir a economia – a que chamou de ‘síndrome de Peter Pan’ da indústria nacional.

Nesse sentido, Elena concorda que a abertura comercial está entre as reformas fundamentais para o desenvolvimento de longo prazo e completa: Economia aberta pode tender a resolver a questões como falta de competitividade e complexidade econômica. Além disso, defendeu a importância de investimentos (em especial em educação) para o aumento da produtividade brasileira.

Pacto Federativo

O Pacto federativo também foi pauta desta conversa. Para Ana Carla, a questão é complexa em diversos níveis, e esbarra em outras questões, como a reforma tributária. Por isso, é necessário “arrumar a casa antes de avançar nessa direção”, sendo a reforma tributária primeiro passo para o rearranjo.

Deste modo, defenderam que os dois principais objetivos deveriam ser: a resolução de problemas da regressividade, e a diminuição da complexidade, como na proposta de autoria de Bernard Appy, em tramitação na Câmara por meio da PEC 45. Outro ponto reforçado por Elena foi a necessidade de focar em uma agenda tributária clara, para permitir o avanço do debate público.

O gigantismo do Estado não é a solução

As economistas concluíram afirmando que “o gigantismo do Estado não é a solução”, e ressaltaram a importância da recuperação da credibilidade política no país. Por fim, defenderam que o brasileiro é resiliente, e que a esperança vem da organização e reação à questões urgentes.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.