XP Expert

Expert XP 2021: Fundos long biased, Bolsa com seguro?

Conheça a classe dos fundos de ações long biased e como os gestores dessa estratégia estão posicionados

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Em painel da Expert XP 2021, Sara Delfim, Bruno Garcia e Fabiano Custódio – gestores, respectivamente, da Dahlia Capital, Truxt Investimentos e Miles Capital – abordam suas estratégias de gestão em fundos de investimento em renda variável long biased.

Confira a seguir alguns dos principais destaques do painel.

Assine já o Expert Pass

O que são fundos long biased?

Para Sara Delfim, da Dahlia, o investidor que toma risco, investindo em ações por exemplo, é remunerado devidamente no longo prazo, mas é importante buscar proteção dos soluços de curto prazo da bolsa. E aí surgem os fundos long biased – são fundos que investem majoritariamente em ações, mas possuem a flexibilidade para carregar proteções para o portfólio.

Bruno Garcia, da Truxt, explica que, para que o investidor se sinta mais confortável em investir em um produto de alta volatilidade, os fundos long biased são uma alternativa interessante, uma vez que possuem uma estratégia mais flexível, se comparado aos fundos de ações long only, isto é, que só montam posições compradas na bolsa.

Na Miles, Fabiano Custódio conta que o fundo long biased é um investimento na bolsa com proteção, e sua gestora busca ter uma carteira diversificada, com volatilidade controlada e podendo investir fora do Brasil. A proteção de capital para o investidor é regra número 1.

Sentimento com o mercado de ações hoje

A Dahlia Capital está otimista e apresenta hoje, em seus fundos, exposição comprada em ações em nível acima do que considera o neutro. Sara explica que três pontos chamam a atenção: (i) a economia dos EUA apresenta números muito sólidos para a recuperação econômica, (ii) os resultados de companhias brasileiras surpreenderam positivamente no segundo trimestre de 2021, fora o fato de que muitas delas se fortaleceram ao longo da pandemia, e (iii) há riscos importantes a se monitorar: possível racionamento de energia no Brasil, eleições, variante Delta, inflação no mundo.

Na Truxt, Garcia explica que o Brasil precisa ser avaliado em contexto global – o qual é favorável – mas no mercado local é preciso monitorar a questão fiscal do país, a evolução da recuperação econômica após a pandemia, fora questões estruturais de longo prazo. Assim, estão otimistas com as ações no exterior e carregam proteções, como no mercado de opções, posições a favor de alta dos juros americanos, além de estarem variando taticamente a exposição total do fundo em ações.

Segundo Fabiano, a Miles Capital possui visão relativamente negativa para Brasil, mas tem a liberdade de operar no exterior e tem explorado essa parcela. Comparado à variação histórica da exposição em ações, conta que, no Brasil, o fundo está no intervalo mínimo de exposição em ações e, no exterior, no intervalo máximo.

Ações de alta convicção

Sara destaca o tema da transição da matriz energética para fontes de energia limpa e perene como uma tese estrutural de alta convicção na Dahlia. Nesse contexto, o metal vanádio se destaca como uma alternativa para o armazenamento de energia limpa em grande escala. A gestora tem estudado bastante o tema e apontou a ação da empresa canadense Largo Resources.

Coincidência ou não, Garcia destaca a ação da própria XP e aponta diversos fatores para a alta convição da Truxt: momento estrutural muito oportuno na indústria, tese passa pela democratização dos investimentos dos brasileiros – o que pode ser chamado de financial deepening – em que as pessoas se preocupam mais com os investimentos. A empresa possui um modelo de negócio eficiente, com mercado potencial muito amplo e está passando por um processo brilhante de criação de um Banco Digital, de maneira que os clientes possam trazer a totalidade de seus recursos para a conta na XP.

Na Miles, Fabiano cita a ação de Intelbras como posição de alta convicção, uma empresa fabricante de produtos e soluções em Energia, Comunicação e Segurança. A empresa fez o seu IPO recentemente, em meio a uma “onda” de IPOs na bolsa brasileira, de modo que muitos gestores podem não ter acompanhado o papel profudamente. Embora a ação tenha valorizado bastante, Fabiano acredita que o potencial de crescimento é muito grande para a empresa, que tem mantido resultados sólidos e consistentes historicamente.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.