XP Expert

“Estrangeiros estão avaliando a estabilidade política no Brasil”, diz especialista

Rachel Sá, economista da XP, e Fernando Ferreira, estrategista-chefe e head do Research da XP, receberam nesta quinta-feira Robert Wood, analista de mercado da The Economist Intelligence.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Como o mundo enxerga o Brasil de hoje? Com esse tema no centro da discussão, Rachel Sá, economista da XP, e Fernando Ferreira, estrategista-chefe e head do Research da XP, receberam nesta quinta-feira Robert Wood, analista de mercado da The Economist Intelligence.

“Os investidores estão avaliando a estabilidade e eficácia do ambiente político brasileiro”, disse Wood, resumindo o teor de todo o encontro.

No curto prazo, de acordo com o analista, os investidores estrangeiros estão monitorando a evolução da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

“Claramente o foco agora está no coronavírus e como o governo federal está lidando com isso. E como está impactando a economia brasileira como um todo. Mas a pandemia ainda vai durar muito não só no Brasil como no mundo todo”, acredita.

“Por enquanto as empresas que queiram investir no Brasil continuaram à margem, olhando de fora”, completou.

A revista The Economist, fundada em 1843, conta com a unidade de análise de mercados em que Robert Wood atua, e que é responsável pela revisão de cenários e projeções, por exemplo.

“No começo da crise, revisamos em 5% para baixo o PIB brasileiro, e agora revisamos para uma contração na faixa de 7,5% para este ano. É uma retração significativa para o Brasil. No México e na Argentina vemos uma contração ainda mais profunda.”

Ao considerar o momento em que os estrangeiros olharão par ao Brasil, Wood prevê que, neste momento, os olhos estão em seus balanços. “É um ano de baque forte para todos. As empresas vão olhar para seus balanços, sua saúde financeira, e aí passar a buscar os melhores lugares para investir. Se você olhar para o mercado de ações brasileiro, e comparar com os EUA, vê aquele formato de V e uma recuperação nos EUA. Algumas empresas estão indo bem no Brasil, mas como um todo a Bolsa ainda não”.

Outro assunto aprofundado pelo analista foi a questão do investimentos focados em sustentabilidade, o que pode atrasar a volta de investidores estrangeiros em função dos desmatamentos recentes na Amazônia.

“A questão da Amazônia, que veio à tona recentemente, também é algo sensível para os investidores de países ocidentais. Os investidores estão avaliando a estabilidade e eficácia do ambiente político brasileiro. O universo dos investimentos está prestando muito mais atenção na questão da preservação ambiental, e isso tem tudo a ver com o que falamos sobre o ambiente atual no Brasil e a própria Amazônia. Todos prestam a atenção na taxa de desmatamento comparando com as de 2019, por exemplo, e o ambiente político estável ajuda”.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.