XP Expert

Diversidade somos todos nós

Um painel para encarar a missão de discutir e democratizar conhecimentos e experiências sobre tecnologia, sustentabilidade e resiliência do mundo corporativo acerca do tema Diversidade & Inclusão

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Mafoane Odara é a líder de Recursos Humanos LATAM do Facebook, graduada e mestra em psicologia social pela USP, especialista em direitos humanos, redução de desigualdades de gênero e raça no mundo corporativo e setor público. 

Maitê Schneider é cofundadora da TransEmpregos, TEDx Speaker, formada em Artes Cênicas e com MBA em Inovação, Gestão Estratégica e Conhecimento, além de Embaixadora da Rede Mulher Empreendedora e Top Voice do Linkedin. 

Thienne Czizeweski é HR Product Manager e líder no grupo MLHR3 na XP Inc, formada na Universidade Federal de Santa Catarina, é especialista em estratégias pontuais e projetos escaláveis sobre diversidade no mundo corporativo. 

Em poucas palavras…

O debate no palco “ESG & Tecnologia” com grandes referências no assunto Diversidade e Inclusão encarou a missão de discutir e democratizar conhecimentos e experiências sobre tecnologia, sustentabilidade e resiliência do mundo corporativo acerca do tema. As convidadas Maitê Schneider e Mafoane Odara, que vivem e lideram o tópico no dia a dia em seus ambientes, integraram o trio com Thienne Czizeweski (Product Manager da XP Inc.) para ensinar e inspirar a todos e todas a quebrar as barreiras da atualidade, simplificando caminhos, e com foco no senso de humanidade. “Minha missão é reduzir desigualdades, especialmente de gênero e raça […] Ampliar a equidade principalmente nos espaços de liderança” compartilha Mafoane Odara com o público. “Todo mundo tem a ver com diversidade”(…) “diversidade somos todos nós e diversidade é a nossa maior igualdade enquanto humanidade” completa Maitê Schneider. 

Assine já o Expert Pass

O futuro do trabalho é diversidade

Mafoane trouxe uma perspectiva essencial quando o assunto é o futuro do trabalho. As transformações dos últimos anos foram aceleradas pela pandemia, trazendo tanto oportunidades, quanto obstáculos, e dando uma visão plena sobre quais barreiras tecnológicas nos ajudarão a avançar – com foco na autonomia para reduzir as desigualdades e a ampliação da cultura do significado a partir do propósito pessoal. 

A respeito dos obstáculos a serem ultrapassados em curto prazo, tem-se o seguinte:

(i) Construir políticas internas sustentáveis para gerar coerência interna e externa, dando estrutura para o tema de diversidade e inclusão;

(ii) Gerar segurança emocional para garantir a inclusão das pessoas – Segurança inegociável quando se trata de autenticidade, inclusão e compreensão do processo de aprendizado de cada pessoa;

(iii)  Compreender que a diversidade é parte do desenvolvimento das habilidades do futuro em uma relação de ganha-ganha:  Se você garante a inteligência emocional e flexibilidade, a consequência será uma performance melhor – tanto em resultados financeiros quanto em inovação. 

Outra questão presente é sobre o futuro da tecnologia. Em um mar de informações, ensinar as pessoas a terem senso crítico sobre o que leem formam a habilidade de diferenciar conhecimento de informação, e consequentemente ter uma visão mais fidedigna do mundo.  

Qual o papel do indivíduo fora do recorte considerado diverso nessa transformação? 

O ponto central da conversa é o seguinte: indivíduos que não se reconhecem parte da transformação, não geram transformação. Independente de pertencer ou não aos recortes de diversidade, é papel do indivíduo transformar a cultura para que ela seja catalisadora do potencial de todos. É sobre a intenção real de cada ação, para que a exclusão seja ocupada pela inclusão em todas as esferas: “não basta não ser racista, precisamos ser antirracismo”, completa Mafoane Odara. Para isso, o diálogo é de suma importância, pois assim é possível entender de onde a pessoa está partindo e para onde deseja ir, para assim auxiliar na evolução, da melhor maneira possível: “e se a pessoa não quiser dançar? E se a pessoa só quiser conversar?”, provoca Mafoane. 

Maitê Schneider

“Não existe cartilha – leia sobre todos os assuntos”

E por que são os indivíduos os protagonistas dessa transformação? Pois são eles as engrenagens de todo negócio: “qualquer negócio é sempre B2B, é gente para gente” responde Maitê. 

Evolução e próximos passos  

Tivemos evoluções consideráveis de 2020 para 2021. As empresas estão buscando implementar em seu ecossistema, e mais do que isso, entender a importância e a riqueza da diversidade. Mas, como afirma Maitê Schneider, ainda estamos em uma longa jornada, com muitas barreiras a serem vencidas. Maitê também ressalta que não podemos esquecer da inclusão ao tratar do tema, para garantir o espaço, o respeito, e a atenção à diversidade: “Diversidade e inclusão são diferentes, mas devem andar sempre juntos. A diversidade não se sustenta sem inclusão”. Mafoane concorda, e adiciona que “a responsabilidade na transformação é das pessoas. Se as pessoas não se entenderem como parte do que queremos construir, não dará certo”.  

Para o futuro, temos que pensar em representatividade e equidade. A diversidade deverá estar presente nos espaços que devem ser repletos de respeito, confiança e diálogo. É certo que as empresas que não olham para diversidade, equidade e inclusão como parte central da estratégia, não sobreviverão. 

Maitê Schneider

“A revolução é preta, travesti, PCD, é imigrante, tem mais de 50 anos, periférica, a gente sabe quem é.”  
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.