XP Expert

Euro digital poderá chegar em 2026 – Radar Criptomoedas

Cloudfare anuncia suporte ao Ethereum, NFTs no Spotify e euro digital pode ser desenvolvido dentro dos próximos quatro anos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Semana de leve recuperação para os criptoativos. No agregado, o valor das criptomoedas subiu para US$ 1,33 trilhões, uma alta de +3,5% vs. a semana anterior.

O sentimento negativo atinge o mesmo patamar da pandemia

Fonte: Alternative.me

O gráfico acima, da Alternative.me, mostra que o indicador de medo e euforia do mercado das criptomoedas se encontra próximo ao nível visto no auge da correção nos mercados globais durante a pandemia. Nesta quinta-feira, o indicador segue em 13 pontos, ou seja, medo extremo. Isto ocorre muito por conta da venda generalizada que vimos nos mercados globais, após grandes varejistas nos EUA reportarem queda no consumo e pressão de custos, dado o elevado nível de inflação atual, e também a desconfiança sobre as stablecoins que aumentou consideravelmente após a a UST e Luna perderem grande parte do seu valor de mercado. Vale ressaltar que o acontecimento pegou muitos investidores de surpresa, uma vez que ambas as moedas já figuraram entre as 10 maiores criptomoedas do mercado.

Bitcoin se aproxima do valor de sua capitalização de mercado realizada

Fonte: Glassnode

Segundo análise on-chain da glassnode, o Bitcoin aproximou-se do seu valor de custo ao cair para US$ 26,5 mil na última semana. O indicador de capitalização de mercado realizada, mede a capitalização de mercado total somando todos os valores em que os Bitcoins foram negociados pela última vez, ou seja, o custo que todos os integrantes da rede tiveram para adquirir suas criptomoedas. Este indicador, atualmente, retorna um valor médio de “custo” do Bitcoin em cerca de US$ 24 mil, bem próximo da mínima registrada na última semana. Embora não haja garantia de que o preço da maior criptomoeda não cairá abaixo dos US$ 24 mil, este é um indicador muito olhado pelo mercado, uma vez que caso este suporte seja rompido, isto pode sugerir um sinal de pânico dos investidores e possivelmente quedas mais acentuadas no futuro.

Fonte: Glassnode

Ao longo dos anos e à medida que este indicador foi ganhando popularidade, podemos ver que o preço do Bitcoin foi permanecendo cada vez menos tempo abaixo da sua capitalização de mercado realizada nos bear markets (mercados de baixa). Logo, o fato de a criptomoeda ter ficado apenas 9,5% deste valor de “custo” na última semana, pode sugerir um possível fundo para a criptomoeda de Satoshi Nakamoto.

Dominância do Bitcoin sugere percepção de “porto seguro” da criptomoeda dentro da indústria de criptoativos

Fonte: Coingecko

A dominância do Bitcoin saltou de 39% para 43% desde o início do mês. Este aumento de 4%, sugere que mesmo com a correção geral no mercado de criptoativos, as altcoins, moedas alternativas que envolvem projetos menos consolidados, acabaram sofrendo correções maiores e, o Bitcoin atualmente representa uma maior fatia do valor total das criptomoedas. O movimento pode indicar também que em períodos de “estresse” no mercado, os investidores tendem a retirar capital de projetos menores e mais arriscados mais intensamente em comparação as retiradas do Bitcoin. Logo, a percepção de risco da maior criptomoeda é considerada inferior e talvez o Bitcoin, de fato, seja considerado o “porto seguro” dos criptoativos.

Fonte: Coingeck, XP Research. *Os dados acima são até às 16:15 de 19/05/2022

NOTÍCIAS

yellow and black triangular structure under cloudy sky during sunset

Cloudfare anuncia suporte ao Ethereum

A Cloudflare, empresa de desempenho e segurança cibernética anunciou suporte à implementação e desenvolvimento do Ethereum para seus clientes. A companhia informou que executará nós validadores Ethereum como como parte de seu experimento para avaliar a viabilidade da tecnologia no futuro. A Cloudflare afirmou também que as tecnologias blockchain podem fazer parte da história da internet no longo prazo e que essas experiências podem ajudar na descentralização geográfica e de infraestrutura dessas redes.

A companhia deixou claro que apoia redes de PoS (Proof of Stake) devido ao baixo uso de energia em comparação com contrapartes baseadas em PoW (Proof of Work), declarando que a energia necessária para operar um nó validador de PoS é de magnitude muito menor do que a de PoW. As primeiras estimativas da Ethereum Foundation estimam que toda a rede poderia usar apenas 2,6 megawatts de energia, ou seja, o usaria 99,5% menos energia ao se tornar uma rede PoS.

green and white logo illustration

NFTs no Spotify

O gigante de streaming de música Spotify provavelmente começou a testar novos recursos que permitem que os artistas promovam seus NFTs em seus perfis. A plataforma de streaming de música lançou o teste para alguns usuários do Android nos Estados Unidos e atualmente inclui visualizações NFT para artistas como Steve Aoki e The Wombats. Os usuários que fazem parte do teste poderão visualizar um número selecionado de NFTs por meio da página de perfil de um artista e então podem saber mais sobre um NFT específico e optar por comprá-lo por meio do mercado externo OpenSea. O Spotify diz que não está cobrando nenhuma taxa como parte deste teste.

A empresa pontuou estar realizando o teste em resposta a solicitações de seus parceiros do setor. A companhia também diz que o teste faz parte de seus esforços contínuos para permitir que os artistas aprofundem suas conexões com os fãs dentro e fora de sua plataforma. Vale lembrar que o Spotify não é a única gigante digital que procura incorporar NFTs em sua plataforma, uma vez que, na semana passada Instagram anunciou que começará a testar NFTs com criadores selecionados nos Estados Unidos. Criadores e pessoas que fazem parte do teste agora podem compartilhar NFTs que fizeram ou compraram. Não há taxas associadas à postagem ou compartilhamento de um colecionável digital no Instagram

46,384 Digital Euro Stock Photos, Pictures & Royalty-Free Images - iStock

Euro digital poderá chegar em 2026

Fabio Panetta, membro do conselho executivo do Banco Central Europeu, ou BCE, disse que um euro digital pode chegar dentro de quatro anos, potencialmente projetado como uma solução de pagamentos no formato peer-to-peer (pessoa para pessoa). Panetta informou que o BCE poderia iniciar o desenvolvimento e teste de soluções para fornecer um euro digital para os membros da União Europeia já em 2023, sendo que esta fase de testes pode durar até três anos. Ele também informou que tornar a moeda digital com curso legal e para uso em pagamentos pode ajudar a promover uma maior adoção.

O anúncio também abre porta para discussões a respeito de regulações, uma vez que a recente volatilidade do mercado de criptomoedas, com o TerraUSD se desvinculando do dólar americano e perdendo boa parte do seu valor de mercado, além do preço das principais moedas caindo causou uma enxurrada de preocupações e questionamentos para os investidores. Diante disso, de acordo com a Reuters, o G7, composto pelos principais países industrializados do mundo pediram nessa quinta-feira uma regulamentação rápida e abrangente das criptomoedas após a turbulência que viu a TerraUSD na semana passada, um esboço de comunicado mostrou na quinta-feira. O presidente do Banco da França, François Villeroy, disse que a volatilidade recente do mercado foi um alerta para os reguladores globais.

DE OLHO NO MERCADO

Fonte: Coingeck, XP Research. *Os dados acima são até às 16:15 de 19/05/2022
Fonte: Coingeck, XP Research. *Os dados acima são até às 16:15 de 19/05/2022
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.