XP Expert

75% varejistas dos EUA podem aceitar criptomoedas nos próximos 2 anos – Radar Criptomoedas

Varejistas visam pagamentos com ativos digitais, Paypal implementa nova funcionalidade para criptomoedas e NFTs do Salesforce.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mais uma semana de lateralização para os criptoativos. No agregado, o valor das criptomoedas recuou levemente para US$ 1,29 trilhões, registrando uma queda de -1,5% vs. a semana anterior.

Cenário macroeconômico conturbado para investimentos especulativos?

Fonte: MLIV Pulse, Bloomberg.

Em pesquisa realizada com 687 investidores profissionais de Wall Street, as criptomoedas foram apontadas como o segundo ativo mais sensível ao aperto monetário americano (quantitative tightening) com 19,1% dos votos, ficando apenas atrás das ações de tecnologia (27,5%). O resultado reforça a visão de caráter especulativo que os participantes do mercado têm sobre as criptomoedas. “É onde essa quantidade de capital e quantidade de liquidez foi mais benéfica que sua retirada continuará a ser sentida – e isso ocorre nas partes mais especulativas do mercado”, Lisa Shalett, diretora de investimentos do Morgan Stanley Wealth Management. O momento segue sendo pouco favorável para os ativos que ainda não são lucrativos e possuem grande parte de seu valor concentrado no futuro. Logo, principalmente os criptoativos que ainda não possuem projetos consolidados e ainda se configuram como uma “promessa” deverão sofrer com o período de fluxo reduzido de investimentos que temos à frente. Ativos de risco começam a perder atratividade frente ao aumento de juros pelos bancos centrais globais. Com o aumento no custo de oportunidade, investidores demandarão fundamentos melhores e projetos com potenciais que justifiquem melhor a tomada de risco.

Atenção aos mineradores, seriam eles a última peça do dominó a cair?

Fonte: Glassnode.

Dentre as grandes fontes de preocupação da indústria atualmente estão os mineradores. O gráfico acima apresenta o Puell Multiple, que compara o valor que os Bitcoins estão sendo emitidos hoje em dia vs. a média móvel do seu preço nos últimos 365 dias, e se encontra em 0,66. Ou seja, a atividade de mineração está cerca de 30%-40% menos lucrativa para os membros do setor. Segundo a análise, em todas as vezes que o indicador atingiu um nível superior a 0,6, os mineradores iniciaram um movimento de capitulação e venderam suas reservas para cobrir gastos operacionais. O atual valor deste indicador também se soma ao atual nível de dificuldade de mineração na blockchain do Bitcoin, que segue subindo mesmo durante a correção do mercado e próximo da máxima histórica. Estes dados sugerem que mesmo com o cenário conturbado e a atividade menos lucrativa os mineradores continuaram expandindo suas operações. Estima-se que uma queda adicional de -10% do patamar de preços atual (US$ 30 mil), poderia adicionar uma forte pressão sobre os balanços dos mineradores, o que poderia ocasionar uma venda generalizada para que eles possam cobrir custos. Como resultado, o preço do Bitcoin poderá sofrer uma nova forte correção com toda esta pressão de venda.

Fonte: Glassnode.

E isto já está ocorrendo… Desde o episódio com a Terra os mineradores já venderam 10 mil Bitcoins de suas reservas. O gráfico acima mostra que o preço do Bitcoin corrigiu cerca de -39% desde o final de março até meados de maio, período em que a venda generalizada dos mineradores ocorreu. Em resumo, o mercado seguirá atento às oscilações da maior criptomoeda do mercado, que poderá sofrer ainda tanto com o cenário macroeconômico desafiador e também a movimentação dos membros da própria indústria.

Fonte: Coingeck, XP Research. *Os dados acima são até às 16:45 de 09/06/2022

NOTÍCIAS

75% varejistas dos Estados Unidos podem aceitar criptomoedas nos próximos 2 anos.

De acordo com pesquisa publicada pela Deloitte, 75% varejistas dos Estados Unidos possuem planos para aceitar criptomoedas ou stablecoins nos próximos dois anos. Além disso, a pesquisa também revelou que 85% dos respondentes antecipam que moedas digitais estarão presentes em suas respectivas indústrias nos próximos 5 anos. O estudo foi realizado em colaboração com o PayPal, e contou com a participação de 2.000 varejistas.

O movimento é reflexo do crescente interesse dos consumidores, segundo as varejistas 64% de seus clientes já expressam interesse no pagamento através de moedas digitais e, 83% dos respondentes esperam que este interesse cresça ainda mais após 2022. Como resultado, a grande maioria das companhias (62%+) já está realizando parcerias com plataformas de pagamento em moeda digital para a implementação dos serviços. No entanto, apesar do sentimento otimista, ainda existem algumas barreiras à adoção, dentre elas estão: a segurança das plataformas de pagamento, possíveis mudanças nas regulações e instabilidade do mercado de criptomoedas.

Paypal implementa ferramenta para transferência de criptoativos

Nesta terça-feira, o Paypal anunciou que os usuários agora podem transferir, enviar e receber ativos digitais para plataformas externas como outras carteiras digitais, um recurso aguardado que torna os serviços da empresa mais similares aos de outros aplicativos que já realizam este tipo de transação. A nova funcionalidade permitirá que os clientes transfiram moedas do PayPal para diversos outros lugares, incluindo corretoras, carteiras de hardware, e também internamente dentro da própria rede da empresa.

A nova ferramenta está disponível apenas para usuários nos EUA e, por motivos de segurança, o PayPal diz que implementou um processo adicional de verificação de identidade para usuários antes que eles possam transferir qualquer criptomoeda. O lançamento será gradual, com usuários selecionados do país podendo fazê-lo já a partir do lançamento e com outros clientes “qualificados” dos EUA, ou seja, aqueles que concluírem o processo de verificação de identidade nas próximas semanas. Por fim, clientes são responsáveis pelas taxas de rede quando realizarem transferências externas, que dependem de outra blockchain e variam de acordo com o ativo.

Salesforce lançará serviço voltado para NFTs

O Salesforce anunciou nessa última terça-feira, durante seu evento global Connections, que está lançando um serviço baseado em nuvem que permite criar e vender NFTs, mesmo apesar do momento ruim para o mercado de criptoativos. O serviço, conhecido como NFT Cloud está atualmente em um projeto piloto fechado e a Salesforce planeja disponibilizá-lo para o mercado em outubro.

Uma preocupação da empresa é a segurança, uma vez que a OpenSea, mercado americano de ativos deste tipo, foi atingida por um ataque de phishing no início deste ano, que levou a milhões em perdas e uma queda na atividade comercial, e foi atormentada por outros golpes. A Salesforce, de olho nesses temores de segurança cibernética, disse que fornecerá um serviço mais seguro para seus clientes que desejam criar e liberar tokens. As vendas podem ser hospedadas e processadas no próprio site de uma marca para transmitir legitimidade aos compradores.

Há também uma preocupação com o gasto energético… O Salesforce NFT Cloud oferecerá suporte apenas a transações em blockchains com eficiência energética, como prova de participação; ele não suportará as blockchains que operam em Proof of Work, uma vez que são mais intensivas em energia, disse a empresa. O movimento está de acordo com os compromissos de longa data da Salesforce apoiando a sustentabilidade.

DE OLHO NO MERCADO

Fonte: Coingeck, XP Research. *Os dados acima são até às 16:45 de 09/06/2022
Fonte: Coingeck, XP Research. *Os dados acima são até às 16:45 de 09/06/2022
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.