Entenda o que são os índices ESG e conheça os investimentos atrelados a esses benchmarks

O investimento em empresas que seguem os critério ambientais, sociais e de governança tem ganhado relevância no mercado financeiro e se mostrado mais rentável no longo prazo. Conheça os fundos atrelados a índices ESG


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Entenda o que são os índices ESG e conheça os investimentos atrelados a esses benchmarks

A voz dos fatores ESG (sigla em inglês para Environmental, Social and Governance) está cada vez mais presente e ouvida no mundo dos investimentos. Mais que uma realidade inevitável para todos nós, buscando reparar o cenário atual de esgotamento e desigualdade do nosso planeta, a atenção a questões Ambientais, Sociais e de Governança começam a moldar a forma como o mercado financeiro avança e gera valor para a sociedade.

A BlackRock, com 9 trilhões de dólares de ativos sob gestão no 1T21, é uma das gestoras que tem defendido a adoção de critérios ESG na seleção de todos os investimentos de sua carteira. Em sua tradicional carta aos CEOs do início deste ano, o CEO da gestora Larry Fink, defendeu a transição para uma economia neutra em carbono. Fink reforçou a mensagem da carta do ano passado em que anunciou que os fundos ativos da gestora, que somavam 1,8 trilhões, deixariam de investir em empresas que gerassem mais de 25% das suas receitas provenientes da produção de carvão térmico.

No entanto, muitas vezes selecionar as empresas que seguem as práticas de ESG, pode ser uma tarefa difícil. Com exceção de análises de ações de empresas e como elas se posicionam nesses quesitos, parece difícil traduzir esses conceitos em produtos.

Um dos principais facilitadores são os índices ESG, que buscam selecionar as principais empresas do mundo que se enquadrem nos critérios socioambientais e de governança. Há diversos índices de ESG pelo mundo. No Brasil, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), criado em 2005, e é composto por uma carteira com 46 ações de 39 companhias de 15 setores diferentes e soma R$ 1,8 trilhão em valor de mercado.

Os investidores podem ter exposição a esses indicadores por meio de fundos de índices (ETFs), cujas cotas são negociadas na bolsa de valores, ou via fundos que acompanham a carteira desses índices.

O investimento em empresas sustentáveis tende a ser mais rentáveis no longo prazo além de atender a uma demanda atual da sociedade. Desde sua criação, em 2005, o ISE acumula alta de 322,47% até 2 de junho, enquanto o Ibovespa apresenta ganho de 297,34%.

Lá fora, também se verifica essa tendência. O índice MSCI KLD 400 Social Index, criado em 1990 com foco em companhias com alto padrão ESG e que exclui da carteira empresas ligadas à indústria do álcool, tabaco e armas por exemplo, acumula retorno de 1.440% nos últimos 30 anos, até maio de 2021, enquanto o S&P 500 sobe 1.116%.

Confira abaixo principais fundos da nossa plataforma com exposição à índices ESG, bem como as características de cada um deles:

Trend ESG Global FIM e Global Dolar FIM

Estes dois fundos seguem a mesma estratégia, sendo a única diferença é que um é hedgeado, ou seja, com proteção cambial, e o outro é não hedgeado. Assim como a maioria dos fundos da família Trend, têm aplicação mínima de R$ 100 e taxa de administração de 0,50% ao ano. No acumulado no ano, até maio de 2021, tiveram rentabilidade entre 10% e 11%.

Ambos estão expostos a três dos principais índices ESG do mundo através de seus ETFs. A carteira tem de 50% a 60% de sua composição no iShares ESG MSCI USA, 40% a 48% no iShares ESG MSCI EAFE e 10% a 12% no iShares ESG MSCI EM. Leia mais sobre eles a seguir:

iShares ESG MSCI USA

Negociado na NASDAQ, este ETF segue um índice com mais de 300 ações de empresas americanas. Todas se relacionam positivamente com algum fator ambiental, social ou de governança. Sobre setores, as principais exposições são em Tecnologia (27,25%), Saúde (12,6%), Consumo discricionário (11,55%), Financeiro (11,52%) e Comunicação (10,4%).

Entre as empresas, os destaques são:

  1. Apple: 5,41%
  2. Microsoft: 4,83%
  3. Amazon: 3,61%
  4. Facebook: 1,96%
  5. Google (Alphabet Class C): 1,92%
  6. Google (Alphabet Class A): 1,80%
  7. JPMorgan Chase: 1,36%
  8. Tesla: 1,29%
  9. Nvidia: 1,18%
  10. Visa: 1,07%

iShares ESG MSCI EAFE

Este ETF também analisa empresas que se destacam em todos os três fatores ESG. Ele segue um índice com 450 empresas de mercados desenvolvidos, com exceção de Canadá e Estados Unidos. Assim, é possível ter exposição a importantes mercados globais como Japão (22,6%), Reino Unido (14,4%), França (11,41%), Suiça (9,41%) e Austrália (7,12%).

Setorialmente, o Financeiro é destaque com 17,8% de peso, seguido pelo Industrial (15,85%), Consumo Discricionário (12,2%), Saúde (11,55%) e Bens de Consumo (10,3%).

Abaixo, confira as 10 principais empresas do fundo:

  1. Nestlé: 2,12%
  2. ASML: 1,77%
  3. Roche: 1,35%
  4. Moët Hennessy Louis Vuitton: 1,24%
  5. Novartis: 1,08%
  6. Toyota: 1,05%
  7. SAP: 0,98%
  8. AIA Group: 0,96%
  9. AstraZaneca: 0,93%
  10. Novo Nordisk

iShares ESG MSCI EM

Nos mesmos moldes dos dois ETFs que falamos acima, este ETF segue um índice de empresas de empresas de grande e média capitalização de países emergentes. São 450 empresas de países como China, que tem 35,89% da composição do fundo, Taiwan (14,94%), Índia (9,65%), África do Sul (4,55%) e Rússia (3,38%). O Brasil é o sexto país com maior peso, totalizando 4,39% do índice.

Os setores Financeiro e de Tecnologia são os mais relevantes, com 22,18% e 22,14% de peso. Em seguida, Consumo discricionário tem 16%, Comunicação tem 10,34% e, por fim, Mineração com 6,82%.

Veja abaixo as 10 principais empresas indexadas:

  1. TSMC: 6,59%
  2. Tencent: 5,36%
  3. Samsung: 4,17%
  4. Alibaba: 3,97%
  5. Meituan: 1,89%
  6. Naspers Limited: 1,17%
  7. China Construction Bank: 1,02
  8. HDFC: 0,87%
  9. Cathay Financial: 0,85%
  10. Ping An Insurance: 0,85%

Trend Lideranças Femininas FIM

Mais focado no fator Social, este fundo é voltado para a temática de igualdade de gênero e investe majoritariamente nas principais empresas do mercado que têm mulheres em cargos de liderança ou com alta representação feminina na gerência em relação ao total de cargos executivos. O investimento é feito através do ETF She, listado na Bolsa de Nova Iorque. Cada empresa tem no máximo cerca de 5% de peso na composição.

Desde 2016 em negociação, atualmente tem 166 empresas em carteira. O grande destaque é o setor da Tecnologia, com 28,2% da carteira. Entre as empresas os destaques estão para PayPal, Texas Instruments, Visa e Disney todas com mais de 4% do total. Veja abaixo a composição do ETF:

Em 2021 o fundo acumula alta de 10,94%, possui taxa de administração de 0,50% e aplicação mínima de R$ 100. Além disso, o fundo destina 20% da taxa de administração para a o Instituto As Valquírias, que se dedica a apoiar e criar oportunidades para mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Trend Energias Renováveis FIM

Este fundo se concentra mais no fator de Sustentabilidade, com foco principal de investimento em empresas geradoras e distribuidoras de energias renováveis. O investimento é feito através do ETF iShares Global Clean Energy, gerido pela famosa e prestigiada BlackRock.

São mais de 100 empresas indexadas pelo ETF. Suas maiores posições são ambas dinamarquesas: a produtora de turbinas eólicas Vestas, representando 8,21% do portfólio, e a produtora de energia eólica e solar Orsted com 6,52. Veja as 10 principais empresas do ETF:

  1. Vestas Wind Systems: 8,21%
  2. Orsted: 6,52%
  3. Enphase Energy: 5,19%
  4. Xcel Energy: 4,53%
  5. Plug Power: 4,47%
  6. Iberdrola: 4,46%
  7. Enel: 4,26%
  8. Nextera Energy: 4,10%
  9. Solaredge Technologies: 3,69%
  10. SSE: 3,35%

Um importante diferencial do fundo é que ele oferece muita diversificação geográfica com proteção cambial:

Trend ESG Brasil FIC FIA

Com estratégia ESG mais ampla, porém focada em ações brasileiras, este fundo tem cerca de 20 papéis de alta ou média capitalização. São analisados os três fatores ESG, buscando as empresas mais bem posicionadas entre os pilares de Sustentabilidade, Governança e Social.

Entre os destaques do fundo estão empresas como Itaú, B3, Bradesco, Weg, Itaúsa, Natura, Localiza, Lojas Renner, NotreDame Intermédica e Banco do Brasil. Um dos produtos mais recentes da nossa lista, lançado em dezembro de 2020, tem aplicação mínima de R$ 100 e taxa de administração de 0,50% ao ano.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.