MVLV26

MVLV26

  • Vencimento 15/12/2025
  • Rentab. -
  • Liquidez -
  • Juros -
  • Rating -
  • Risco (0 - 100) 24 Risco Médio

    A nova pontuação de risco leva em consideração critérios de risco, mercado e liquidez. Para saber mais, clique aqui.

  • Preço Unitário R$ 1.000,00

Análise do Emissor

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A Movida é uma rede brasileira de aluguel de carros, atuante também em gestão de frotas e vendas de veículos seminovos. No primeiro trimestre de 2021, a companhia optou por retomar a priorização do aluguel de veículos, o crescimento do aluguel de frotas e reduzir a venda de seminovos, após mudança de estratégia para atravessar a crise da pandemia da covid-19. A receita líquida em 2021 atingiu R$ 5,3 bilhões, com expansão de 133% no EBITDA ajustado para R$ 2 bilhões. Ao fim de 2021, a Movida apresentou endividamento líquido de R$ 6,6 bilhões, ante R$ 2,6 bilhões ao fim de 2020, resultado da retomada de investimentos e crescimento da frota. Mesmo com o forte crescimento no endividamento, a alavancagem, medida por dívida líquida/EBITDA, cresceu marginalmente, para 2,9x, contra 2,7x em 2020, em conformidade com seu covenant de 3,5x.

Destaques positivos

  • Empresa bem capitalizada.
  • Controlador forte.
  • Sólido histórico de geração de caixa.
  • Dívida alongada, sendo em maior parte com mercado de capitais.

Pontos de atenção

  • Indústria de capital intensivo, mitigado pelo valor da frota superior ao tamanho da dívida.

Quem é a Movida?

Histórico

A Movida foi fundada na cidade de São Paulo em 2006 como uma locadora de veículos. Aumentou sua presença com o passar dos anos, atingindo 29 pontos de atendimento e cerca de 2 mil automóveis em 2012.

Foi adquirida pela operadora logística JSL em setembro de 2013 por R$ 65 milhões. Após a transação, o grupo consolidou suas atividades de aluguel de carros (RAC, do inglês rent-a-car) e gestão e terceirização de frotas (GTF) na Movida.

A capitalização permitiu que a companhia aumentasse sua escala rapidamente, alcançando em 2015 o segundo lugar dentre as maiores locadoras de veículos no Brasil, com 179 pontos de atendimento e mais de 50 mil automóveis.

Em 2017, realizou sua abertura de capital na B3, bolsa de valores brasileira, movimentando R$ 645,2 milhões.

Começou a venda de veículos seminovos em 2018. Nessa modalidade, a Movida oferta sua frota de automóveis diretamente ao consumidor final.

A JSL realizou reorganização societária em 2020, desmembrando suas funções em duas empresas: as atividades operacionais de transporte rodoviário de cargas e fretamento ficaram com a JSL, e foi criada a Simpar, que passou a ser a holding do grupo, controlando diretamente as empresas controladas pela JSL até então.

Em 2021 a Movida Incorporou a CS Frotas, focada no segmento de GTF e alcançou a frota de 168.264 carros e 278 pontos de atendimento.

Atuação

A Movida conta com três principais verticais de atuação:

Seminovos: venda de veículos já utilizados nos segmentos de aluguel de carros ou gestão de frotas.

Aluguel de Carros: atividade principal da empresa, consiste no aluguel de veículos para pessoas físicas e jurídicas.

Gestão de Frotas (GTF): responsável pela gestão de frotas para pessoas jurídicas, por períodos de longo prazo, geralmente de 24 a 36 meses.

Abaixo, a quebra de receita e EBITDA por frente de atuação no exercício de 2021:

Fonte: Movida. Elaboração: XP.

Presença

Ao fim de dezembro de 2021, a Movida contava com 194 pontos de atendimento RAC e 70 pontos de vendas de seminovos localizados em todos os estados do Brasil.

Fonte: Movida. Elaboração: XP.

Composição acionária

Simpar (55,11%): holding fundada em 2020 após reestruturação societária do Grupo JSL. É composta pelas seguintes empresas: JSL, Grupo Vamos, CS Brasil, Original Concessionárias, BBC Leasing & Conta Digital e Movida.

Outros (44,89%).

As ações da Movida são listadas sob o ticker MOVI3 no segmento de Novo Mercado da B3, que concentra as empresas com mais elevado grau de governança corporativa.

Principais fatores do crédito

Fonte: Movida, B3. Elaboração: XP.

A empresa apresentou Receita Líquida consolidada de R$ 1,7 bilhão em no 4T21, 75,3% superior ao apurado no mesmo trimestre de 2020, impulsionada pela expansão na Receita Líquida de Aluguéis e na Receita Líquida de Venda de Ativos que cresceram 86,4% e 64,9%, respectivamente. Também registrou crescimento de 154,4% no EBITDA ajustado, atingindo R$ 776,6 milhões no 4T21.

Em 2021, os dois principais consumos de caixa da Movida foram: (i) Despesa Financeira; (ii) capex (investimentos). A despesa financeira foi de R$ 485 milhões, R$ 316,6 milhões acima de 2020, impulsionada pelo crescimento da Dívida Total e aumento do custo da dívida – custo da dívida nos últimos 12 meses de 5,1% aumentando 1,2p.p. em relação ao 3T21, refletindo o recente aumento das taxas de juros. Além disso, o capex líquido foi de R$ 4,7 bilhões no ano, sendo que o 4T21 representou quase metade disso.

A operação de Aluguel de Carros, apoiada por uma frota de mais de 90 mil carros e um maior valor de aluguel diário, R$ 119 no 4T21, cresceu mais de 40% no ano. Mesmo com a expansão da frota focada em SUVs a empresa atingiu a taxa de ocupação de 80%, 2 pontos percentuais (p.p.) acima de 2020. A Receita do Segmento Aluguel de Carros foi de R$ 1,7 bilhão em 2021 e a Margem EBITDA aumentou 24p.p. de 2020 para 51%, sendo que no 4T21 a Margem EBITDA foi de 60%.

Já a operação de GTF em 2021 atingiu 96.303 carros, impulsionado principalmente pela aquisição de CS Frotas, Vox e Marbor. Essas aquisições suportaram backlog de mais de 10 mil carros, o que contribui para um crescimento do segmento nos próximos trimestres. A Margem EBITDA do Segmento GTF foi de 67% em 2021.

Devido à escassez de carros novos, a operação de seminovos da companhia vendeu quase 45 mil carros em 2021 com preço 30% superior a 2020. O resultado desse volume de vendas foi um aumento de 17p.p. na Margem EBITDA de Seminovos, atingindo 20%, e Receita de R$ 2,6 bilhões. Apesar de a Companhia ter apresentado menor volume de carros vendidos no 4T21 em relação ao 3T21, o aumento na Receita e EBITDA foi impulsionado principalmente pelos maiores preços de venda. Portanto, deve-se atentar a esse segmento devido à normalização da indústria automobilística e a possível queda nos preços dos carros usados.

A Movida mantém forte posição de caixa de R$ 5,5 bilhões, mais do que suficiente para cobrir sua dívida de curto prazo. No entanto, a Companhia registrou um aumento significativo na Dívida Líquida atingindo R$ 6,6 bilhões, mais que o dobro da posição reportada no ano anterior. A alavancagem ficou em 2,9x, superior aos 2,7x reportados em 2020. A Movida manteve um nível de alavancagem menor principalmente devido ao bom desempenho operacional.

Pontos de atenção

Indústria de capital intensivo, mitigado pelo valor da frota superior ao tamanho da dívida.

Empresas são consideradas intensivas em capital quando demandam grande volume de investimentos para a realização de suas atividades. Ou seja, a operação é considerada “mais cara” que a de outras companhias. No caso da Movida, são necessários recursos para a renovação e expansão da frota de automóveis, que podem ser obtidos por meio da geração de caixa operacional ou de captações no mercado.

O atual valor da frota é consideravelmente superior ao tamanho da dívida. Sendo assim, os principais riscos referentes à alta necessidade de capital, como a insolvência, são mitigados.

Porém, pontua-se que caso a empresa opte por aumentar o ritmo de venda de Seminovos, sua frota deverá ser reduzida, o que implica em perda de participação de mercado. Além disso, a atual estratégia de expansão da empresa demanda maior injeção de capital, o que pode gerar necessidade de rolagem de dívidas.

Fonte

Movida

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.
Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.