Debênture Santo Antônio Energia – DEZ/2022

Debênture Santo Antônio Energia – DEZ/2022

  • Vencimento 27/12/2022
  • Rentab. -
  • Liquidez -
  • Juros -
  • Rating BBB-(bra)
  • Risco (0 - 100) 36 Risco Alto

    A nova pontuação de risco leva em consideração critérios de risco, mercado e liquidez. Para saber mais, clique aqui.

  • Preço Unitário R$ 100.000,00

Análise do Emissor

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Para melhor entendimento do relatório, sugerimos consultar “Saiba tudo sobre o setor elétrico“.

A Usina Hidrelétrica (UHE) Santo Antônio (SAE) é a quarta maior usina de geração de energia no Brasil, sendo uma das 20 maiores usinas do mundo em termos de capacidade de geração. Está localizada no Rio Madeira em Rondônia, sendo administrada pelo Consórcio Madeira Energia S.A. A maior crise hídrica em 91 anos no Brasil indica que a Santo Antônio não deverá conseguir despachar a quantidade de energia prevista em seus contratos, o que implica em maiores custos para a empresa. No 1T21, a receita operacional líquida avançou 19% ao ano, enquanto o EBITDA cresceu 29%. No entanto, os efeitos da estiagem só deverão ser refletidos a partir do segundo trimestre. A SAE atingiu endividamento líquido de R$ 17,4 bilhões em março, a maior parte devida ao BNDES. Destaca-se o indicador Patrimônio Líquido/Ativo Total, que atingiu 6% no trimestre, ante o piso de 25% dos covenants das emissões que entrará em vigência em dezembro.

Destaques positivos

  • Reperfilamento da dívida com o BNDES realizado em dezembro de 2018.
  • Repactuação do risco hidrológico no mercado regulado com Aneel.

Pontos de atenção

  • Exposição significativa ao risco hidrológico – cenários adversos de PLD e GSF podem prejudicar.

Quem é a Santo Antonio Energia?

Histórico

O Consórcio Madeira Energia S.A. (MESA) foi constituído em 27 de agosto de 2007 tendo como componentes as empresas Odebrecht Investimentos em Infraestrutura Ltda.; Construtora Norberto Odebrecht S/A; Andrade Gutierrez Participações S/A.; Cemig Geração e Transmissão S/A; Furnas Centrais Elétricas S/A e Fundo de Investimentos e Participações Amazônia Energia – FIP.

Em dezembro de 2007, o consórcio Madeira Energia venceu o leilão de energia da usina hidrelétrica Santo Antônio, promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O projeto foi financiado com capital dos acionistas da MESA e recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

As obras de construção da UHE Santo Antônio foram iniciadas no segundo semestre de 2008. Sua implantação recorreu a turbinas do tipo Bulbo, que operam em rios de baixa queda e grande vazão de água (barragem a fio d’água). A primeira turbina entrou em operação comercial em março de 2012.

No final de 2016, as obras da hidrelétrica foram concluídas, sendo que a usina possuía 50 unidades geradoras, das quais 44 encontravam-se em operação comercial e as restantes em fase de testes.

Em janeiro de 2017 entraram em operação comercial as 6 últimas unidades geradoras, totalizando a garantia física de 2.424MW médios, tornando-se uma empresa 100% operacional, com sua capacidade plena de produção de energia.

Em 2018, chegou-se a um acordo sobre o reperfilamento da dívida do BNDES, de forma a readequar o fluxo de pagamentos do serviço da dívida. Essa operação foi primordial para o equacionamento financeiro da companhia para o curto e médio prazo naquele momento. Com ele, a SAE conseguiu reduzir os impactos financeiros do risco hidrológico para a frente.

Para mais informações sobre o reperfilamento da dívida com o BNDES, consulte o Anexo.

Especificações

A Usina Hidrelétrica (UHE) Santo Antônio está localizada no Rio Madeira em Rondônia. Foi a quarta maior usina de geração de energia no Brasil em 2020, com produção de 17.734 GWh, sendo uma das 20 maiores usinas do mundo em termos de capacidade de geração.

Fornece energia para o consumo de mais de 45 milhões de brasileiros. A UHE Santo Antônio já está 100% construída e possui 50 unidades geradoras em operação, com capacidade instalada de 3.568 MW e 2.424 MWm de garantia física.

O contrato de concessão tem prazo de 35 anos, contados a partir de 13 de junho de 2008 (data da assinatura do contrato).

Na frente de comercialização de energia, aproximadamente 70% do montante é destinado ao Ambiente de Contratação Regulada (ACR), com 37 contrapartes (bem pulverizado) e 30% ao Ambiente de Contratação Livre (ACL), com vencimento no ano de 2027.

Quem são seus acionistas?

A Santo Antônio Energia é controlada pelo consórcio Madeira Energia S/A, que detém 100% do seu capital total e possui a seguinte composição acionária:

Furnas Centrais Elétricas S.A. (43,06%): empresa de economia mista e subsidiária da Eletrobras, vinculada ao Ministério de Minas Energia. Atua no segmento de geração e transmissão de energia, por meio de doze usinas hidrelétricas, duas termelétricas e mais de 19.000 km de linhas de transmissão.

Caixa FIP Amazônia Energia (19,63%): fundo sob administração da Caixa Econômica Federal e gestão da Valor Investimentos, voltado para investimento na Santo Antônio Energia. Seus cotistas são a Odebretch Energia do Brasil e o FI-FGTS – fundo de investimento com recursos oriundos do patrimônio líquido do FGTS que tem por finalidade investir em projetos de saneamento e infraestrutura.

Odebretch Energia do Brasil S.A. (18,25%): empresa que concentra os investimentos e operações em geração de energia do Novonor (antigo Grupo Odebretch).

SAAG Investimentos S.A. (10,53%): holding de investimentos cujo acionista majoritário é a Andrade Gutierrez Participações. Opera principalmente no setor de energia elétrica.

Cemig Geração e Transmissão S.A. (8,53%): empresa estatal de capital misto, controlada pelo Estado de Minas Gerais, é o braço de geração e transmissão de eletricidade da Companhia Elétrica de Minas Gerais (Cemig).

Principais fatores do crédito

Para melhor entendimento, esclarecemos que a nomenclatura “1T21” significa “primeiro trimestre de 2021”. Suas variações também se aplicam (ex: 4T20 seria o quarto trimestre de 2020).

Fonte: Santo Antônio Energia, CCEE. Elaboração: XP.

Cenário atual

Estiagem

Desde os últimos meses de 2020, o menor volume de chuvas vem sendo noticiado como ponto de atenção para os reservatórios das regiões sudeste e centro-oeste do Brasil. A partir do segundo trimestre de 2021, a situação se ampliou para todo o território nacional.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS), o Brasil atravessa a maior crise hídrica em 91 anos, o que implica em situação crítica para os reservatórios das hidrelétricas brasileiras. Dado o atual volume dos reservatórios, é improvável que as geradoras consigam despachar a quantidade de energia equivalente às suas garantias físicas. Portanto, será necessário que as hidrelétricas comprem energia no mercado spot (curto prazo) para honrar os contratos. Neste mercado, o preço de referência é o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), que se torna mais elevado em momentos de baixa nos reservatórios, em função do maior despacho das usinas térmicas, mais caras do que as hidrelétricas.

Como a Santo Antônio vendeu 100% da sua garantia física no leilão de concessão, sua flexibilidade de atuação quando os níveis dos reservatórios estão baixos é significativamente reduzida. Além disso, conforme já citado, a companhia tem 30% de sua garantia física destinados ao mercado livre (ACL), o que aumenta a exposição financeira da empresa ao regime pluviométrico, uma vez que não conta com seguro contra o risco hidrológico nesta parcela dos contratos.

Apesar de o cronograma de amortização das dívidas com o BNDES ser alongado, a liquidez da SAE deverá permanecer pressionada no curto a médio prazo em decorrência deste cenário. Para mais detalhes, confira a seção de “Endividamento e alavancagem”.

Impasse ambiental

Em fevereiro deste ano, a SAE fez um requerimento junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para o ajuste temporário da licença de operação da sua hidrelétrica.

Com o avanço do assoreamento do Rio Madeira, a usina busca aumentar o volume de água em seu reservatório, visando manter a queda mínima necessária para que as turbinas funcionem corretamente.

O impasse é que a ampliação do volume levaria à elevação no nível do Rio Madeira acima da barragem, o que inundaria uma grande área de unidade de conservação.

A empresa também afirma que o atendimento aos limites estabelecidos poderia paralisar a operação do Sistema de Transposição de Peixes, cuja manutenção é uma das condicionantes do licenciamento ambiental do ativo.

A SAE divulgou em Comunicado ao Mercado (04/03) que vem operando normalmente, nas condições regulares para esse período sazonal e em consonância com os órgãos reguladores setoriais.

Dada a relevância da usina ao SIN, acreditamos que as partes deverão chegar a algum acordo, portanto, ainda não enxergamos riscos para a continuidade das operações. Continuaremos monitorando o caso para avaliar eventual evolução no risco.

Destaques operacionais

O volume gerado em 2020 representou recorde de geração anual para a empresa e permitiu que a SAE mantivesse a posição de 4ª maior geradora de energia do Sistema Interligado Nacional (SIN). A companhia não divulgou a geração de energia para o primeiro trimestre de 2021.

No 1T21, o PLD da Região Norte do Brasil foi de R$ 152,82, contração de 7,6% ante o apurado no mesmo período de 2020, o que indica que foi mais barato comprar energia no mercado spot, apesar do cenário de GSF (Generation Scalling Factor), medida de risco hidrológico, mais desafiador. Esse descasamento pode ser explicado pelo fato de o PLD refletir a média dos preços praticados na Região Norte, enquanto o GSF abrange todo o território nacional.

Como a estiagem atingiu o norte brasileiro com mais força a partir do segundo trimestre, os resultados da companhia daqui para frente deverão incorporar a dinâmica de preços mais desfavorável: o PLD médio apurado no 2T21 foi de R$ 262,42, cerca de 4x superior ao registrado no 2T20.

Destaques financeiros

Receita Líquida e EBITDA

Em 2020, a SAE apresentou receita operacional líquida de R$ 3,2 bilhões, relativamente estável frente ao apurado em 2019. Enquanto isso, o EBITDA ajustado no período foi de R$ 1,3 bilhão, contração anual de 13%, resultando em margem EBITDA de 39,6%.

No 1T21, a receita operacional líquida foi de R$ 923 milhões, crescimento anual de 19%, explicado pelo reajuste tarifário e término das descontratações realizadas em 2017 para hedge hidrológico. O EBITDA apresentou avanço de 29% na mesma janela, beneficiado pelos menores custos com recompra de energia.

Endividamento e alavancagem

A SAE atingiu endividamento bruto de R$ 17,6 bilhões em março, dos quais R$ 11,6 bilhões são devidos ao BNDES, R$ 556 milhões ao Banco da Amazônia e R$ 5,4 bilhões são provenientes de debêntures. Subtraindo a posição de caixa de R$ 184,8 milhões, encontra-se dívida líquida de R$ 17,4 bilhões. Para melhor entendimento, a seguir o gráfico do endividamento bruto no trimestre por credor.

Fonte: Santo Antônio Energia, CCEE. Elaboração: XP.

A empresa aderiu a programas de standstill (postergação de pagamento de juros e amortização) de financiamentos com o BNDES em 2020, em virtude das consequências da pandemia da covid-19. A partir de janeiro de 2021, a SAE retomou os pagamentos da dívida conforme a programação original de seus contratos.

Pontua-se que a SAE foi implantada na modalidade de Project Finance, e por conta disso, é esperado que nos primeiros anos de operação os resultados sejam impactados pelas elevadas despesas financeiras. À medida em que o projeto mature, espera-se que a companhia passe a gerar caixa suficiente para o pagamento das dívidas.

Como resultado dos prejuízos acumulados até o momento, a alavancagem medida pelo indicador Dívida Líquida/PL avançou de 9,2x em 2020 para 13,1x no 1T21, acima de seu covenant de até 3,5x..

No entanto, a companhia obteve em 2018 waivers (perdão) com seus credores, conforme tabela a seguir. Sendo assim, apesar da alavancagem mais elevada, não houve quebra de seus compromissos contratuais mais recentes.

Destaca-se o indicador Patrimônio Líquido/Ativo Total, que atingiu 6% no trimestre, ante o piso de 25% dos covenants das emissões. O waiver para a métrica tem vigência até dezembro deste ano.

Dado o cenário hídrico atual mais crítico e suas potenciais implicações para a empresa, acompanharemos a evolução dos indicadores e uma eventual necessidade de nova negociação com credores.

IndicadorCovenantWaiver
Dívida Líquida/PL <3,5x Até dez/2024
PL/Ativo Total>=25%Até dez/2021
ICSD> 1,2x
Fonte: XP Investimentos, Santo Antônio Energia.

Também se ressalta que as atuais disponibilidades (R$ 184,8 milhões) são insuficientes para o cumprimento do cronograma de amortização no curto prazo, o que deverá ser monitorado.

Pontos de atenção

Exposição significativa ao risco hidrológico – cenários adversos de PLD e GSF podem impactar

A geração de uma usina hidrelétrica apresenta variabilidade ao longo do tempo, principalmente por conta da sazonalidade hidrológica (estimativas de afluência para o período), o que dificulta a projeção da energia produzida.

Portanto, nem sempre a produção das hidrelétricas alcança o total das garantias físicas, que representam a quantidade máxima de energia elétrica associada ao empreendimento.

Quando a soma da energia total produzida pelas hidrelétricas brasileiras é inferior à soma de suas garantias físicas, ocorre um déficit, estimado pelo GSF (Generation Scalling Factor), que é uma medida de risco hidrológico. Na prática, caso o GSF seja abaixo de 1, o total de energia proveniente de fontes hidrelétricas será insuficiente para o atendimento das demandas totais do mercado.

A Santo Antônio tem 30% de seus contratos no mercado livre de energia, modalidade na qual o consumidor pode negociar fornecedor, período, quantidade e preço da energia contratada, e as cotações de energia são ditadas pelas condições do mercado no momento.

Os contratos do mercado livre são os mais expostos ao risco hidrológico, uma vez que não contam com seguro contra o GSF. Ou seja, caso as condições hidrológicas estejam muito desfavoráveis, a geradora terá que comprar a energia contratada no mercado à vista (spot), cujo preço (PLD) muito provavelmente estará elevado, afetado também pela hidrologia.

Por conta da atuação da SAE no mercado livre, sua exposição ao risco hidrológico é considerável, diminuindo a previsibilidade do seu fluxo de caixa.

Anexo

Reperfilamento da dívida com o BNDES

Fonte: XP.

Veja também

Fonte

Santo Antônio Energia

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.
Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.