XP Expert

🌎RADAR GLOBAL: Walmart+ ganha tração

Assinaturas Walmart+, criptos na Mastercard e fuga da Índia

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais amanhecem negativos (EUA -1,3% e Europa -2%) enquanto investidores aguardam a decisão do Federal Reserve sobre a taxa de juros americana, que será anunciada nesta quarta-feira. Na China (+1,0%), a Evergrande (-8,0%) continua causando preocupações ao não possuir liquidez suficiente para cobrir suas dívidas no curto prazo, o que pode acabar contaminando outros setores da economia. O Bitcoin (-6,5%) amanhece em queda, como resultado do movimento de risk-off dos investidores globais.

Coronavírus: Consultores do FDA endossam doses de reforço da vacina da Pfizer-BioNTech para adultos com mais de 65 anos e aqueles com alto risco de doença grave. No entanto, em votação inicial, a 3ª dose não foi aprovada para uso geral na população (acima de 16 anos), por ainda “faltarem dados”, segundo o comitê. Foram 16 votos contra vs. 2 a favor da aprovação do reforço. As ações da Pfizer caíram mais de 1% durante as negociações.

EMPRESAS

Walmart+ ganha tração: O serviço de assinatura da gigante varejista atingiu um ponto de inflexão, acelerou seu crescimento e alcançou a marca de 32 milhões de usuários, de acordo com estimativas do Deutsche Bank. Contextualizando, o Walmart+ foi lançado no ano passado, com o intuito de aumentar a retenção e lealdade dos clientes da companhia, além de potencializar as vendas de seu e-commerce. Por outro lado, o serviço parece ter demorado cerca de 12 meses para alcançar uma popularidade significativa e fazer frente ao Amazon Prime, produto da maior concorrente do Walmart.

Batalha de gigantes: Traçando um comparativo entre as companhias, o Walmart supera o crescimento da rival em seu primeiro ano, quando o serviço de subscrição da Amazon havia conquistado apenas 25 milhões de usuários, de acordo com estimativas do Statista. Olhando para o futuro, este programa de assinatura poderá conquistar uma relevância substancial para a empresa devido ao seu fator de recorrência e potencial de crescimento. Além disso, o Walmart+ serve como porta de entrada para novas transações no e-commerce da companhia, podendo ainda catalisar vendas indiretamente.

Ascensão e queda na Índia: A Ford (FDMO34) anunciou que encerrará suas fábricas de automóveis na Índia após 25 anos de investimentos no país. A companhia declarou que, ao longo dos últimos 10 anos, foram US$ 2bi em prejuízos acumulados e que, olhando para o futuro, não encontram a possibilidade de lucros no longo-prazo na Índia, justificando a saída da região. A montadora americana procede a retirada das operações de suas concorrentes General Motors (GMCO34) nos últimos anos.

Surpresas negativas foram catalisadoras da saída: O mercado estimava que a Índia seria o 3º maior mercado de automóveis em 2020, com ~5 milhões de veículos vendidos ao ano, atrás apenas da China e dos EUA, no entanto, os ~3 milhões de pedidos vieram abaixo da expectativa e de mercados como o Japão e a Europa. Enquanto isso, a Ford aumenta seus investimentos em elétricos e tem meta de aportar US$ 30bi até 2030 nas novas tecnologias.

Mastercard vai às compras: A Mastercard (MSCD34) concordou em adquirir a CipherTrace, uma startup desenvolvedora de ferramentas que ajudam empresas e órgãos de aplicação da lei a erradicar transações ilícitas de moeda digital. O valor total do acordo ainda não foi revelado. Conforme a gigante dos pagamentos, o negócio ajudará os clientes a se protegerem e cumprirem as regulamentações à medida que começam a desenvolver suas próprias ofertas de moeda digital. A CipherTrace afirma que sua plataforma é usada por alguns dos maiores bancos e corretoras de criptoativos do mundo.

Bitcoin é o futuro? O acordo é o mais recente sinal de como as grandes empresas estão demonstrando maior interesse no mercado de criptoativos. Sua rival Visa (VISA34) revelou recentemente mais de US$ 1 bilhão em transações em seus cartões Venmo, que utilizam criptos como meio de pagamento.

ANÁLISES

Fonte: J.P. Morgan

Fundamentos continuam fortes nos EUA: O gráfico acima, do J.P. Morgan apresenta a margem líquida média de todos os setores da bolsa americana e, como observado, o efeito da pandemia parece não ter afetado a lucratividade das companhias na tendência de longo prazo. De acordo com o banco, mesmo com o efeito da inflação e problemas na cadeia de suprimentos, muitas empresas de crescimento nos EUA conseguiram até mesmo expandir suas margens líquidas durante a pandemia. Este foi possível em virtude da relevante fatia das empresas de crescimento que possuem alta capitalização de mercado e grande diversificação operacional, o que resulta em uma maior habilidade na gestão de seus gastos e poder de barganha.  

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.