🌎 RADAR GLOBAL: O retorno do mercado de luxo

Panorama diário, análises de cenário internacional e ações globais


Compartilhar:


MACRO

Mercados globais amanhecem em alta. Europa (+1,9%) lidera os ganhos após impacto marginal das novas restrições no tráfego de pessoas. Nos EUA (+1,3%), possível acordo sobre pacote de estímulos se aproxima após a quarta semana de perdas para o índice S&P 500.

Coronavírus: A farmacêutica britânica Novavax iniciou os testes fase-3 de sua vacina no Reino Unido. O estudo contará com 10 mil voluntários entre 18 e 84 anos.

EMPRESAS

Luxo na crise: Estimativas apontam para queda de 25% (US$ 87 bilhões)  no faturamento das marcas de luxo em 2020, refletindo a redução das compras feitas durante viagens, que devem representar 4% do total (vs. 30% em 2019). Mesmo assim, os resultados do setor têm sido melhores que o esperado, impulsionado pelos mercados domésticos da China e dos EUA. A pandemia também acelerou a adoção do canal online, que representará 22% das vendas, dobrando a/a. Neste cenário, nomes dominantes como Ferragamo, Kering e Louis Vuitton (LVMH) podem se beneficiar, aumentando participação de mercado e garantindo investimentos para normalização das vendas em 2021.

Listagem alternativa: A Palantir, empresa americana de análise de dados anunciou que realizará uma oferta pública direta, na qual suas ações já existentes são negociadas diretamente com os investidores, evitando gastos com instituições intermediárias. A oferta, que deverá  avaliar a empresa em ~US$ 22 bilhões, consolida 2020 como um dos anos mais ativos para listagens: Empresas já levantaram US$ 95 bilhões em IPOs nos EUA (vs. US$ 84 bilhões em Set/2000, recorde anterior). O ambiente de juros estruturalmente baixos e liquidez ilimitada contribui para este cenário.

Boeing: Representantes do FAA (Anac dos EUA) farão testes no modelo 737-MAX na próxima semana, um passo chave para a retomada dos voos, suspensos desde março/2019. Falhas no modelo e o cenário pandêmico levaram a empresa para um saldo negativo de 378 pedidos em 2020. As ações da Boeing têm queda de 53% no ano.

ANÁLISES

Precificando a vacina: O conjunto de empresas ligadas ao desenvolvimento da vacina (Pfizer, AstraZeneca, Regeneron, BioNTech, Gilead, Novavax, Inovio e Moderna) se valorizou US$ 50 bilhões no ano. Contudo, a vacina parece já estar precificada: a valorização média das ações em meio à notícias relevantes (testes e resultados), é praticamente nula em setembro (vs.+9% em março).

Fonte: Goldman Sachs

Bom dia!

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.