Onde Investir – Maio de 2020

Em abril os mercados se tornaram mais otimistas, se recuperando em diversos países. O ambiente continua desafiador, porém a incerteza acerca do vírus diminuiu além de surgirem evidências sobre potenciais vacinas e tratamentos.

Mantemos a percepção de que a crise como um todo gera oportunidades e seguimos com o aumento de exposição à risco nas carteiras sugeridas.

Principais fatos que influenciaram os investimentos

Radar XP do Coronavírus

Radar XP do Coronavírus

Acompanhe em uma só página os mapas interativos com a evolução do vírus, todas os nossos relatórios e notícias do Infomoney sobre o tema.

Ler relatório na íntegra
5 anos em 5 minutos

5 anos em 5 minutos

No relatório mensal, publicado em 30 de abril, discutimos as incertezas políticas e retornos esperados em 3 cenários para a economia brasileira.

Nesta edição aumentamos a probabilidade do cenário Negativo em detrimento do Positivo, dada a maior incerteza política no Brasil.

Os retornos estão mais atraentes do que a média histórica em vários mercados, dentro do Brasil – em especial em crédito – e fora dele.

 

Ler relatório na íntegra
A terceira crise

A terceira crise

A crise que se iniciou em fevereiro como uma crise de saúde se alastrou rapidamente para também se tornar uma grave crise econômica, de proporções nunca antes vistas.

Porém, não bastassem essas duas crises, uma crise política foi adicionada ao imbróglio brasileiro nesta sexta-feira (24) com a saída repentina de Sérgio Moro do Ministério da Justiça. Enquanto o Brasil compartilha das mesmas dores do resto do mundo por causa do coronavírus, essa nova crise é inteiramente brasileira.

É importante lembrar também que as duas outras crises, a da saúde e da economia, continuam e ainda não estão próximas de terminarem. Adicionar uma crise politica nesse momento é preocupante, pois pode colocar em cheque o cenário de recuperação do Brasil no pós-COVID. Cenários alternativos e de “cauda” passam a ter uma probabilidade não desprezível e é isso que percebemos os mercados começarem a precificar.

Ler relatório na íntegra
Temporada de resultados 1° tri 2020: o que esperar?

Temporada de resultados 1° tri 2020: o que esperar?

O que esperar da temporada de resultados do 1° trimestre de 2020? Acreditamos que essa temporada será bastante relevante pois mostrará os primeiros impactos e medidas sendo tomadas pelas principais empresas brasileiras em relação à crise atual do COVID-19. Nesse relatório, ressaltamos quais setores e empresas os investidores deverão estar mais atentos nessa temporada de resultados.

Ler relatório na íntegra
Encerramos nossa posição de prefixados

Encerramos nossa posição de prefixados

Ao final de abril optamos por encerrar a posição em ativos prefixados que construímos logo após o COPOM de setembro de 2019. Nossa recomendação era que os clientes mantivessem a alocação em papéis de prazos entre 3 e 4 anos.

Entenda mais aqui.

Ler relatório na íntegra

Guia de Investimentos

O mês de abril trouxe algum alento para os mercados de renda variável, em especial devido aos grandes estímulos fiscais e monetários sendo aplicados ao redor do mundo e o início da reabertura das economias na Ásia e na Europa. Em relação às suas mínimas de março, o Ibovespa subiu 14% e o S&P em torno de 20%.

A alta mais forte começou na segunda quinzena do mês, quando mais estímulos foram anunciados e houve uma melhora do cenário relacionado aos entraves do petróleo, sinais de frenagem de contágio do coronavírus em diversas economias e evidências de possíveis tratamentos e vacinas também relacionadas ao vírus.

No cenário local a situação política foi agravada, culminando nas saídas dos Ministros da Saúde, Henrique Mandetta, e da justiça, Sérgio Moro. A crise de confiança gerada por estes fatores levou o câmbio ás suas máximas históricas atingindo R$ 5,59 por USD.

Mantemos a percepção de que a crise como um todo gera oportunidades e seguimos com o aumento de exposição à risco nas carteiras sugeridas. Temos dado preferência, entretanto, aos ativos internacionais. Optamos também por encerrar a exposição dos portfólios a ativos prefixados, que iniciamos em setembro do ano passado.


Última atualização: 1 de Maio de 2020

Compartilhar:



Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM