XP Expert

Carteira Visionária (Moderada/Agressiva) – Fevereiro 2023

O perfil visionário se refere ao investidor que enxerga além dos números de mercado que as telas mostram no curto prazo e possui objetivos ambiciosos de ganhos no longo prazo.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A política de investimentos Visionária é recomendada para investidores com perfil Moderado, porém com diferentes objetivos desde aqueles investidores que (i) desejam potencializar o risco da alocação mas sem abrir mão da diversificação e equilibro (ii) já possuem compreensão sobre as diversas classes e alternativas de investimentos  e não abre mão de uma boa oportunidade (iii) que desejam alocar recursos para médio/longo prazo (60 meses). Com uma dinâmica de alocação moderada para agressiva, a carteira busca potencializar o retorno sem abrir mão de unir segurança, liquidez e rentabilidade através da diversificação.

Conteúdo exclusivo para clientes XP
A conta XP é gratuita. Abra a sua agora!

Cadastrar

Já é cliente XP? Faça seu login

Invista melhor com as recomendações
e análises exclusivas dos nossos especialistas.

Ter um perfil mais agressivo, pede ao investidor maior tolerância a riscos para o reconhecimento das oportunidades que os cenários mais voláteis podem oferecer. Por isso, a estratégia principal de uma carteira é a diversificação. A alocação desse portfólio combina um pouco do melhor de cada classe de ativos e busca os retornos dentro das diferentes dinâmicas de rentabilidade. A alocação busca retornos no médio/longo prazo, já que possui exposição a ativos de riscos.

Confira carteiras recomendadas para todos os perfis:

XPInc CTA

Abra a sua conta na XP Investimentos!

XPInc CTA

Receba conteúdos da Expert pelo Telegram!

O que vimos do mês anterior

Janeiro, o mês que parecia não acabar mais, foi marcado pela posse do novo presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, que assumiu a presidência para seu terceiro mandato. Em seu discurso de posse, reforçou as diretrizes econômicas anunciadas durante a campanha eleitoral, como a mudança do teto constitucional de gastos, o aumento do investimento público e o papel fundamental de empresas públicas – como Petrobras, BNDES, Banco do Brasil – no fomento do desenvolvimento econômico.

O novo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou que um novo arcabouço fiscal e uma proposta de implementação de reforma tributária devem ser apresentados até o fim de abril. Esses e outros anúncios causaram certa volatilidade nos mercados, principalmente nas curvas de juros, que abriram ao longo do mês diante do aumento da percepção de risco fiscal. Já o câmbio fechou o mês com apreciação de 3,85%, com o dólar valendo R$5,08 no último dia de janeiro – refletindo especialmente movimentos externos, com destaque para a esperada retomada da economia chinesa no ano. O Ibovespa registrou valorização de 3,37%, o índice de dividendos (IDIV) saltou 5,89% e, na contramão, o índice de fundos imobiliários encerrou em queda de 1,60%.  

Nos EUA, a atividade econômica demonstrou alguma desaceleração, enquanto o mercado de trabalho segue aquecido. Com dados de inflação mais controlados, passou a existir a expectativa de um Fed menos hawkish e a chance de os EUA não entrarem em uma recessão. Isso alimentou o apetite pelo mercado acionário, fazendo o Dow Jones subir 2,83%, o S&P500 6,18% e o Nasdaq 10,68% em janeiro.

Também no mês passado, a China abandonou seus controles de fronteira pandêmicos, abrindo o perímetro que estava praticamente fechado desde o início da pandemia. Essa e outras medidas foram garantindo a reabertura econômica do país, que tem avançado mais rapidamente que o esperado.  A reabertura da China veio favorecendo uma visão mais construtiva dos mercados para os ativos de países emergentes, como o Brasil, mas não sem riscos.

Os principais riscos permanecem os políticos e fiscais por aqui, além de uma desaceleração econômica global mais forte do que o esperado. Por isso, seguiremos cautelosos também na diversificação global, que temos buscado nas carteiras para contrapor a um cenário ainda incerto também localmente.  

Onde alocar os recursos nesse cenário?

XP Expert

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.