XP Expert

Tony Blair fecha 1º dia da Expert: ‘Há muita ideologia em torno da política e isso é muito destrutivo’

No último painel do primeiro dia da Expert, o ex-primeiro-ministro do Reino Unido analisou o cenário internacional e os desafios frente à pandemia

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Tony Blair fechou com chave de ouro o primeiro dia da Expert XP 2020. Um dos primeiros ministros mais populares da história do Reino Unido, Blair hoje lidera o Instituto que leva seu nome, que tem como objetivo desenvolver políticas públicas em prol da qualidade de governos ao redor do mundo. 

Diante da vasta experiência e eloquência do ex-líder político, a conversa fluiu sobre o mundo pós pandemia, ao papel da China, mudança climática e os desafios para a política doméstica britânica. Confira abaixo os principais destaques!

Um bom governo na visão de Blair

Para Blair, implementar um bom governo e combater os principais problemas enfrentados por países ao redor do mundo é muito mais simples do que pode parecer. E a receita todos sabem, independente da geografia, cultura ou recursos naturais de um país: investir em educação, eliminar a corrupção, garantir estabilidade jurídica e política, previsibilidade de regras e ambiente de negócios, infraestrutura de qualidade, e oportunidades para todos. 

O desafio jaz no jogo político, na luta de interesses. “É muito fácil saber o que governos devem fazer. O difícil é fazê-lo”, disse o ex-premiê britânico. O segredo para o sucesso, portanto, é enfrentar os problemas de uma maneira prática e eficaz, deixando de lado ideologias – que só tem a prejudicar o processo. ‘Há muita ideologia em torno da política e isso é muito destrutivo”, complementou.

Acesse a página do evento Jornada do Investidor

O mundo pós-pandemia e a desigualdade

Para Blair, a pandemia do Covid-19 não trouxe problemas novos. Porém, acredita que sairemos desse cenário com muitos problemas existentes em dinâmica de crescimento, e de maneira acelerada. Na economia real, muitas indústrias que já vinham fracas sairão prejudicadas, como o setor de aviação, enquanto outras não terão opção senão deixar de existir; por outro lado, outras que despontavam irão deslanchar, como o setor de tecnologia. 

Já na seara social, a desigualdade já existente será ampliada, como já pode ser observado em países ou regiões onde a maioria da população não tem condições para implementar medidas de distanciamento social, ou mesmo trabalhar de maneira remota. Aqueles que sofrerão mais com a crise atual serão os mais pobres, e o desafio para o ex primeiro ministro será garantir que um desenvolvimento tecnológico como uma vacina contra o vírus alcance rapidamente a todos – para evitar o maior agravamento da desigualdade. 

Nesse sentido, Blair também chamou atenção para o riscos políticos nesse mundo com crescentes desafios sociais oriundos de mudanças tecnológicas e econômicas. Em suas palavras “Em uma era marcada pelo descontentamento, as pessoas se tornam suscetíveis a ideias populistas, não importando o espectro ideológico. A resposta não está em favorecer um ou outro setor, nem em soluções patriarcais, e sim na educação e no poder de adaptabilidade das políticas”. 

Mudanças climáticas

Lembrando que a primeira legislação em favor do combate à mudança climática foi aprovada em seu mandato, Blair destacou a importância de ações pragmáticas e efetivas na luta contra o que chamou de “realidade comprovada cientificamente”. 

Novamente, chamou atenção para a importância de garantir que novas tecnologias e soluções na busca de novas fontes de energia e produção sejam compartilhadas e incorporadas por governos ao redor do mundo, destacando que muitos países ainda enfrentarão os desafios de crescer e melhorar a qualidade de vida de seus cidadãos, assim como os países desenvolvidos – mas agora, de maneira sustentável. Para isso, é preciso cooperação internacional. 

Acesse a página do evento Jornada do Investidor

Uma análise da política global

No campo político, o ex líder do Partido Trabalhista britânico destacou o crescimento do papel da China de potência econômica, política e militar global como algo “inevitável, e justificável”. Porém, chamou atenção para o que não julga uma comparação historicamente correta: de uma nova Guerra Fria. 

Para Blair, o mundo ocidental terá que conviver com a China de diversas maneiras: confrontando quando necessário, competindo quando necessário, mas também colaborando em muitas áreas. Tanto o Reino Unido quanto outros líderes globais precisarão ter um convívio estratégico com o gigante asiático, para garantir a economia e o comércio globais, hoje muito mais interligados com a China do que já foram com a confluência de países que era a União Soviética. 

Finalmente, sobre a “novela” da saída do Reino Unido da União Europeia, Blair não escondeu sua opinião de que “essa foi uma decisão devastadora para a história britânica”. Porém, frisou acredita que “temos que agora fazer o melhor possível da situação”. 

Para o ex primeiro ministro, o caminho pela frente será árduo, mas não impossível. Será preciso apenas que o governantes do país passem a focar em um plano estratégico e de longo prazo, e entender que “governar por meio do Twitter não é uma ótima ideia”!

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.